Slayer: Paul Bostaph dá sua primeira entrevista depois da volta

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nacho Belgrande, Fonte: Playa Del Nacho
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 01/06/13. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

PAUL BOSTAPH está ”empolgado por estar de volta” ao SLAYER e “espera ansiosamente” para cair na estrada de novo com a banda já nessa semana, relevou o baterista durante sua primeira entrevista desde que voltou ao gigante do thrash.

2325 acessosTom Araya: "eu poderia ter feito mais para ajudar Jeff Hanneman"5000 acessosMorreu Dormindo: as últimas horas de vida de Lemmy Kilmister

Falando com Nikki Blank da estação de rádio 107.7 de São Francisco, Califórnia, Paul disse: “Estou empolgado por estar de volta. Já se passaram sei lá quantos anos desde a última vez que toquei com eles… Eu acho que 12 anos ou algo assim. Tem sido muito, muito legal voltar à sala e tocar algumas das músicas. As músicas do Slayer são épicas e incríveis. Então, tem sido ótimo. Tivemos muitos bons anos juntos quando eu estava com eles – eu me diverti muito com eles- e espero continuar tudo isso. Então espero ansiosamente.”

Solicitado a revisitar suas lembranças favoritas de JEFF HANNEMAN, Bostaph disse a Blank: “Eu me lembro da primeira vez que encontrei Jeff, quando eu fui fazer o teste pra banda. Eu encontrei cada um da banda. Tom tinha um enorme sorriso em seu rosto, ele estava lá quando eu cheguei, e ele apertou minha mão. Kerry foi bem direto e se apresentou e perguntou se eu estava pronto pra mandar ver, e eu disse, ‘sim’. E daí o tour manager deles veio e perguntou se eu queria conhecer Jeff, e eu, ‘Sim, claro’. Então eles tinham esse barracão enorme e Jeff estava sentado na frente, assistindo TV, e eu entrei. Eu estava de pé à porta, Jeff estava sentado no sofá, e o tour manager diz, ‘Paul Bostaph, Jeff Hanneman. Jeff Hanneman, Paul Bostaph’. E Jeff nem me olhou na cara, ele só meio que acenou com a cabeça no meu rumo e eu só [faz barulho de grunhido]. E ele continuou assistindo TV. E eu disse, ’OK, bom te conhecer’. Daí fomos ao que interessava, o teste, e depois que acabamos de tocar, todo mundo foi bem legal. Mas aquela impressão de Jeff foi muito… Depois que eu fiquei conhecendo Jeff, ficou engraçado pra mim, porque ele não se dava conta de ter feito aquilo. Anos depois, eu o perguntei, ‘Você se lembra de quando eu fiz o teste pra banda e se lembra de que você me foi apresentado?’ Ele sempre, ‘Não. O que é que eu fiz?’ E quando eu disse a ele, ele não conseguia acreditar. Foi muito engraçado, e um indicador do senso de humor de Jeff. Naquela época, eles provavelmente fizeram testes com tantos caras, era só mais um baterista passando por ali pra ele... Mas eu achei aquilo engraçado, porque depois daquela apresentação inicial, eu pensei ’Cara, aquele sujeito não é nada legal’. Mas aquilo não tinha nada a ver com ele. Você me entende? Eu acho que é por isso que essa memória de Jeff se destaca pra mim.”

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Tom ArayaTom Araya
"Eu poderia ter feito mais para ajudar Jeff Hanneman"

1801 acessosSlayer & Yoko Ono: e não é que funciona?882 acessosDuplas de guitarristas: Loudwire elenca suas dez melhores941 acessosBody Count: divulgado videoclipe de covers do Slayer0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Slayer"

Heavy MetalHeavy Metal
"Cristãos podem aprender muito com o gênero"

Gary HoltGary Holt
Guitarrista admite ser fã de rock farofa

SlayerSlayer
"Vendemos discos, não nossas almas"

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Slayer"

Morreu DormindoMorreu Dormindo
As últimas horas de vida de Lemmy Kilmister

A morte das grandes bandasA morte das grandes bandas
Vá a todo show grande que puder

MegadethMegadeth
A canção que Dave Mustaine menos gosta

5000 acessosAvenged Sevenfold: "The Rev" dizia que não passaria dos 305000 acessosTime Magazine: os 100 maiores álbuns de todos os tempos5000 acessosSlipknot: Corey Taylor explica porque o mundo pop não suporta o Heavy Metal5000 acessosBruce Dickinson: não ouve música, só rádios de notícias5000 acessosDoors - Perguntas e Respostas5000 acessosLiv Kristine: fui demitida de minha própria banda!

Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online