SOAD: vocalista comenta sobre a situação da Pussy Riot

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Mateus Silva, Fonte: Site of a Down
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 19/08/12. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Como já se sabe, as integrantes do Pussy Riot forma presas e sentenciadas a dois anos de prisão cada por "vandalismo" nesta sexta-feira (17 de agosto) em Moscou na Rússia. As três foram presas, processadas e agora declaradas culpadas porque cantaram uma "oração punk" no altar de uma Igreja no início do ano, pedindo para que a Virgem Maria "livrasse" a Rússia de Vladimir Putin, o então primeiro-ministro e hoje presidente. O vocalista da banda System of a Down comentou sobre a situação da banda Punk:

324 acessosSystem of a Down: "Lonely Day" de 2006 a 20175000 acessosGuitarristas: os maiores do Hard & Heavy segundo a revista Burnn

"A Anistia Internacional e várias outras organizações pelos direitos humanos têm sido ativos em promover e defender a liberdade de expressão artística pelo mundo inteiro. Entretanto, não há nenhuma organização global sem fins lucrativos exclusivamente representando os direitos dos artistas. O caso da Pussy Riot é um exemplo clássico de artistas perseguidos por suas opiniões e expressão. Putin deveria perdoá-las imediatamente para mostrar que ele não teme suas críticas. Casos como este fazem escárnio do judiciário da Rússia enquanto faz de artistas heróis aos olhos das pessoas. Os artistas deveriam boicotar apresentações em países que não permitem expressão livre de suas opiniões. Esta é uma razão por que o System of a Down nunca tocou na Turquia. Se não podemos usar a palavra ‘genocídio’ no palco sem ameaças ou prisões ou pior, não é um local favorável à expressão artística."

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 20 de agosto de 2012

Blend GuitarBlend Guitar
Os dez solos de guitarra mais fáceis da história

324 acessosSystem of a Down: "Lonely Day" de 2006 a 2017650 acessosLoudwire: os 10 melhores riffs dos anos 2000453 acessosSystem of a Down: a evolução de "Chop Suey!" entre 2001 e 20171027 acessosSystem of a Down: as mudanças de "Toxicity" entre 2001 a 20171055 acessosSystem of a Down: a evolução da banda ao vivo de 1997 a 20170 acessosTodas as matérias e notícias sobre "System Of a Down"

Pra ouvir e discutirPra ouvir e discutir
Os melhores discos lançados em 1998

System Of A DilmaSystem Of A Dilma
Mashup de Chop Suey e discurso da presidente

Blend GuitarBlend Guitar
Os dez solos de guitarra mais fáceis da história

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "System Of a Down"0 acessosTodas as matérias sobre "Pussy Riot"

BurnnBurnn
Os maiores guitarristas Hard & Heavy da história

Lars UlrichLars Ulrich
O motivo pelo qual o Big Four tocou "Am I Evil"

PoisonPoison
Bret Michaels passa o cambão na mãe da Hannah Montana?

5000 acessosAstros mortos: como estariam alguns se ainda estivessem vivos?5000 acessosDeath Metal: as 10 melhores (ou piores?) capas do estilo5000 acessosUncut Magazine: fãs elegem as 10 melhores músicas do Pink Floyd5000 acessosGuns N' Roses: rara entrevista concedida por Axl à MTV em 19993797 acessosBlack Sabbath: reuniões, qual se saiu melhor?5000 acessosRed Hot Chili Peppers: veja tributo a Chris Cornell em show

Sobre Mateus Silva

Fã incondicional de Hangar e SOAD, Mateus desde que se entende por gente sempre ouviu Rock. Influenciado pelo seu irmão mais velho, guitarrista por hobby, começou ouvindo Joe Satriani. Ouve desde Nu Metal até Death Metal, e bandas como Pantera, Project46, Cavalera Conspiracy, Almah, Death, Big Four of Thrash, Dream Theater, The Beatles, Five Finger Death Punch, DevilDriver, Scars On Broadway fazem parte do seu player diário. Espera um dia tocar 10% do que Aquiles Priester toca, sua maior inspiração na bateria.

Mais matérias de Mateus Silva no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online