Skin Culture: banda encerra suas atividades

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Márllon Matos, Fonte: SKIN CULTURE no Facebook
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 05/12/12. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?


5000 acessosHeavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 19855000 acessosRockstars: as filhas mais lindas dos astros do rock

O vocalista da banda SKIN CULTURE, Shucky Miranda, postou uma declaração oficial sobre o término das atividades da banda, na página oficial da mesma no Facebook. Confira o comunicado na íntegra abaixo:

"O SKIN CULTURE ANUNCIA O FIM DAS SUAS ATIVIDADES

QUERO AGRADECER A TODOS OS MÚSICOS QUE FIZERAM PARTE DESSA FAMÍLIA CHAMADA SKIN CULTURE.
AOS FÃS E AMIGOS QUE CONQUISTAMOS AO LONGO DESSES QUASE 9 ANOS DE ESTRADA; FORAM MOMENTOS INCRÍVEIS.
TENHO CERTEZA QUE POUQUÍSSIMAS BANDAS CONSEGUIRAM ALCANÇAR TANTOS MÉRITOS E VITÓRIAS EM TÃO POUCO ESPAÇO DE TEMPO.
QUERO AGRADECER EM ESPECIAL AO SÍLVIO PALMEIRA E A JOANNES ANDRADE E TODA FAMILIA CASA DA MUSICA, POR NOS DEDICAREM SEU TEMPO E CARINHO SEM FALAR NAS DESPESAS PARA COM A BANDA.
INFELIZMENTE EU SHUCKY MIRANDA, NÃO TENHO MAIS ENERGIAS NEM PACIÊNCIA PARA CONTINUAR.
TODA BANDA PASSA POR MOMENTOS DIFÍCEIS, FINANCEIROS PRINCIPALMENTE, TALVEZ ESSE SEJA O PONTO ALTO NA MINHA DECISÃO.
EU SHUCKY MIRANDA NÃO TENHO MAIS 20 ANOS DE IDADE, TENHO 4 FILHOS QUE PRECISAM DA MINHA DEDICAÇÃO.
COM TUDO ISSO AINDA TER QUE LIDAR COM EGO DE ALGUNS MÚSICOS DEFINITIVAMENTE NÃO É O MEU FORTE, POIS NÃO SOU PSICÓLOGO.
OS CAMINHOS QUE A MUSICA PESADA TOMOU NOS DIAS DE HOJE, NÃO ME SATISFAZEM MAIS COMO UM BOM OUVINTE DE " METAL", COMO MUSICO MUITO MENOS. ATÉ PODEM ME JULGAR COMO VELHO OU ANTIQUADO, JA ESTOU ACOSTUMADO A SER JULGADO POR MUITOS.
MAS NÃO CONHEÇO NADA QUE TENHA ME SURPREENDIDO APÓS OS ANOS 90; EXEMPLOS COMO: SEPULTURA, SLAYER, PANTERA, FEAR FACTORY , MACHINE HEAD , DEFTONES , MESHUGGAH, SKINLAB, EXODUS , KREATOR, NAPALM DEATH , BIOHAZARD , AGOSTIC FRONT , MADBALL, SLIPKNOT ETC...
ESSAS FORAM AS ULTIMAS BANDAS QUE CONSEGUIRAM TOCAR MEUS SENTIMENTOS.
A FALTA DE RESPEITO DO PUBLICO PARA COM ESSE TIPO DE BANDAS TAMBÉM É UM FATOR MUITO IMPORTANTE PRA MIM.
EU JAMAIS CONSEGUIRIA ME VENDER A UM ESTILO DE MUSICA QUE EU NÃO CURTO, APENAS PARA FAZER DINHEIRO.
OUTRO PONTO MUITO IMPORTANTE É O QUE SE TORNOU A ATUAL "CENA UNDERGROUND" NO BRASIL..
O SKIN CULTURE "NUNCA" PAGOU 1 REAL PRA TOCAR , EXCETO NO SHOW DE SÃO PAULO COM O SOULFLY O QUAL COLOCAMOS O BACKLINE PARA ELES.
NÃO EXISTE MAIS RESPEITO PARA COM AS BANDAS NO BRASIL; OU VOCÊ PAGA OU VENDEM INGRESSO PARA OS PROMOTORES DE SHOWS SAÍREM FELIZES E COM OS BOLSOS CHEIOS, ENQUANTO VOCÊ NÃO GANHA NEM UM COPO DÁGUA E AINDA TEM QUE COLOCAR TODO O SEU BACKLINE PRA DIVIDIR COM AS BANDAS QUE VÃO TOCAR. ISSO É CULPA EXCLUSIVAMENTE DOS " QUE SE DIZEM MÚSICOS " QUE ACEITAM SE RENDER A ESSE TIPO DE HUMILHAÇÃO, E NÃO PERCEBEM O TAMANHO DO MAL QUE CAUSAM A CENA REAL DA MUSICA BRASILEIRA.
EU SHUCKY MIRANDA CONSEGUI ALCANÇAR BOA PARTE DAS MINHAS METAS E SONHOS COM ESSA BANDA CHAMADA SKIN CULTURE.
TOCAR COM BANDAS COMO: SEPULTURA, KORN , SOULFLY, ILL NINO , P.O.D , ENTRE OUTRAS GRANDES BANDAS JA FOI O SUFICIENTE PRA EU ME DAR POR SATISFEITO. SEI QUE POSSO ALCANÇAR MUITO MAIS SE EU INSISTIR EM CONTINUAR. TALVEZ NUM FUTURO, NÃO SEI.
POIS QUEM TEM A MUSICA NO SANGUE JAMAIS CONSEGUIRÁ SE LIVRAR DELA.
O SKIN CULTURE IRÁ CUMPRIR COM OS SHOWS QUE AINDA TÊM E ENCERRAR SUAS ATIVIDADES NO PRÓXIMO DIA 15 DE DEZEMBRO; MAIS UMA VEZ JUNTO AO ILL NINO EM SÃO PAULO. FAREMOS O LANÇAMENTO DO CD "THE FLAME STILL BURNS STRONG" NO INICIO DO ANO E PARA O MEIO DE 2013 LANÇAREMOS UM CD SÓ DE COVERS DE BANDAS QUE ME INFLUENCIARAM, E CONSEQUENTEMENTE INFLUENCIANDO O SKIN CULTURE.

DEUS ABENÇOE A TODOS
SHUCKY MIRANDA"

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Skin Culture"

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Skin Culture"

Heavy MetalHeavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados no ano de 1985

RockstarsRockstars
As filhas mais lindas dos astros do rock

Heavy MetalHeavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados no ano de 1986

5000 acessosThe Voice Kids: até Brian May ficou impressionado com brasileiro5000 acessosHetfield: egos, Mustaine, Load e homossexualidade no Metallica5000 acessosIron Maiden: uma releitura de "The Trooper" pelo Cine5000 acessosIron Maiden: a história por trás de cinco canções clássicas5000 acessosGuitarra: uma homenagem à trilha sonora de Chaves e Chapolin5000 acessosUltimate Classic Rock: Top 10 músicas de Dio

Sobre Márllon Matos

Nascido em 1990, despertou para o rock em 2002 e desde lá vem sendo o terror dos vizinhos, seja tocando bateria ou ouvindo Metal no mais alto volume. Cristão convicto, curte de Palavrantiga a Crimson Moonlight, e o seu sonho é conseguir ir para a Austrália ver algum show do Mortification.

Mais matérias de Márllon Matos no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online