Sepultura: em 1992, o massacre que deu origem a Manifest

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Leonardo Daniel Tavares da Silva
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 02/10/12. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Em 2 de outubro de 1992 ocorreu o massacre do Carandiru. Na ocasião, a Polícia de São Paulo invadiu o Complexo Penitenciário do Carandiru para combater uma rebelião e, usando força maior que a necessária, executou 111 presos no Pavilhão 9 (de onde se originou também o nome da banda de rap nacional). O complexo foi demolido anos depois.

2316 acessosMax, Igor e Sepultura: vídeo compara performances ao vivo5000 acessosAxl Rose: sugerindo prática oral sexual a Paul Stanley

Além de livros e filme sobre o acontecido, a banda mineira SEPULTURA também denunciou o fato na letra de "manifest", uma das faixas de "Chaos A.D.", seu disco de 1993. O encarte do CD, inclusive, mostrava alguns detentos mortos, nus e com as costuras após a autópsia.

Mesmo com toda a repercussão negativa da desastrosa ação, até hoje nenhum policial foi punido.

Veja um clipe não-oficial para "manifest" e confira a tradução da sua letra abaixo.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Sepultura - Manifesto

Sexta-feira, 2 de outubro de 1992
O caos desceu no "Carandiru"
O maior complexo penitenciário da
América do Sul
Cerca de cem presos foram mortos e
Centenas de feridos no massacre
A polícia chegou com helicópteros
E aproximadamente duzentas forças armadas

Eles escolheram o bloco da prisão
Chamado “Pavilhão nove”
E abriram fogo nos presidiários
Num verdadeiro holocausto, método de
Aniquilação, o governo da cidade
De São Paulo não consegue controlar
A brutalidade de sua polícia

Holocausto, pilhas de corpos
Confrontação, mutilação
Disciplina, ignorância
Conflagração, tortura

Cerca de oitenta por cento dos presos
Ainda não estavam condenados, os corpos estavam Cheios de balas e mordidas dos cães policiais
A polícia tenta esconder o massacre dizendo que
Foram somente oito mortes...

A violência dos policiais brasileiros é bem
Conhecida fora do Brasil, este tipo de
Exterminação é um método que eles usam
Para acabar com o excesso de população nas prisões
A violência dos policiais deixou todo o
Pavilhão destruído após a rebelião

Pavilhão nove

Fonte:
Chaos A.D - Sepultura - Traduções
https://whiplash.net/materias/traducoes/004629-sepultura.html...

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 02 de outubro de 2012
Post de 02 de outubro de 2014
Post de 02 de outubro de 2015
Post de 03 de outubro de 2016

Max, Igor e SepulturaMax, Igor e Sepultura
Vídeo compara performances ao vivo

2529 acessosSepultura: Jean Dolabella comenta sobre documentário da banda0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Sepultura"

Rock nacionalRock nacional
10 solos de guitarra essenciais

SepulturaSepultura
Max diz que Paulo Jr. não era tão bom

SepulturaSepultura
A história por trás do álbum "Beneath The Remains"

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Sepultura"

Axl RoseAxl Rose
Sugerindo prática oral sexual a Paul Stanley

Metal ProgressivoMetal Progressivo
Os melhores álbuns do estilo segundo o About.com

ListaLista
As dez melhores músicas para se ouvir na estrada

5000 acessosMetallica: Jason explica o baixo apagado de And Justice For All5000 acessosLady Gaga: "o Iron Maiden mudou a minha vida!"5000 acessosOzzy x Sharon: conheça a mulher que supostamente causou a separação5000 acessosDetonator: Mais compartilhado que o funk ostentação de MC Gui5000 acessosManowar: "Nunca fui fã e não gosto do Kiss" - diz Eric Adams5000 acessosReligiões: as guerras santas abordadas em letras de Heavy Metal

Sobre Leonardo Daniel Tavares da Silva

Daniel Tavares nasceu quando as melhores bandas estavam sobre a Terra (os anos 70), não sabe tocar nenhum instrumento (com exceção de batucar os dedos na mesa do computador ou os pés no chão) e nem sabe que a próxima nota depois do Dó é o Ré, mas é consumidor voraz de música desde quando o cão era menino. Quando adolescente, voltava a pé da escola, economizando o dinheiro para comprar fitas e gravar nelas os seus discos favoritos de metal. Aprendeu a falar inglês pra saber o que o Axl Rose dizia quando sua banda era boa. Gosta de falar dos discos que escuta e procura em seus textos apoiar a cena musical de Fortaleza, cidade onde mora. É apaixonado pela Sílvia Amora (com quem casou após levar fora dela por 13 anos) e pai do João Daniel, de 1 ano (que gosta de dormir ouvindo Iron Maiden).

Mais matérias de Leonardo Daniel Tavares da Silva no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online