Mike Mangini: "estou tão feliz por ser parte dessa alegria"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nathália Plá, Fonte: Blabbermouth.net, Tradução
Enviar Correções  

O novo baterista do DREAM THEATER Mike Mangini fez a seguinte declaração sobre a atual turnê da banda: "Estou impressionado com as multidões nessa turnê. Eu realmente estou me divertindo tanto que mal posso esperar para voltar ao palco. Mais um show: Budapeste. Como o resto dos shows, foi ótimo também, a platéia de Atenas feza terra tremer até a África essa noite. TODOS os públicos simplesmente entenderam a mensagem da banda em alto e bom som e estou tão feliz por ser parte dessa alegria."

publicidade

"A Dramatic Turn Of Events", o tão esperado novo álbum do DREAM THEATER,, que marca a estréia de Mangini, será lançado no dia 13 de setembro via Roadrunner Records.

Em uma entrevista recente para a Ultimate Classic Rock, perguntaram ao guitarrista do DREAM THEATER John Petrucci como a recente mudança na formação da banda afetou as responsabilidades de composição para o novo CD. "Não compusemos música com Mike Mangini", disse ele. "Decidimos ir e compor entre nós mesmos sem um baterista para entramos mais em contato com as intimidades do processo de composição que todo guitarrista, tecladista e baixista fazem quando estão em um quarto ou hotel ou estúdio. Simplesmente compor e colocar pra fora a melhor música que puder, explorando diferentes áreas. Decidimos fazer isso dessa forma, o que foi ótimo – um ambiente realmente ótimo para ser criativo."

publicidade

Quando perguntado se a banda acabou compondo coisas que foram realmente difíceis para Mangini tocar, Petrucci disse, "É engraçado você mencionar isso, porque eu programei toda a bateria com um programa, o que foi muito divertido. Eu tirei umas coisas bem iradas. Quando terminamos, eu mandei para ele perguntando, 'Isso é algo que você pode tocar de verdade? Eu não sei, não sou baterista, é algo fisicamente possível?' Mas então ele veio alguns meses depois, e alí estava ele, um ser humano fazendo aquilo. Eu fiquei abismado. É legal fazer esse tipo de coisa porque você pode tirar coisas que estão além de sua imaginação mais insana, no que se diz respeito a bateria, e então fazer acontecer na vida real."

publicidade

Veja abaixo imagens filmadas por um fã do solo de Mangini no show do DREAM THEATER em 2 de agosto de 2011 no Terra Vibe em Atenas.

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Black Sabbath: a passagem de Ian Gillan pela bandaBlack Sabbath
A passagem de Ian Gillan pela banda

Dr. Sin: Agora todo mundo lamenta? Vão se foder!, diz Regis TadeuDr. Sin
Agora todo mundo lamenta? Vão se foder!, diz Regis Tadeu


Sobre Nathália Plá

Mineira de Belo Horizonte, nasceu e cresceu ouvindo Rock por causa de seu pai. O som de Pink Floyd e Yes marcou sua infância tanto quanto a boneca Barbie, mas de uma forma tão intensa que hoje escutar essas bandas lhe causa arrepios. Ao longo dos anos foi se adaptando às incisivas influências e acabou adquirindo gosto próprio, criando afinidade pelo Hard Rock e Heavy Metal. Louca e incondicionalmente apaixonada por Bon Jovi, não está nem aí pras críticas insistentes dirigidas à banda. Deixando a emoção de lado e dando ouvidos à técnica e qualidade musical, tem por melhores bandas, nessa ordem, BlackSabbath, Led Zeppelin, Deep Purple, Metallica e Dream Theater. De resto, é apenas mais uma apreciadora do bom e velho Rock'n'roll.

Mais matérias de Nathália Plá no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin