A morte das grandes bandas: vá a todo show grande que puder

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nacho Belgrande, Fonte: Site do LoKaos Rock Show
Enviar correções  |  Comentários  | 


Por Mick Wall, traduzido por Nacho Belgrande.
5000 acessosPara tocar: O que são tablaturas e como usá-las?5000 acessosAC/DC: "Chuck Berry foi o maior babaca que já vi na vida"

“Com tantos festivais rolando ao longo dos meses do verão europeu, as brigas entre promotores de shows do Reino Unido já começaram para ver qual deles pode arrebatar as bandas com mais potencial de retorno financeiro para os grandes festivais de rock no ano que vem.

Antes que você pergunte, eu não sei de nada sobre quem vai encabeçar o elenco do Download ou do Sonisphere. Mas eu posso lhe dizer uma coisa: não vai ser nem o Avenged Sevenfold nem o Bullet For My Valentine, ou o Machine Head, ou seja lá quem esteja povoando seus sonhos molhados atualmente. Não porque essas bandas não sejam boas o suficiente, mas porque elas não são conhecidas o suficiente. O nome delas não tem o que o negócio chama de ‘tração’. Não o suficiente pra vender 70.000 ingressos para um descampado no meio do nada ou em Kent.

Para esse tipo de ação por ouro puro garantido você precisa de rock stars genuínos, verdadeiras lendas. Coloquemos de outro modo, você precisa ligar pra velha guarda. É por isso que os boatos mais vivos tanto para Download como para o Sonisphere giram em torno do Van Halen – isso se eles de fato conseguirem colocar Eddie e Dave de volta num palco juntos de novo, uma hipótese muito vaga, portanto; e o Soundgarden, especialmente agora que Chris Cornell desistiu de suas ambições de tornar-se um obscuro cantor de soul music.

Ou a aposta mais certa de todas: Ozzy e Black Sabbath. Não importa que você ache que Ozzy tenha perdido seu apelo desde que ele se tornou mais um dos poodles de Sharon. Coloque-o no mesmo palco que Tony, Geezer e Bill e você terá uma bela duma fatia de história do rock, e um dos melhores enchedores de estádio que ainda levam a coisa sem se matarem ou saírem no meio do acordo.

O que isso significa, a longo prazo? Quem serão os cabeças de elenco de amanhã? O Muse irá ficar com o cargo? O Mars Volta pode transcender o relativo status de cult que têm? Será que só o que nos sobrará pra pular na lama são coisas como Kings of Leon? Por favor, deus livre-nos desse mal.

Falando sério, o que vai acontecer quando os verdadeiros gigantes do rock finalmente se forem? E não vamos nos enganar, eles vão embora logo logo (Lemmy completa 66 anos esse ano; Ozzy e Alice têm 63; Brian Johnson 64; David Coverdale 60; até mesmo os membros do Iron Maiden estão na metade dos 50). Eu dou mais cinco anos no máximo, 10 no caso do Maiden e do Leppard.

E daí, o que vai acontecer? Bem, eu vou lhes dizer: os festivais gigantes de rock se irão com eles. Ah, sim, haverão eventos musicais ao ar livre. Elencos com vários grupos, mas com vários co-cabeças de elenco, espalhados ao longo de muitos palcos e sites na internet. Mas nunca mais haverá quase 120.000 pessoas marchando juntas na mesma colina, ao mesmo tempo como houve para ver o Iron Maiden em Donington em 1988.

A frase: ‘última chance de ver’. Da próxima vez que você pensar quem é que você considera a maior banda de rock do mundo, lembre-se dessas palavras.”

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 17 de setembro de 2011

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias

Para tocarPara tocar
O que são tablaturas e como usá-las?

AC/DCAC/DC
"Chuck Berry foi o maior babaca que já vi na vida"

Guns N RosesGuns N' Roses
Axl mandou expulsar Steven Adler de show?

5000 acessosJared Leto: a reação ao se ver no papel do Coringa5000 acessosGothic Metal: os dez trabalhos essenciais do estilo5000 acessosMetallica: James Hetfield explica suas tatuagens preferidas5000 acessosKiss: clipe de "I", gravado em 1981, é divulgado pela 1ª vez5000 acessosStairway To Heaven: site reúne 101 covers do clássico5000 acessosSebastian Bach: descrevendo o horror de urinar com Phil Anselmo

Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online