Madame Satã: lendária casa noturna reabrirá em breve

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Seguir Whiplash.Net

Por Milho Wonka, Fonte: Milho Wonka
Enviar correções  |  Ver Acessos

Matéria de 15/10/11. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

5000 acessosDimmu Borgir: Silenoz se considera um satanista?5000 acessosOs Trapalhões: uma homenagem ao Heavy Metal em 1985

Sujeira, lixo, cupim, paredes e salas que não existem na planta da casa. Éassim que está hoje em dia uma das mais tradicionais casas alternativas de São Paulo, localizado à Rua Conselheiro Ramalho, no centro de São Paulo. Toda pessoa que frequenta a noite de São Paulo, provavelmente já ouviu falar do Madame Satã.

Este nome voltou ao nosso cotidiano subtamente, assim como quando saiu. Tudo isso devido à bombástica notícia de que Dj Ge vai reabrir o local. Grandes nomes como Jô Soares, Cazuza, João Gordo, Titãs, Paralamas, isso sem falar em nomes internacionais, já tiveram suas histórias no Madame Satã.

O ideal de Gê é revitalizar o prédio e fazer além de um espaço para receber a mesma proposta dos eventos nos anos 80, ainda fazer durante o dia atividades sócio-culturais, tudo ainda terá que passar por uma mega reforma, algumas paredes terão de ser retiradas, assim como alguns tapumes pintados e tudo que não faz parte da planta original. Grande parte das reformas na década de 90 foram feitas fora da regularidade. O que se vê hoje em dia é um local histórico para a sociedade notívaga que foi tomado por cupins, utilização indevida de espaço com objetivo de mudanças rápidas a fim de passar ao público uma falsa idéia de melhoria.

Depende ainda de algumas regulamentações na questão de alvará de funcionamento, que depende de uma série de medidas de segurança, higiene e bem estar para quem estiver presente. O que ainda não foi comentado é que se a tal mudança, mega reforma, ótima sonorização, não vai influenciar no preço da entrada dos eventos.

Para quem viveu alguma época em que o casarão estava em funcionamento, certamente se lembra de que os preços praticados eram populares e de fácil acesso ao público alternativo geral que gostaria de estar presente.

No vídeo existe sim um grande ideal de que é montar um novo capítulo da história das noites de São Paulo. Comenta-se bastante sobre a última direção que usou-se bastante o nome que a casa tinha para atrair público sem pensar na qualidade dos eventos.

Realmente o que se espera é que um novo rumo seja tomado, muita coisa certamente irá mudar se todas as propostas de Gê forem cumpridas, alguns eventos existentes hoje em dia podem ganhar ai um forte concorrente.

Um detalhe interessante é fica esclarecido o não uso do nome Madame Satã na reabertura. Há citações no sentido que mesmo que a casa não tenha nome será eternamente chamada de Madame Satã, o que realmente é uma coisa que não podemos negar.

Nesta história toda, talvez o que Gê deve estar já ciente, é sobre a responsabilidade de tornar vivo mais uma vez, a história de muita gente que já passou por alí, o peso que manter a qualidade e a essêcia dos anos 80 existe e ele será fortemente avaliado por quem estará lá anos após à imagem que lhes vêem a mente.

O que podemos concluir é que, ou o MADAME SATÂ retorna para tornar-se mais uma vez um marco na noite alternativa, ou o que teremos será apenas uma tentativa falha de reviver uma época de saudades.

Em opinião particular, levando em conta o trabalho que já conheço dos atuais idealizadores do projeto, tudo está em mão de pessoas experientes, que sabem o que estão fazendo, para quem estão fazendo e porquê estão fazendo.

Que venha então esta nova fase da nossa história. Se você é um desses que estava esperando algo significativo acontecer para sair de casa, talvez isto seja o que faltava. Se você é do tipo que já ouviu muitas lendas sobre o casarão, poderá ver e sentir que realmente existe algo diferente nesta casa.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Seguir Whiplash.Net



0 acessosTodas as matérias da seção Notícias

Dimmu BorgirDimmu Borgir
Silenoz: "Não sei se me classificaria como satanista!"

Os TrapalhõesOs Trapalhões
Uma homenagem ao Heavy Metal em 1985

SlipknotSlipknot
Corey explica desvantagens das máscaras

5000 acessosMusas do Metal: as bandas que elas ouvem quando estão em casa5000 acessosBon Jovi: Larissa Riquelme dançando com os seios de fora5000 acessosMetallica: James Hetfield, o fanfarrão, trolla segurança5000 acessosQueen: Mashup Acapella com 12 hits em 4 minutos por brasileiro5000 acessosSlash: há chances de gravar alguma música em parceria com Dave Mustaine?4526 acessosRichie Kotzen: suas influências, Mr Big, projetos, e mais

Sobre Milho Wonka

Milho Wonka, Youtuber desde 2010, em seu canal aborda um humor ácido sobre assuntos do rock e do dia a dia.

Mais matérias de Milho Wonka no Whiplash.Net.