Exene Cervenka: tiroteio em Santa Barbara foi um "hoax político"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Jonathan Silva, Fonte: Radio.com, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

O massacre cometido pelo estudante americano Elliot Rodger, de 22 anos, no campus da Universidade da Califórnia, em Santa Barbara, estampou os noticiários mundiais nos últimos dias e novamente reacendeu a discussão sobre o controle de armas nos Estados Unidos. Com a repercussão do crime ainda quente, dentro do cenário musical o que anda chamando atenção mesmo são as declarações dadas pela vocalista da banda punk americana X, Christine "Exene" Cervenka.

Lauren Harris: Como é ser filha do baixista do Iron MaidenA7X: Curiosidades sobre a banda que talvez você não saiba

De acordo com posts no Twitter escritos por Exene desde o início dessa semana, o massacre cometido por Elliot Rodger (filho do diretor americano Peter Rodger, assistente de direção do filme "Jogos Vorazes") não passou de uma investida emblemática do governo norte americano para que seja colocado em prática um controle rigoroso da venda de armas nos EUA, o que deixaria os cidadãos indefesos contra o governo.

"Enojada por essas fraudes", tuitou a vocalista de 58 anos que acredita que Elliot não passava de um ator e que além dessa tragédia, outros tiroteios como o que ocorreu na escola primária de Sandy Hook (ocorrido em dezembro de 2012; onde mais de 20 pessoas, entre crianças e adultos, morreram) e o atentado terrorista na Maratona de Boston em 2013 tenho sido hoaxs (notícias falsas) criadas pelo governo americano.

Para comprovar sua teoria, Exene tuitou diversos vídeos em que a cena do crime desses eventos (em particular, o massacre cometido por Elliot) é mostrada com diversas contestações das afirmações divulgadas pela polícia e pela imprensa. O verdadeiro culpado, segundo a cantora, seria uma "Síndrome de Anulação da Realidade", no qual os americanos não enxergariam de forma alguma a realidade, tapada por diversos meios de comunicação e entretenimento: "Também tem muito a ver com a programação através da televisão, esportes, pornografia, a 'sexualização' de crianças e video games violentos, onde as crianças são ensinadas nada mais do que como ser um narcisista ou psicopata", afirma Exene.

Vejam abaixo alguns vídeos de Christine "Notreallymyname" (ou "Terapeuta da Conspiração", como ela se apresenta em cada vídeo):

Para relembrar o caso: segundo informações oficiais (entenda: sem teorias conspiracionistas envolvidas), o estudante Elliot Rodger cometeu o massacre no campus de sua Universidade depois de se sentir rejeitado pelas alunas do local. Antes do atentado, Elliot publicou no Youtube um vídeo gravado por ele chamado "Retribution" (segundo os conspiracionistas como Exene, o vídeo teria sido gravado em estúdio), uma espécie de manifesto na qual Elliot se auto intitula um "cavalheiro supremo" e que irá cometer vingança contra as mulheres que não tiveram relações amorosas com ele (Elliot afirma no vídeo que é virgem e que nunca beijou uma garota). Ao todo, 7 pessoas morreram e outras 13 pessoas feridas. O grupo X até o exato momento não se manifestou sobre as declarações polêmicas de Christine, principalmente seu ex marido e atual parceiro da banda, o vocalista/baixista John Doe.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "X"


Lauren Harris: Como é ser filha do baixista do Iron MaidenLauren Harris
Como é ser filha do baixista do Iron Maiden

A7X: Curiosidades sobre a banda que talvez você não saibaA7X
Curiosidades sobre a banda que talvez você não saiba


Sobre Jonathan Silva

Jonathan Silva, freak de nascença, é um aspirante medíocre a jornalista e interessado em literatura marginal e vídeo games violentos. Começou a ouvir na infância bandas do mainstream do rock nacional até o momento em que descobriu o Iron Maiden. Daí, começou uma miscelânea de estilos, que vai desde o jazz erudito até o mais barulhento das bandas de grindcore, passando por várias esquisitices sonoras. EM pleno séc. XXI, ainda é um comprador de CDs e DVDs, só que gasta com isso um valor bem menor do que gostaria.

Mais matérias de Jonathan Silva no Whiplash.Net.

adGooILQ