The Cult: mal-estar com o Killing Joke por post no Facebook

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nathália Plá, Fonte: blabbermouth.net, Tradução
Enviar Correções  

O vocalista do THE CULT, Ian Asbury, comentou sobre uma postagem no Facebook, posteriormente deletada, na qual alguém fazendo-se passar pelo frontman do KILLING JOKE, Jaz Coleman, anunciou que o KILLING JOKE estaria cancelando uma turnê com o THE CULT e THE MISSION. "As músicas deles são uma porcaria!" disse a postagem. Coleman alega agora que ele jamais escreveu a mensagem e diz que isso foi trabalho de um "intérprete". Ainda assim, Coleman diz que agora "parece que isso causou um certo rebuliço e... é impossível continuar essa turnê diante das circunstâncias". Em uma declaração postada em sua página no Facebook, Coleman desejou ao "THE CULT e ao THE MISSION toda a sorte na turnê, e encontrar quem se fez passar por ele".

publicidade

Falando ao MusicNerd Chronicles, Astbury disse, "Tomamos a decisão de tentar acertar as contas antes de dizer o que queremos. Nós simplesmente decidimos nos afastar por enquanto. Aparentemente, o webmaster do site do KILLING JOKE escreveu a declaração em nome deles; a banda imediatamente emitiu uma retratação. O Jaz nem sequer estava no país quando isso tudo aconteceu. Mas a questão é que as pessoas estão tomando partido, ninguém se importa com o Jaz Coleman e ninguém se importa com o Ian Astbury. É fácil se deixar levar pela trivialidade da coisa toda. Por enquanto, afirmo a você que nós demos ao KILLING JOKE a oportunidade de deixar a casa deles em ordem. Eu tenho amigos que são amigos do Jaz e então senti que seria certo oferecer um pouco de diplomacia cultural".

publicidade

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Axl Rose: Sobe na porra do palco ou você vai morrer!Axl Rose
"Sobe na porra do palco ou você vai morrer!"

Musas do Metal Nacional: combo de talento e sensualidadeMusas do Metal Nacional
Combo de talento e sensualidade


Sobre Nathália Plá

Mineira de Belo Horizonte, nasceu e cresceu ouvindo Rock por causa de seu pai. O som de Pink Floyd e Yes marcou sua infância tanto quanto a boneca Barbie, mas de uma forma tão intensa que hoje escutar essas bandas lhe causa arrepios. Ao longo dos anos foi se adaptando às incisivas influências e acabou adquirindo gosto próprio, criando afinidade pelo Hard Rock e Heavy Metal. Louca e incondicionalmente apaixonada por Bon Jovi, não está nem aí pras críticas insistentes dirigidas à banda. Deixando a emoção de lado e dando ouvidos à técnica e qualidade musical, tem por melhores bandas, nessa ordem, BlackSabbath, Led Zeppelin, Deep Purple, Metallica e Dream Theater. De resto, é apenas mais uma apreciadora do bom e velho Rock'n'roll.

Mais matérias de Nathália Plá no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin