Tommy Stinson: "o Guns é apenas um bom emprego"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nacho Belgrande, Fonte: Site do LoKaos Rock Show
Enviar correções  |  Ver Acessos

TOMMY STINSON, ex-membro do THE REPLACEMENTS, tem dois empregos fixos, tocar baixo tanto para o SOUL ASYLUM como para o GUNS N' ROSES. Ele também tem um disco solo sendo lançado, 'One Man Mutiny'.

Os Simpsons: bandas de Rock na versão amarelaKrisiun: banda lista os 5 picos mais demoníacos do Brasil

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em uma nova entrevista para o site estadunidense Articles Philly, Stinson foi questionado sobre as duas bandas. "O Soul Asylum, eu conheço aqueles caras desde que fomos juntos à escola, Dave (Pimer) e eu pelo menos," diz Stinson. "Eles são caras legais e nos divertimos tocando juntos. É mais um trabalho por amor. O Guns é uma coisa diferente, já que é um bando de caras que vêm de todo canto agrupados nessa sopa musical, e tem um lance totalmente diferente rolando. É mais uma banda de colaboradores - quando compomos, de qualquer modo. O Guns não tem sido nada além de um bom emprego pra mim por 12 anos. Eu comecei sem expectativas. Não achei que fosse furar 12 anos, mas eis-me aqui."




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Guns N' Roses"


Comerciais: os onze mais divertidos envolvendo Rock e MetalComerciais
Os onze mais divertidos envolvendo Rock e Metal

Guns N' Roses: ninguém diz a Axl Rose o que fazer, explica ex-empresárioGuns N' Roses
Ninguém diz a Axl Rose o que fazer, explica ex-empresário


Os Simpsons: bandas de Rock na versão amarelaOs Simpsons
Bandas de Rock na versão amarela

Krisiun: banda lista os 5 picos mais demoníacos do BrasilKrisiun
Banda lista os 5 picos mais demoníacos do Brasil


Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

Goo336x280