Matérias Mais Lidas

imagemTravis Barker, do Blink-182, é hospitalizado às pressas e filha pede orações

imagemVeja diz que David Coverdale só passa vergonha nas redes sociais

imagemKerry King explica por que não assumiu o posto de guitarrista do Megadeth

imagemIggor Cavalera diz que reunião da formação clássica do Sepultura seria incrível, mas...

imagemCuecão de couro: Rob Halford posa com suas "great balls of fire" em camarim

imagemAvenged Sevenfold e o álbum do Guns N' Roses que deveria ser mais valorizado

imagemQuando Jimi Hendrix chamou Eric Clapton para subir no palco e afinar sua guitarra

imagemMike Portnoy e a música do Rush que virou um grande sucesso do Guns N' Roses

imagemA resposta de John Lennon quando perguntado se retornaria aos Beatles em 1975

imagemO dia que fãs choraram por gás lacrimogêneo e Falaschi achou que estavam emocionados

imagemO dia que filhos dos Titãs foram retirados de show e Nando Reis quase foi preso

imagemNergal diz que Behemoth é mais que anti-religião e emociona-se com LGBTQ e aborto

imagemCinco músicas que são covers, mas você acha que são as versões originais - Parte 2

imagemCinco álbuns que serão lançados no segundo semestre de 2022 e merecem a sua atenção

imagemA fundamental diferença entre Paulo Ricardo e Schiavon que levou RPM ao fim


Stamp

Documentário: Como a internet revolucionou o Metal

Por Nacho Belgrande
Fonte: Playa Del Nacho
Em 25/04/12

Como a internet mudou o Metal? É como escrever uma carta que comece com "Como o papel mudou a escrita?" Mas para delinear melhor o assunto, o site estadunidense Decibel criou um mini-documentário sobre a assustadora mudança de paradigma sobre como nós agora balançamos nossas cabeças graças a alguns nerds, que anos atrás provavelmente achavam que o Jethro Tull merecia um Grammy na categoria Heavy Metal ou que Bon Jovi é mesmo uma banda de hard rock.

Com a participação de vários entendidos no assunto, inclusive O editor da revista, Albert Mudrian, o vídeo é uma viagem pelo tempo, até quando todo aspecto de um disco era derramado e dissecado por adolescentes que tinham acabado de gastar o dinheiro da merenda num disco que eles esperavam que fosse assassino, assim como uma lição para a nova geração que vocês não têm A MENOR IDEIA de como a vida de vocês é fácil.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Isso pode soar meio confuso para algumas pessoas, já que o foco principal aqui é na indústria musical, dos blogs e das revistas e não tanto sobre o quão maravilhoso era encomendar camisetas pelo correio, e também como muitas das bandas em destaque nas revistas eram na verdade, uma merda.

Assistam abaixo:

http://www.metalinjection.net/tv/flviframe.php?viewkey=53e53018cf8de933c1aa

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Death Metal: menina de 6 anos detona no America's Got Talent


Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande.