H. R. Giger: Morre o artista de Alien e inúmeras capas de discos

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Paulo Pontes, Fonte: O Globo
Enviar correções  |  Ver Acessos

O artista surrealista H.R. Giger, morreu nesta segunda-feira, 12 de maio, segundo informações da BBC, vitima de ferimentos causados após uma queda na sua casa, em Zurique.

Cretin: transexual rompe barreiras no metal extremoVH1: 100 melhores músicas de hard rock de todos os tempos

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Giger, ganhou o Oscar de efeitos especiais em 1980, pela criação dos monstros e cenários do filme "Alien, o oitavo passageiro".

Também conhecido por criar ilustrações para capas de álbuns, H.R. Giger já trabalhou para bandas como, Emerson Lake & Palmer, Celtic Frost, Danzig, Carcass entre muitas outras.

Seu trabalho mistura formas do corco humano com as máquinas, criações denominadas pelo próprio como "biomecânicas", o artista estudou arquitetura e design industrial em Zurique.

Confira algumas capas criadas por Giger

Walpurgis, The Shiver (1969)

Brain Salad Surgery, Emerson Lake & Palmer (1973)

Attahk, Magma (1978)

Koo Koo, Debbie Harry (1981)

Frankenchrist, The Dead Kennedys (1985)

To Mega Therion, Celtic Frost (1985)

Atomic Playboys, Steve Stevens (1989)

Hallucinations, Atrocity (1990)

How the Gods Kill, Danzig (1992)

Heartwork, Carcass (1993)

Eparistera Daimones, Triptykon (2010)

Maiores informações em:

http://oglobo.globo.com/cultura/hr-giger-designer-suico-cria...




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Notícias

Cretin: transexual rompe barreiras no metal extremoCretin
Transexual rompe barreiras no metal extremo

VH1: 100 melhores músicas de hard rock de todos os temposVH1
100 melhores músicas de hard rock de todos os tempos


Sobre Paulo Pontes

Nascido em Valinhos, interior de São Paulo, é estudante de jornalismo e iniciou-se no universo do rock ouvindo Guns n' Roses. É fã de Led Zeppellin, Richie Kotzen e Edguy, mas adora o rock em todas as suas vertentes, do Classic Rock ao Black Metal. Depois de escutar o refrão de "Eagle Fly Free" pela primeira vez, passou a curtir muito Power Metal, e achou que jamais iria ouvir um refrão tão bom quanto aquele dentro de tal vertente, realmente estava certo, ainda não ouviu. Casado e pai de duas lindas meninas, também se diverte muito com bons filmes e livros.

Mais matérias de Paulo Pontes no Whiplash.Net.

adGoo336