Megadeth: guia de sobrevivência para o Gigantour

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nathália Plá, Fonte: Blabbermouth.net, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

Gigantour - o aclamado festival fundado em 2005 pelo MEGADETH - fará seu aguardado retorno pela primeira vez desde 2008. A lista de vários artistas - com pesos pesados do metal como MOTÖRHEAD, VOLBEAT e LACUNA COIL todos escolhidos pessoalmente pelo frontman do MEGADETH, Dave Mustaine - dará partida em 26 de janeiro em Camden, NJ. Antes de se encerrar em 28 de fevereiro em Denver, Colorado, a turnê fará paradas pelos E.U.A e Canadá incluindo um show em 28 de janeiro em Nova Iorque e 24 de fevereiro em Los Angeles.

Músicas imortais: "Countdown To Extinction", um grito pela preservação do meio ambienteAntes da fama: Atores que apareceram em clipes do Korn, Offspring, Aerosmith e outros

Quando perguntado como ele lida com o trabalho duro da turnê, o baixista do MEGADETH, David Ellefson disse ao AOL Noisecreep, "Uma vez que fechamos o show, entramos tarde. Estamos falando de 21:40, mais ou menos. Geralmente o meu dia inteiro é de preparação para aqueles 75-80 minutos em que o MEGADETH está no palco."

"Tudo que eu faço ao longo de um dia em turnê - o que eu como, bebo, faço de exercício - é preparação para que meu nível de energia esteja no pico enquanto eu estiver no palco. Então isso significa geralmente ir diretamente ao local do show e levar as provisões. As vezes eu faço um exercício no local e então vou para a passagem de som em torno das 14:30. Imprensa e meet-and-greets geralmente começam em torno das 16:30. Isso pode ir até quase a hora da janta. Na realidade tem uma regra difícil: não comer duas horas antes do show. Então o legal é fazer um jantar leve e ainda ter tempo para se aquecer com o instrumento e a voz. A principal coisa que eu tenho de ter cuidado é de não falar muito durante o dia. Isso é difícil para mim porque eu gosto de falar muito e eu fico divagando nas entrevistas."

Sobre sua rotina do retorno pós-show, Ellefson disse, "É igual um atleta que vai jogar com o nível de adrenalina no pico e então tem de voltar para casa ou para o hotel. Numa banda, é difícil relaxar e voltar para o ônibus e tentar ficar sentado num lugar."

"As vezes eu tomo um banho morno depois de tocarmos «risos». Na verdade ajuda a me acalmar, me deixar lúcido e um pouco cansado. A parte mais difícil é não comer depois do show, porque isso força seu corpo a ficar acordado com a digestão e esse tanto de coisa acontecendo. Mas eu normalmente lido bem com isso."




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Megadeth"


Músicas imortais: Countdown To Extinction, um grito pela preservação do meio ambienteMúsicas imortais
"Countdown To Extinction", um grito pela preservação do meio ambiente

Megadeth: pequena cronologia da historia da banda disco por discoMegadeth
Pequena cronologia da historia da banda disco por disco

Grandes covers: cinco versões para Hangar 18, do MegadethGrandes covers
Cinco versões para "Hangar 18", do Megadeth

Grandes covers: cinco versões para "Holy Wars... The Punishment Due"

Megadeth: por que a banda vai abrir para o Five Finger Death PunchMegadeth
Por que a banda vai abrir para o Five Finger Death Punch

Grandes covers: cinco versões para a excelente "Tornado Of Souls"

Megadeth: David Ellefson fala sobre Risk, vinte anos depoisMegadeth
David Ellefson fala sobre Risk, vinte anos depois

Desencontro com Kiko Loureiro: as frustrações de um Guitar Hero (vídeo)Desencontro com Kiko Loureiro
As frustrações de um Guitar Hero (vídeo)

Megadeth: Mustaine está indo bem na batalha contra o câncer, afirma EllefsonMegadeth
Mustaine está indo bem na batalha contra o câncer, afirma Ellefson

Megadeth: cinco curiosidades sobre o clássico Rust In PeaceMegadeth
Cinco curiosidades sobre o clássico Rust In Peace

Megadeth: Mustaine talvez não esteja presente no Megacruise, afirma EllefsonMegadeth
Mustaine talvez não esteja presente no Megacruise, afirma Ellefson

Em 24/09/1990: Megadeth lançava Rust In Peace, o magnum opus da bandaEm 24/09/1990
Megadeth lançava Rust In Peace, o magnum opus da banda

Megadeth: Dave Mustaine está indo bem contra o câncer, diz EllefsonMegadeth
Dave Mustaine está "indo bem" contra o câncer, diz Ellefson

Em 23/09/1990: Megadeth lançava o single "Holy Wars... The Punishment Due"

Megadeth: um passeio de ida e volta pelo Hangar 18Megadeth
Um passeio de ida e volta pelo Hangar 18

Megadeth: o que Peace Sells significou para a banda?Megadeth
O que Peace Sells significou para a banda?

Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1992Heavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados em 1992

Dave Mustaine: revelando que já tentou gravar com James HetfieldDave Mustaine
Revelando que já tentou gravar com James Hetfield


Antes da fama: Atores que apareceram em clipes do Korn, Offspring, Aerosmith e outrosAntes da fama
Atores que apareceram em clipes do Korn, Offspring, Aerosmith e outros

Massacration: saiba quem é o baterista que tocava de verdadeMassacration
Saiba quem é o baterista que tocava "de verdade"

Jethro Tull: a fúria de Ian Anderson pra cima do Led ZeppelinJethro Tull
A fúria de Ian Anderson pra cima do Led Zeppelin

Deuses do Rock: o tempo passa para (quase) todos elesDeuses do Rock
O tempo passa para (quase) todos eles

Led Zeppelin: as crianças da capa de Houses Of The HolyLed Zeppelin
As crianças da capa de "Houses Of The Holy"

Iron Maiden: Steve Harris elogia a fidelidade dos fãsIron Maiden
Steve Harris elogia a fidelidade dos fãs

Dr. Sin: Felipe Andreoli, do Angra, lamenta o fim da bandaDr. Sin
Felipe Andreoli, do Angra, lamenta o fim da banda


Sobre Nathália Plá

Mineira de Belo Horizonte, nasceu e cresceu ouvindo Rock por causa de seu pai. O som de Pink Floyd e Yes marcou sua infância tanto quanto a boneca Barbie, mas de uma forma tão intensa que hoje escutar essas bandas lhe causa arrepios. Ao longo dos anos foi se adaptando às incisivas influências e acabou adquirindo gosto próprio, criando afinidade pelo Hard Rock e Heavy Metal. Louca e incondicionalmente apaixonada por Bon Jovi, não está nem aí pras críticas insistentes dirigidas à banda. Deixando a emoção de lado e dando ouvidos à técnica e qualidade musical, tem por melhores bandas, nessa ordem, BlackSabbath, Led Zeppelin, Deep Purple, Metallica e Dream Theater. De resto, é apenas mais uma apreciadora do bom e velho Rock'n'roll.

Mais matérias de Nathália Plá no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336