The Black Keys: baterista fala sobre treta com Jack White

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Jonathan Silva, Fonte: Rolling Stone EUA, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

As declarações controversas de Patrick Carney, baterista do Black Keys, não pararam somente em Justin Bieber. Para quem não ficou sabendo, recentemente em entrevista a Rolling Stone o baterista chamou o astro teen de "idiota irresponsável" por conta de uma treta via Twitter entre Patrick e os fãs do cantor, conhecidos como "beliebers". O motivo seria uma declaração dada à TMZ no ano passado em que Patrick afirmou que Bieber não foi indicado ao Grammy por este ser "dado pela música, não pelo dinheiro". Carney também teceu sérias críticas ao disco póstumo de Michael Jackson, Xscape: "É tanta porcaria que levou três anos após a morte dele para que aquilo se tornasse algo audível".

Black Keys: Justin Bieber é um "idiota irresponsável"

Agora, a metralhadora giratória de Carney voltou a um assunto antigo, porém algo que repercute até hoje: as afirmações do Jack White contra a banda. Para relembrar o caso, quando o líder do White Stripes se divorciou da modelo e cantora Karen Elson em agosto de 2013, alguns e-mails enviados por Jack à sua ex mulher foram obtidos com exclusividade pela TMZ (conhecido site de fofocas americano). Nesses e-mails, White afirmava que Karen matriculou os filhos do casal na mesma escola onde estudava os filhos do vocalista do Black Keys, Dan Auerbac (um imbecil, segundo White), com o intuito de provocá-lo, já que Jack odiava a banda e chegou a acusar o duo de plagiar o conceito do White Stripes.

"Na verdade, eu me sinto envergonhado por ele. Eu não guardo rancores, cara. Eu realmente não sei. Todos nós já dissemos alguma merda em particular, e o divórcio é algo difícil. Esses e-mails que Jack White escreveu que acabaram vazando, não importa o quanto escroto foi mas é uma conversa privada, e não se refere a mim. Você sabe como horrível seria se toda a nossa porcaria de conversa privada fosse ao ar? E as pessoas vão continuar farejando essa merda. E, em última instância, não é da conta de ninguém". 


Patrick também não poupou críticas ao site TMZ, que divulgou os e-mails privados de White e que também foi o elo de ligação da sua briga com Justin Bieber: "Eu realmente acho que coisas pessoais são coisas pessoais. Tipo, TMZ? Honestamente, eles deveriam sentir uma tremenda vergonha de si mesmos, já que eles ganham a vida arrastando pobres almas que não têm nada, gente que não é famosa, a esse mundo[...] Todo mundo deve ser observado ? Eu não creio nisso. Acho que se você se aparenta com uma forte plataforma ou tem uma agenda moral, aí sim, talvez você deva ser observado se há algum conflito nisso. Tipo, se você é um evangelista da TV que está fazendo algo terrível". Já o vocalista Dan Auerbach se limitou apenas a dizer que foi "algo extra-inesperado", não querendo dar mais detalhes sobre o assunto.


Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal


GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Brigas"Todas as matérias sobre "Black Keys"Todas as matérias sobre "White Stripes"


Guns N' Roses: Como Slash explica a separação em sua biografia?Guns N' Roses
Como Slash explica a separação em sua biografia?

Mastodon: Brent Hinds diz que Dream Theater é uma banda Gay!Mastodon
Brent Hinds diz que "Dream Theater é uma banda Gay!"


G.G. Allin: o extremo dos extremosG.G. Allin
O extremo dos extremos

Polêmica: as músicas mais controversas da história do RockPolêmica
As músicas mais controversas da história do Rock


Sobre Jonathan Silva

Jonathan Silva, freak de nascença, é um aspirante medíocre a jornalista e interessado em literatura marginal e vídeo games violentos. Começou a ouvir na infância bandas do mainstream do rock nacional até o momento em que descobriu o Iron Maiden. Daí, começou uma miscelânea de estilos, que vai desde o jazz erudito até o mais barulhento das bandas de grindcore, passando por várias esquisitices sonoras. EM pleno séc. XXI, ainda é um comprador de CDs e DVDs, só que gasta com isso um valor bem menor do que gostaria.

Mais matérias de Jonathan Silva no Whiplash.Net.

adGoo336