Geoff Tate: "Ainda estou em choque, não faz sentido!"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Fernando Portelada, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 05/11/12. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Robert Cavuoto, do Guitar International, recentemente conduziu uma entrevista com o vocalista do QUEENSRYCHE, Geoff Tate. Trechos da conversa podem ser lidos abaixo:

733 acessosGeoff Tate: "No palco com minha nova música, eu corro riscos"5000 acessosCorey Taylor: sonhando com sexo grupal com Lita Ford e Doro Pesch

Guitar International: Quando eu falei com Michael Wilton sobre o “Dedicated to Chaos” do QUEENSRYCHE no ano passado, ele mencionou que a banda utilizou serviços online para compartilhar as gravações de guitarra. Teria sido melhor para vocês terem composto juntos na mesma sala?

Geoff Tate: “É uma pena que Michael não tenha aparecido, ele vive só a cinco milhas de mim. Não foi como se ele estivesse em outro país. Ele foi o único de nós que utilizou a Internet. Todos os outros estavam presentes. Eu conheço sua publicação e me lembro da entrevista que você fez com ele para o “Dedicated to Chaos”. Foi bem interessante.

Guitar International: Nós conversamos muito sobre os instrumentos, mas não o suficiente sobre o “Dedicated to Chaos”.

Geoff Tate: “Ele gosta mais de brincar com instrumentos e aparelhagens do que de compor e participar. Passei mais de 30 anos com esse cara, ele era difícil se se conversar. Nós conversamos somente umas 10 ou 15 vezes em 30 anos”

Guitar International: Após toda essa loucura que aconteceu com QUEENSRYCHE, há alguma lição a ser extraída dessa história?

Geoff Tate: “Bem, você sabe, em uma situação difícil, eu tento lidar com um senso de elegância e decoro. Eu era o porta voz, a cara da banda por muitos anos. Senti como se fosse minha responsabilidade apresentar a banda de uma boa maneira. Posso lhe dizer que senti a devastação de forma tão terrível que eu nunca pensei que o fim da banda fosse ser desse jeito. Sempre pensei em nos aposentarmos com uns 60 anos e olhar para trás e ver os bons anos que tivemos. É sofrível para mim que tudo tenha acontecido. Se pudesse mudar tudo, eu o faria.”

Guitar International: Você pode apontar um momento em que a banda aparecesse estar a beira de problemas?

Geoff Tate: “Não. Foi completamente do nada e eu ainda estou em choque. Não faz sentido para mim. Por que você iria pegar essa incrivelmente bem sucedida entidade musical, que está em operação há mais de 30 anos, e destruir completamente seu nome, arrastando-o na lama e por conseqüência cortando seu sustento? Por que você cortaria sua própria garganta? Nós teríamos ainda 10 bons anos para com o público, e nesse momento você quer simplesmente começar tudo de novo? Ficar aleijado financeiramente? É tudo loucura!”

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 06 de novembro de 2012

Heavy MetalHeavy Metal
Dez grandes acústicas de bandas do gênero

733 acessosGeoff Tate: "No palco com minha nova música, eu corro riscos"0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Queensryche"

VocalistasVocalistas
As vozes mais agudas do Metal segundo o Noisecreep

Heavy MetalHeavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados no ano de 1990

Heavy MetalHeavy Metal
Quais as 10 melhores vozes da história?

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Queensryche"0 acessosTodas as matérias sobre "Geoff Tate"

Corey TaylorCorey Taylor
Sonhando com sexo grupal com Lita Ford e Doro Pesch

Bruce DickinsonBruce Dickinson
"Olhei para o Paul Di'Anno e pensei que deveria estar lá!"

U2U2
As 10 melhores músicas de todos os tempos da banda

5000 acessosChris Cornell: relatório policial descreve últimas horas e morte5000 acessosHeavy Metal: "um conforto para os jovens brilhantes"5000 acessosHeavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 19815000 acessosDee Snider: Kiss se vendeu e não deveríamos tê-los perdoado4780 acessosMetal Underground: 10 Bandas que você precisa ouvir5000 acessosHangar: Pesada troca de críticas entre Aquiles Priester e ex-vocalistas

Sobre Fernando Portelada

25 anos, Blogger, Podcaster, Gamer, Leitor de Quadrinhos, Ouvinte de Rock, Jornalista, e chato acima de tudo. Ouviu Imaginations From The Other Side do Blind Guardian aos 13 anos, emprestado por um amigo de escola. Ainda é um de seus álbuns preferidos.

Mais matérias de Fernando Portelada no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online