Andre Matos: alcançando o equilíbrio musical

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Maicon Leite, Fonte: Wargods Press, Press-Release
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 15/10/12. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Press-release - Clique para divulgar gratuitamente sua banda ou projeto.

3247 acessosNando Moura: a trolagem do Megadeth e o Top 5 do Kiko Loureiro5000 acessosLars Ulrich: jucando no camarim do Guns N' Roses

A revista virtual HELL DIVINE (que é totalmente gratuita e pode ser lida aqui: http://bit.ly/OC67s3) está lançando sua 11ª edição, tendo como destaque uma entrevista com o vocalista ANDRE MATOS, que fala sobre sua carreira solo, Symphonia e sua volta, ainda que momentânea, com o Viper, além de outros projetos.

Andre ainda declarou a Vitor Franceschini que não é um “workaholic”, ainda que possa ser considerado um... “Não sou exatamente um workaholic. Conheço pessoas (mesmo músicos) que são muito mais. Procuro tomar uma boa parte do meu tempo para ler livros, ver filmes, curtir a família ou, simplesmente, descansar. Acho que isso faz parte do processo inspirativo e deve-se cuidar para que continue sendo assim. Porém, quando trabalho, aí trabalho ininterruptamente. E não termino enquanto não achar que está tudo muito próximo do perfeito.”

HELL DIVINE: Você gravou o álbum “In Paradisum” (2011) com o Symfonia ao lado de nomes como Timo Tolkki e Jari Kainulainen (ambos ex- Stratovarius), Uli Kusch (ex-Helloween). Porém, a banda logo se dissolveu. Conte-nos o que aconteceu e como foi trabalhar com estes músicos.

Andre Matos: Em primeiro lugar, trabalhar com todos estes músicos foi um grande privilégio, incluindo o Timo Tolkki, que tem um talento ímpar. Infelizmente, o sonho acabou cedo, diria até, precocemente. Como fui morar na Escandinávia há questão de alguns anos, recebi a proposta de me unir a esta super banda de músicos que também estavam baseados na Escandinávia, inclusive o Uli Kusch, que atualmente vive na Noruega. O trabalho, em si, foi leve e divertido; não tínhamos nenhuma pretensão de reinventar o estilo Power-Metal que nos destacou a todos ao longo de nossas carreiras, e sim, juntar aquilo que pudéssemos aportar de melhor para um grande projeto musical em cima deste próprio estilo. O CD “In Paradisum” é excelente neste aspecto. Além disso, tive a oportunidade de conhecer melhor e tocar junto a músicos excepcionais como Jari Kainulainen, Mikko Härkin e Alex Landenburg (que substituiu Uli Kush após as gravações). Fizemos uma boa dezena de shows na Europa e na América do Sul e que foram shows incríveis, a banda realmente tinha uma química especial no palco.

HELL DIVINE: O que os fãs podem esperar de “The Turn Of The Lights”? Você poderia nos traçar um parâmetro em relação aos álbuns anteriores, “Time To Be Free” (2007) e “Mentalize” (2009)?

Andre Matos: O único parâmetro que ouso traçar é que parece que, finalmente, alcançamos um tipo de equilíbrio musical entre as duas propostas anteriores. O que nos deixa satisfeitos, pois é a prova de que amadurecemos pensando em inovação e, ao mesmo tempo, nos mantendo fieis às raízes musicais. O resto, eu deixo a cargo do público e da imprensa julgarem. Alguns podem dizer que é o melhor disco da carreira solo; outros não. Isto, na verdade, não é o mais importante. Importante, sim, é permanecer coerente no que se faz e entregar um trabalho honesto. Obviamente, o disco sendo bem recebido ficamos mais realizados, em função de todo o trabalho e a dedicação que tivemos durante todo esse processo.

Leia também entrevistas com BLAZE BAYLEY, VULTURE, HARLLEQUIN, AGE OF ARTEMIS, KEEP OF KALESSIN e com o artista gráfico GUILHERME SEVENS.

Ao todo são 50 páginas, contendo diversas colunas, além de resenhas de CDs, DVDs, GAMES e shows. A revista está disponibilizada em formato PDF, mas, pode ser visualizada na tela sem necessidade de download. Para fazer o download gratuito da revista, acesse o link informado abaixo; para abrir o arquivo PDF em seu computador, é obrigatória a instalação do programa ACROBAT READER, que pode ser baixado gratuitamente através do site: http://get.adobe.com/br/reader

Download da revista: http://bit.ly/OC653
Para visualizar na tela, acesse: http://bit.ly/OC67s3

Contatos:
Site: www.helldivine.com
Blog: www.helldivine.blogspot.com
Myspace: www.myspace.com/helldivine
Facebook: www.facebook.com/helldivine
Twitter: twitter.com/helldivine
E-mail: helldivinemetal@gmail.com
Assessoria de Imprensa: contato@wargodspress.com

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

AngraAngra
O peso de substituir Kiko Loureiro

3247 acessosNando Moura: a trolagem do Megadeth e o Top 5 do Kiko Loureiro3573 acessosAngra: "É o melhor baixista com quem eu já trabalhei, um MONSTRO!"5000 acessosKiko Loureiro: "minha resposta para o Nando Moura"4402 acessosNando Moura: Kiko Loureiro, Megadeth e bondade0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Angra"

AngraAngra
Bittencourt lamenta que Andre tenha recusado convite

TrollagemTrollagem
Quando as bandas decidem zoar com o playback

AngraAngra
Kiko Loureiro demite empresário ao estilo Roberto Justus

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Andre Matos"0 acessosTodas as matérias sobre "Angra"


Lars UlrichLars Ulrich
Vomitando no camarim do Guns N' Roses

Em 08/03/1995Em 08/03/1995
Ingo, baterista do Helloween, comete suicídio

Dave MustaineDave Mustaine
Por que ele perdeu seu emprego no Metallica?

5000 acessosAC/DC: "Chuck Berry foi o maior babaca que já vi na vida"5000 acessosCorey Talor: "Axl é um pau no cu e quem espera por ele é otário"5000 acessosEm 25/09/1980: John Bonham, do Led Zeppelin, morre após intoxicação2537 acessosPlacas de carros: Forma diferente de homenagear bandas favoritas5000 acessosGuns N' Roses: estúdio e ao vivo, expectativa e realidade5000 acessosVan Halen: as verdades e mentiras de "Live; Right Here Right Now"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.


Sobre Maicon Leite

Maicon Leite é assessor de imprensa na Wargods Press, colaborador na revista Roadie Crew e um dos autores do livro Tá no Sangue! - A História do Rock Pesado Gaúcho, dentre outros projetos e publicações.

Mais matérias de Maicon Leite no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online