Vince Neil: há 20 anos, "Exposed" dava início à sua carreira solo

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nacho Belgrande, Fonte: Playa Del Nacho
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 27/04/13. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?


1829 acessosLayne Staley: ele mudou nome do meio graças a Tommy Lee5000 acessosPain Of Salvation: Daniel Gildenlöw fala sobre os Mamonas Assassinas

Depois da rancorosa fissura entre o VAN HALEN e DAVID LEE ROTH, nenhum outro episódio de vocalista versus banda na cena do hard rock gerou mais publicidade ou invocações de fidelidade a uma das partes do que o feio divórcio do MÖTLEY CRÜE do cantor VINCE NEIL em 1992.

E no dia 27 de abril de 1993, o loiro californiano descendente de mexicanos mandou o primeiro golpe contra seus ex-colegas – vencendo-os na corrida às lojas de discos por quase um ano – com o lançamento de seu disco solo de estreia, ”EXPOSED”.

Além disso, enquanto o novo Mötley Crüe tentaria – e fracassaria – em basicamente amadurecer ao substituir o frontman com filosofia grunge, Neil fora esperto o bastante para ater-se ao que ele sabia fazer.

Como resultado, faixas prototípicas como “Can’t Have Your Cake”, “Fine, Fine Wine” e o primeiro single, “You’re Invited But Your Friend Can’t Come” [que já aparecera em outra versão na trilha sonora do filme “O Homem Da Califórnia”] vinham carregadas de guitarras pirotécnicas e letras indecentemente banais, soando suspeitamente similares ao último grande disco do Mötley Crüe, “Dr. Feelgood”. Mas até aí, que modo melhor que ganhar os fãs do que pegá-los pela lealdade?

Mesmo os músicos contratados para co-escrever o material com Neil faziam todo o sentido para alguém determinado a ficar em sua trilha musical, e incluíam o talentoso JACK BLADES [NIGHT RANGER, DAMN YANKEES], que trouxera com ele a balada “Can’t Change Me”, entre outras faixas, o ex-guitarrista de BILLY IDOL, o esmerilhador STEVE STEVENS, e o então recém dispensado da banda de OZZY OSBOURNE, PHIL SOUSSAN.


A banda de estúdio de Neil foi completada pelo ex-baterista do Enuff Z’Nuff VIK FOXX. Depois de um desentendimento entre Stevens e Soussan [que eventualmente se processariam por créditos no LP], o guitarra-base DAVE MARSHALL [da banda da musa FIONA] e pelo baixista ROBBIE CRANE [que iria pro RATT]. Uma turnê abrindo para o VAN HALEN seguiu o lançamento do álbum.

Mas, apesar do perfil ‘caixa alta’ da turnê, dos clipes e das músicas sob medida para os fãs, “Exposed” não passou de um respeitável #13 nas paradas dos EUA e não conseguiu chegar ao disco de ouro – bem abaixo da carreira multiplatinada à qual o Mötley Crüe estava acostumado.

O único consolo para Neil veio ao ver a mesma falta de sorte abater-se sobre seus antigos colegas, quando seu autointitulado álbum com o novo vocalista JOHN CORABI [THE SCREAM] padeceu com vendas pífias e fãs desinteressados com sua mudança radical de sonoridade, pra começar.

Percebendo que, talvez, eles eram melhores somados do que divididos, Neil e o Crüe se reagruparam oficialmente em 1997.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Layne StaleyLayne Staley
Ele mudou nome do meio graças a Tommy Lee

751 acessosConsequence of Sound: 10 discos de Hair Metal que "não são ruins"1442 acessosHair Metal: dez álbuns que valem a pena488 acessosMötley Crüe: como crianças de hoje reagem ao som da banda?0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Motley Crue"

Mötley CrüeMötley Crüe
Quem Nikki Sixx acha que será o novo Metallica?

TwitterTwitter
Contas que todo fã de rock deveria seguir

ListedListed
TV americana elege os maiores bad boys da música

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Motley Crue"

Pain Of SalvationPain Of Salvation
Daniel Gildenlöw fala sobre os Mamonas Assassinas

Osama Bin LadenOsama Bin Laden
O que havia na sua coleção de cassetes?

MetromixMetromix
A lista dos vocalistas mais irritantes do rock

5000 acessosRolling Stone: as 10 melhores bandas de Heavy Metal5000 acessosEdu Falaschi: os dez vocalistas brasileiros preferidos dele5000 acessosMotorhead: a gafe nazista de Lemmy em Nuremberg5000 acessosSepultura: "Vejo os caras tocando e não tem a mesma pegada"5000 acessosThrash Metal: dicas de dez ótimas bandas underground5000 acessosAlfabeto do Rock: as 15 melhores músicas de Metal

Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online