Machine Head: Adam Duce não é mais o baixista da banda

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Samuel Coutinho, Fonte: Metal da Ilha
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 22/02/13. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?


724 acessosRobb Flynn: tocando Linkin Park, Temple Of The Dog e mais5000 acessosSupernatural: ouça 10 músicas que marcaram a série

O MACHINE HEAD decidiu se separar do baixista Adam Duce. A divisão foi "amigável", a banda gostaria de desejar a Adam o melhor para seus atuais e futuros trabalhos. A banda vai continuar, por enquanto, como um trio e já começou o processo de composição para o sucessor de "Unto The Locust". O novo álbum deve sair no final deste ano.

Em uma entrevista de 2012 com a FaceCulture da Holanda, Duce falou sobre se ele sentiu qualquer pressão na sequência do álbum de 2007, "The Blackening": "Eu estou fazendo isso por diversão. Se não der certo e eu não conseguir ganhar mais dinheiro fazendo isso, foda-se. Se não for divertido, então eu não quero mais. Eu não espero ficar rico fazendo isso. Eu quero ter um bom momento e eu quero fazer boa música.

Ele continuou: "Eu tive alguns problemas com o processo de composição para 'Unto The Locust' e eu meio que assumi até a hora de escrever minhas linhas de baixo, eu escrevi várias músicas, ou riffs, que Robb Flynn (guitarra/vocal) não tinha a menor idéia do que fazer na hora de cantar, e por isso ele não queria usar nada disso. Mas o mais importante, eu escrevi letras que significaram muito para mim e eu as ofereci para ele, eu lhe ofereci páginas e mais páginas de letras e, geralmente, voltavam dessa maneira, onde ele usava um verso ou uma parte dela, ou o que seja. 'Vou pegar esta parte e colocá-la aqui', era assim que funcionava. Mas eu me sentia meio que queimado em colocar a minha alma em um pedaço de papel e entregar a ele e quando eu via como ficava, já não era a idéia original. Eu fiquei tipo, 'sabe de uma coisa cara?! eu não vou te dar mais nenhuma música, porque eu estou puto de olhar para isso, essa porra acaba aqui'. Eu continuei, 'Eu vou trabalhar com você, mas eu não vou te dar mais nenhuma letra'. Ele ficou com uma puta raiva de mim por um tempo, mas você sabe... é foda quando isso acontece".

Agradecimento: Flavio Lens

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 22 de fevereiro de 2013

724 acessosRobb Flynn: tocando Linkin Park, Temple Of The Dog e mais527 acessosMachine Head: trabalhando em novas músicas0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Machine Head"

Machine HeadMachine Head
A tarefa inglória de abrir pro Slayer

SlipknotSlipknot
Álbum debut é eleito o melhor dos últimos 25 anos

Thrash MetalThrash Metal
Os melhores discos lançados depois do ano 2000

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Machine Head"

SupernaturalSupernatural
Ouça 10 músicas que marcaram a série

Sexo e SatãSexo e Satã
As mensagens subliminares em capas de Rock

SlashSlash
Alucinações, sexo, dinheiro e armas de fogo no auge do vício

5000 acessosLed Zeppelin: a origem do anjo símbolo da banda5000 acessosVan Halen: o constrangedor encontro de Eddie com o Nirvana5000 acessosMetallica: A reação de James a famosos usando camisetas da banda5000 acessosOlimpíadas: judoca brasileiro usa Heavy Metal pra se aquecer5000 acessosSonata Arctica no Brasil: "Achavam que éramos os caras do Guns"4902 acessosNikki Sixx: "perco para meu filho no Rock Band"

Sobre Samuel Coutinho

Nascido no interior de SP no dia 15/12/1986, em uma cidade chamada Ilha Solteira, Samuel Coutinho se entregou ao heavy metal logo na adolescência. Seu forte sempre foi o heavy metal melódico, variando desde o prog-metal até ao power-metal.

Mais matérias de Samuel Coutinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online