Rotting Christ: novo disco será mais "obscuro" e "místico"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Luciano Correa, Fonte: Blabbermouth
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 13/01/13. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?


667 acessosRotting Christ: civilizações antigas e seus rituais5000 acessosKirk Hammett: "Mustaine toca rápido e eu, melódico"

O vocalista do ROTTING CHRIST, SAKIS TOLIS, concedeu uma entrevista ao site Metalpaths.com informando detalhes do novo disco, "Kata Ton Daimona Eaytoy":

"O título do disco significa 'faça o que você quer', como visto por Aleister Crowley, algo que existe muito no Black Metal e na música extrema em geral. O demônio, de acordo com os tempos antigos, somos nós mesmos e quando agimos de acordo com nossos demônios, estamos agindo de acordo com nós mesmos. É isso que queremos passar com o Rotting Christ. É basicamente sobre o mesmo significado de 'Non Serviam', não deve ser mal interpretado como está no túmulo de JIM MORRISON, embora eu já tenha visto isso. Trata-se apenas de uma citação do grego antigo."

Referente a comparação com o último trabalho, o disco "Aealo", Sakis citou: "É um álbum diferente comparado com o 'Aealo'. O objetivo de toda banda é apresentar algo diferente a cada novo trabalho. Como um compositor, eu não quero fazer um disco somente por fazê-lo ou apenas para fazer uma nova turnê, porque vejo um monte de bandas que estão fazendo isso e é realmente triste. Quero ver minhas bandas favoritas em evolução. É isto que estou tentando fazer ao mostrar um lado evolutivo de mim a cada álbum. Esse novo disco não é só diferente em termos de música, mas também em termos de produção em comparação com o 'Aealo'. Ele é obscuro, é mais oculto e provavelmente o disco mais místico que já fizemos desde o 'Thy Mighty Contract'. Então, é como voltar em nossas raízes - não literalmente, porque o ROTTING CHRIST não é comerciante de suas ideias, mas é parecido com a sonoridade inicial da carreira da banda, apenas ajustada com os novos padrões de produção e outras coisas como estas."

Sobre as mudanças na formação da banda: "Olhe, tudo na vida tem um começo e um final. O nosso trabalho com esses caras, por motivos pessoais chegou ao fim, mas o restante da banda ainda está por aqui, então, não há problemas acontecendo entre nós. Estes caras, com eles mesmos, continuam tocando e fazendo outras coisas também. Eu também queria fazer um esforço para reunir os membros originais para alguns shows. O evento 'The Nuclear War Now!' ocorreu, mas para o resto dos shows, devido a motivos pessoais, MAGUS e MITULATOR não poderão fazer isso então recrutamos VAGGELIS KARZIS (baixista) e o GEORGE EMMANUEL (guitarrista)."

Sakis ainda complementou sobre os planos da turnê: "Vamos fazer uma turnê na Grécia, incluindo nove cidades, e depois disso temos uma enorme turnê na América do Sul."

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 13 de janeiro de 2013

667 acessosRotting Christ: civilizações antigas e seus rituais238 acessosRotting Christ e Necromantia: lançando EP juntos0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Rotting Christ"

IdiomaIdioma
Bandas que já cantaram em sua língua natal

Rotting ChristRotting Christ
Polêmicas com Mustaine e político norte-americano

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Rotting Christ"

MetallicaMetallica
Kirk Hammet fala sobre Dave Mustaine e solos

AngraAngra
Banda errou na escolha de Fabio Lione?

ShamanShaman
Fernando Quesada desabafa sobre cena brasileira

5000 acessosMayhem: banda levou restos humanos para o palco em 20115000 acessosAs regras do Thrash Metal5000 acessosBon Jovi: Larissa Riquelme dançando com os seios de fora5000 acessosLed Zeppelin: as misteriosas viagens à Índia2510 acessosChristiane F.: dezenove anos, gravada e produzida5000 acessosPearl Jam: Loudwire escolhe as dez melhores músicas

Sobre Luciano Correa

Colaborador do Whiplash e apreciador de várias vertentes do Rock/Metal. Começou cedo ouvindo Queen, Nazareth e RPM no velho toca discos dos pais. Escutou muito Guns N' Roses, Bon Jovi, Scorpions, Metallica, Iron Maiden e Sepultura até descobrir Helloween, Blind Guardian e Gamma Ray. Ainda nesse meio tempo começou a ouvir Ramones, Misfits, Offspring, Angra, Rhapsody, Hammerfall, Stratovarius, Manowar, Motörhead, Pantera e Slayer para fechar a década de 90. No começo dos anos 2000, incluiu em sua lista bandas como Nightwish, Sonata Arctica, Within Temptation, System Of A Down, Rammstein, Dimmu Borgir, Cradle of Filth e atualmente - últimos 5 anos, tem escutado muito Children Of Bodom, Katatonia, Alestorm, Eluveitie, entre tantas outras. Rock/Metal é barulho para alguns e estilo de vida para tantos outros!

Mais matérias de Luciano Correa no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online