Unisonic: Michael Kiske fala sobre parceria com Kai Hansen

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Samuel Coutinho, Fonte: Blabbermouth.net, Tradução
Enviar Correções  

Anthony Morgan do Metal Forces, conduziu uma entrevista recente com o ex-vocalista do HELLOWEEN e atual UNISONIC, Michael Kiske. Alguns trechos da conversa seguem abaixo.

Sobre como é trabalhar com o ex-colega de HELLOWEEN, Kai Hansen (GAMMA RAY) no Unisonic:

Kiske: "Eu tenho uma boa relação com Kai, e muitos não sabem disso, mesmo quando ele deixou a banda, ainda continuávamos bem. Mas nós não saíamos à noite nem fazíamos nada juntos musicalmente, fora a vez em que ele me ajudou com o meu primeiro disco solo ('Instant Clarity', de 1996), juntamente com Adrian Smith (guitarrista do IRON MAIDEN), além de uma participação minha no quarto álbum do Gamma Ray ('Land Of The Free', de 1995). Nós não fizemos muita coisa, mas estávamos bem. Nós gostamos um do outro e sempre quando nos víamos havia uma vibe boa, mas não estávamos pensando em fazer algo juntos até trabalharmos juntos no AVANTASIA em 2010. Antes de Kai, eu tinha um amigo meu em mente, o guitarrista Sandro Giampietro; uma pessoa bem forte, um grande músico, e um cara que me ajudou em algumas gravações que fiz no passado, mas eu acho que Kosta (Zafiriou, bateria) ficou realmente com medo dele (risos). Ele é uma figura; ele é muito diferente, muito original, muito engraçado, muito amigável, mas diferente. Não pensávamos em fazer algo juntos até estarmos no palco com Kai na turnê do Avantasia, que nos levou para diferentes países. Fizemos um show em Tóquio, no México, no Brasil, uma na Argentina, Suécia, Suíça e Alemanha. Várias viagens, e havia uma química muito boa acontecendo entre mim e Kai, que eu até já tinha quase esquecido. Começamos a conversar nos bastidores, 'Nós devemos fazer algo juntos de novo, porque estamos indo bem', e nós simplesmente não sabiamos como, mas naquela época o Unisonic ainda não se formou. Não sei porquê, mas depois de algum tempo, quando descobrimos que não precisávamos de outro projeto, Kai deixou muito claro que se quiséssemos fazer algo, teria que ser uma coisa real. Ele me convidou para entrar no Gamma Ray, mas eu realmente não queria me juntar a uma banda que já tem 20 anos de história. Até certo ponto, muita coisa para mim, eu até gosto um pouco do material do Gamma Ray, mas algumas partes eu considero pesadas demais. Então um dos caras da banda me disse: 'Nós temos apenas um guitarrista do Unisonic', e então eu pensei, 'É isso', pensei em chamá-lo porque a presença de Kai acrescenta uma força à mais - extraordinário - o cara que o Unisonic estava precisando. Agora ele está na banda e começamos a trabalhar nesse primeiro disco, ele está provando que eu estava certo. Ele se encaixou perfeitamente".

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Cults: 10 álbuns influentes que fracassaram nas vendasCults
10 álbuns influentes que fracassaram nas vendas

Fotos: confira 10 das mais curiosas no mundo do Rock - Parte 1Fotos
Confira 10 das mais curiosas no mundo do Rock - Parte 1


Sobre Samuel Coutinho

Nascido no interior de SP no dia 15/12/1986, em uma cidade chamada Ilha Solteira, Samuel Coutinho se entregou ao heavy metal logo na adolescência. Seu forte sempre foi o heavy metal melódico, variando desde o prog-metal até ao power-metal.

Mais matérias de Samuel Coutinho no Whiplash.Net.

WhiFin