Dolby: morre inventor da tecnologia de áudio

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Leonardo Daniel Tavares da Silva, Fonte: Ultimate Classic Rock, Tradução
Enviar Correções  

Ray Dolby, fundador da Dolby Laboratories, morreu em sua casa em San Francisco nesta quinta-feira (12 de setembro) aos 80 anos. Ele sofria de leucemia desde o último verão.

publicidade

"Hoje perdemos um amigo, mentor e verdadeiro visionário", disse Kevin Yeaman, presidente e CEO da Dolby Laboratories, em um comunicado que foi reimpresso no Daily News.

Natural de Portland, Oregon, Dolby começou sua carreira na Ampex quando era adolescente, onde trabalhou nos primeiros gravadores de vídeo. Depois de se formar na faculdade, ele passou um tempo na Índia como assessor para as Nações Unidas. Em 1965, ele fundou sua empresa em Londres e mudou-se para San Francisco 11 anos depois.

publicidade

Com seu homônimo ao leme, a Dolby foi pioneira na tecnologia em som surround e redução de ruído, que ainda é usado pelas indústrias de música e cinema. Para muitas pessoas, Dolby é mais lembrado pela função onipresente nos decks de cassetes na década de 1980 que reduziam chiado de fita.

Dolby recebeu inúmeros prêmios, incluindo a Medalha Nacional de Tecnologia dos EUA e o ingresso no Inventors Hall of Fame. Em 1983 ele foi nomeado um oficial da Most Excellent Order of the British Empire (OBE) pela rainha Elizabeth II.

publicidade

Dolby deixa Dagmar, com quem ele foi casado por 47 anos, seus dois filhos e quatro netos.




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Lindo Demais: conheça o London, o primeiro smartphone da MarshallLindo Demais
Conheça o London, o primeiro smartphone da Marshall

Metal Moderno: 5 bandas aptas a se tornarem clássicasMetal Moderno
5 bandas aptas a se tornarem clássicas


Sobre Leonardo Daniel Tavares da Silva

Daniel Tavares nasceu quando as melhores bandas estavam sobre a Terra (os anos 70), não sabe tocar nenhum instrumento (com exceção de batucar os dedos na mesa do computador ou os pés no chão) e nem sabe que a próxima nota depois do Dó é o Ré, mas é consumidor voraz de música desde quando o cão era menino. Quando adolescente, voltava a pé da escola, economizando o dinheiro para comprar fitas e gravar nelas os seus discos favoritos de metal. Aprendeu a falar inglês pra saber o que o Axl Rose dizia quando sua banda era boa. Gosta de falar dos discos que escuta e procura em seus textos apoiar a cena musical de Fortaleza, cidade onde mora. É apaixonado pela Sílvia Amora (com quem casou após levar fora dela por 13 anos) e pai do João Daniel, de 1 ano (que gosta de dormir ouvindo Iron Maiden).

Mais matérias de Leonardo Daniel Tavares da Silva no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin