Exodus: Steve Zetro Souza recusaria se fosse convidado a voltar

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Daniel Brasil, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 28/02/14. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

David E. Gehlke do DeadRhetoric.com realizou recentemente uma entrevista com Steve “Zetro” Souza, ex-vocalista do Exodus e atual ‘frontman’ do Hatriot. Seguem abaixo alguns trechos do chat.

139 acessosArquivo KZG: Exodus no Brasil em 20145000 acessosQueen: novas fotos do recluso John Deacon

DeadRhetoric.com: Você tem reconhecimento no meio artístico devido a participação em suas bandas anteriores, porém, por conta disso, promover o Hatriot tem sido mais fácil ou mais difícil do que você pensava?

Souza: Eu sei que não é fácil e sabia desde que me envolvi com a banda. Eu sabia que concentrar todas as atividades não seria fácil. – Você tem que selecionar membros para a banda, tem que viabilizar e promover um nome, compor músicas, fazer shows, todas essas coisas que eu fiz há 30 anos. Acredito que estou apenas conduzindo, eu adoro música, amo metal e amo thrash metal, então eu quero tocá-lo. O que não significa fazer disso um modo de vida; Eu não atuo com esse propósito. Eu sei que há trabalho duro a ser feito. Noite passada e na anterior, nós estávamos ensaiando no estúdio, tocando e formatando novas canções. Tenho certeza que gostaríamos de estar fora curtindo uma festa na sexta-feira ou no sábado, porém é a forma que conseguimos conciliar nossos horários com os demais compromissos. Nós temos experiência e eu estou certo que vamos conseguir. Sei que é um trabalho difícil. Nunca foi fácil, seja agora o no passado. Se você exteriorizar sua musicalidade, ela certamente virá com tudo. Sou um afortunado por ter trabalho com grandes músicos, grandes guitarristas e em cada banda eu participava ativamente, portanto, nesta banda não é diferente. A musicalidade que eu tenho com esses jovens músicos – dois deles são meus filhos – eu os observo crescer como profissionais em cada ensaio, show ou viagem... tudo o que nós fazemos é um aprendizado. Talvez, há 25 anos, quando eu comecei, não fizesse ideia como isso funcionava, não fizesse ideia de nada. As coisas melhoraram e eu sou mais experiente no negócio, porém, não considero nada fácil. É complicado.

DeadRhetoric.com: Você fez alguns comentários há cerca de um ano – ironizando ou não – o fato de Gary Holt (guitarrista do Exodus), demonstrar vontade em incorporar você ao Exodus se tivesse chance.


Souza: (Surpreso) Eu penso que isso é passado e realmente não sei o que pensar. Na verdade, eu li uma entrevista com o Slash um mês atrás em que ele esclareceu muito bem a situação. Ele disse, “o novo Guns N`Roses é uma grande banda, mas esta versão não é a minha do Guns N`Roses,” o mesmo se aplica ao atual Exodus que não é a minha versão, ou esta versão não é mesma do Paul Baloff. Ao integrar a banda, eu estaria dando um passo atrás. Eu amo cantar aquelas músicas? Sim, pelos fãs, isto seria genial. Inclusive canto algumas delas com o Hatriot. Tenho feito muita coisa com essa banda e posso realizar tudo do meu jeito... Eu tenho que deixar isso passar (o comentário de Gary Holt) sem vir a tona.

DeadRhetoric.com: Por isso que achei interessante o seguinte fato, desde 2010, você está concentrado em seu trabalho com o Hatriot, diferente do Exodus que sempre será a banda de Gary.

Souza: Obrigado. Boa colocação, meu amigo. É por isso que não estou lá. Eu diria, “Vamos virar à esquerda.” (e ele responderia) “Não, vamos virar à direita”. “Mas se você virar à direita, você cairá no penhasco! Vamos virar à esquerda galera. Quem se sairá melhor nessa jogada?” Mas Gary afirmaria: “Vamos virar à direita.” Ok, tudo bem, vamos cair no penhasco. Com o Hatriot, eu posso virar à esquerda. Eu posso dirigir o Cadillac e está tudo bem para mim.

DeadRhteoric.com: Você tem uma boa relação com os caras do Exodus?

Souza: Duas semanas atrás, Robb Flynn (vocalista e guitarrista do Machine Head) realizou um show beneficente em Oakland para uma pessoa que sofreu um acidente. Eu tenho uma banda tributo ao AC/DC, chamada AC/DZ e eu abri o show. Gary estava presente naquela noite. Nós tivemos uma longa conversa e nos falamos legal, e foi incrível. Foi incrível e é assim que as coisas precisam ser. Acredite-me, eu leio as notícias, então eu sei. Era tarde da noite e nós conversamos sobre um monte de coisas e foi legal. Ele disse, “Eu fiquei sabendo que você estaria aqui e eu fiquei observando você” Eu não tenho problema com ninguém e me dou bem com todos. Deste modo, não tenho nada de ruim para comentar.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 01 de março de 2014
Post de 02 de março de 2014

Slayer e ExodusSlayer e Exodus
Gary Holt revela como é tocar em duas grandes bandas

139 acessosArquivo KZG: Exodus no Brasil em 2014500 acessosTudo no Shuffle: Thrash Metal, 10 Grandes Riffs1111 acessosExodus: vídeos de reunião com Dukes, Bostaph e Hunolt1276 acessosExodus: banda vai se reunir com Rob Dukes para show0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Exodus"

Gary HoltGary Holt
"Não sou um cara do New Metal tocando com o Slayer"

ExodusExodus
Tom Hunting fala sobre o fundo do poço das drogas

Steve "Zetro" SouzaSteve "Zetro" Souza
5 álbuns favoritos de thrash metal

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Exodus"0 acessosTodas as matérias sobre "Hatriot"

QueenQueen
Novas fotos do recluso John Deacon

Heavy MetalHeavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados no ano de 1987

Heavy MetalHeavy Metal
Universo em fantasia; uma trilha sonora do caralho!

5000 acessosLobão: Titãs é uma "bandinha chechelenta"5000 acessosIron Maiden: o pior momento de Bruce Dickinson no palco5000 acessosCrianças: veja como cresceram as de "Nevermind", "War" e outras5000 acessosDio: algumas curiosidades inusitadas sobre o vocalista5000 acessosTop 10: Álbuns conceituais5000 acessosMetallica: A histórica entrevista para a Playboy

Sobre Daniel Brasil

Um cinéfilo e amante do rock em geral que desconhece fronteiras estilísticas perante música de qualidade. Moro no Rio Grande do Sul e abomino qualquer espécie de radicalismo e discriminação cultural.

Mais matérias de Daniel Brasil no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online