Matérias Mais Lidas

imagemRegis Tadeu explica porque Sandy não deve cantar músicas do Metallica

imagemVeja Sandy cantando Metallica na TV Globo em programa de Marcos Mion

imagemO surpreendente disco que Tom Morello considera um dos melhores de todos os tempos

imagemApós incidente, Axl Rose anuncia mudança nos shows do Guns N' Roses

imagemNoel Gallagher revela o rockstar que ficou mais impressionado de conhecer pessoalmente

imagemAndreas Kisser opina sobre a reunião do Pantera, que começou nesse sábado

imagemGene Simmons admite que "Ace estava certo" sobre o Kiss no começo dos anos 80

imagemBeatles: Ringo Starr conta como foi o seu último encontro com John Lennon

imagemA banda de rock que impressionou Paulo Ricardo e o fez ver grandeza do estilo em São Paulo

imagemA estratégia do Barão Vermelho para evitar críticas de copiar Titãs nos anos 1990

imagemCinco discos de heavy metal para ouvir sem pular nenhuma faixa

imagemJulian Lennon relembra como era sua relação com seu pai, John Lennon

imagemO maior álbum de todos os tempos, na opinião do saudoso Ronnie James Dio

imagemMike Portnoy comenta o show de retorno do Pantera aos palcos

imagemA opinião de Dino Cazares sobre o insano álbum "Roots", clássico do Sepultura


Samael Hypocrisy
Stamp

Judas Priest: Faulkner gostaria de conversar com K.K.

Por Kako Sales
Fonte: Blabbermouth.Net
Postado em 30 de julho de 2011

O site Geeks of Doom recentemente conduziu uma entrevista com o novo guitarrista do Judas Priest, Richie Faulkner. Alguns trechos da conversa seguem abaixo.

Geeks of Doom: Você foi bem recebido na banda?

Richie Faulkner: Completamente. Eles não pouparam nem um pouco na receptividade, em todos os aspectos – a nível pessoas e a nível musical. Nós fizemos arranjos em algumas músicas quando executadas ao vivo para colocar alguns solos extras de guitarra para dar ênfase ao que eu posso fazer e você não pode ser mais bem recebido que isso. Você sabe, alterar arranjos para clássicos como esses só para dar espaço para o que você pode fazer, acho que é uma grande honra receber essa oportunidade.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

GoD: O som das guitarras gêmeas de K.K. Downing e Glenn Tipton é parte integral do Judas Priest e do Metal em si.

RF: Absolutamente.

GoD: Você sentiu algum tipo de pressão ao substituir uma parte disso?

RF: Na verdade, não. Quer dizer, como fã da banda, eu sei o que os fãs esperam. Eu sabia o que eu tinha que fazer, como guitarrista e como fã da banda, o trabalho a ser feito, se é que você entende. Sempre fiz parte de bandas com dupla de guitarras, sabe, sempre fui fã do Priest e eram todas as peças se encaixando como um quebra-cabeças. Como eu disse, as guitarras gêmeas no Priest como um fã, e também as músicas, tudo tipo que faz sentido. Então, de certa forma, não houve pressão ,mas é o tipo de dever a ser feito da melhor forma possível para a banda e para os fãs, de verdade.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

GoD: Como foi a reação dos fãs do Judas Priest?

RF: Bem, foi ótima, de verdade. Acho que eles foram incríveis na receptividade ao novo integrante da família. Acho que inicialmente houve algum ceticismo, que é natural, saca? Isso ocorre quando alguém sai após 40 anos. Acho que as pessoas têm uma tendência a temer pelo pior, mesmo quando deveriam confiar que a banda escolheu o cara certo, as pessoas tendem a temer pelo pior. Então nós sempre soubemos que, após algumas semanas de turnê, mostrando às pessoas o que podemos fazer, eles estariam do nosso lado e seria nada memos que incrível, de verdade. Eles têm sido bastante receptivos. Você aceita, entende o ceticismo... Mas duas músicas, três músicas depois, eles já estão com os punhos nos ares, estão cantando junto, já esqueceram tudo aquilo. Estão apenas curtindo o show. Então tem sido ótimo, sério. A reação do público tem sido incrível.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

GoD: Nada melhor que isso. Você já conversou alguma vez com o K.K.?

RF: Não, nunca. Quer dizer, ouvir umas coisinhas aqui, outras ali... O que ele postou no site dele, coisas como aquelas, e, obviamente, o que a banda disse. Você sabe, eles me contaram sobre a situação. Na verdade, eu não falei com ele pessoalmente. Acho que eu gostaria de encontrá-lo e falar com ele, mas não acredito que seria importante para mim conversar sobre isso. Acho que a essa foi a decisão que ele tomou e você tem que respeitá-la. Gostaria de conversar com ele sobre outras coisas, talvez sobre o que ele vai fazer agora ou sobre guitarras ou coisas do tipo, saca? Como eu disse, ele tomou a decisão e acho que todo mundo deve respeitar isso. E acho que haveria outras coisas sobre as quais conversar; ele provavelmente não iria querer falar sobre isso também, entende? Então eu provavelmente conversaria com ele sobre motos e guitarras, coisas do tipo.

publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |

Leia a entrevista na íntegra no Geeks of Doom:
http://geeksofdoom.com/2011/07/28/interview-judas-priest-guitarist-richie-faulkner/

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Siga Whiplash.Net: Facebook | Instagram | Twitter | YouTube

Receba as novidades do Whiplash.Net por WhatsApp


Stamp


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Judas Priest: prestes a estourar com "Hell Bent for Leather"

Ian Hill diz que Judas Priest não queria ser apenas mais uma banda de blues

Tim Ripper Owens diz que nunca voltaria ao Iced Earth

Judas Priest se impõe com o álbum "Sin After Sin"

A festa insana de Judas Priest, Def Leppard e Scorpions que inspirou nome do hit "Blackout"

Heavy Metal: um guia para começar a ouvir o estilo

Judas Priest: "Stained Class" é um dos discos mais sinistros da banda

Judas Priest: "Sad Wings of Destiny" definiu as principais características do heavy metal

Ian Hill explica o que dificulta turnê do Judas Priest com o Iron Maiden

Megadeth lança cover de "Delivering The Goods", clássico do Judas Priest

Youtuber mistura "One" do Metallica com clássico do Men At Work e resultado é hilário

Rob Halford diz que foi mágico tocar mais uma vez ao lado de K.K. Downing

Dez músicas para apresentar sua banda favorita para quem não manja de metal

Judas Priest: o heavy, o blues e o progressivo em "Rocka Rolla"

Três bandas de metal que deixaram os fãs na saudade e não lançaram nada novo em 2022

Iron, Kiss, AC/DC e outros: clássicos em versões "humppa"

Judas Priest & FNM: Halford comenta foto polêmica com Bottum

Membros do Metallica eram muito bonitos, "como todos nós do Metal somos", diz Halford

Punk Rock: os 25 melhores discos segundo o site IGN

Black Metal: cinco bandas do lado depressivo do satanismo


Sobre Kako Sales

Mineiro de Januária, baterista autodidata, cresceu em ambiente familiar ligado à música popular e erudita. Seu pai chegou a fazer pequenas turnês com bandas da Jovem Guarda como tecladista no fim da década de 70. Aos 10 anos, iniciou os estudos de teoria musical e piano clássico. Teve o primeiro contato com o mundo do metal ao escutar o CD Angels Cry do Angra, aos 15 anos. Desde então tem se dedicado a conhecer, colecionar e difundir o melhor do metal brasileiro e mundial. Graduado em Letras/Inglês, principalmente por influência da língua-mãe do rock, tem como principais ícones do metal as bandas Angra, Symphony X, Dream Theater e Opeth.

Mais matérias de Kako Sales.