Cheech & Chong: Dupla de comediantes terá guitarra personalizada

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Jonathan Silva, Fonte: Guitar World, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

Os hippies maconheiros Richard "Cheech" Marin e Tommy Chong serão homenageados no formato de guitarras pela Schecter Guitar Research. A fabricante de guitarras produzirá em edição limitada alguns modelos com a foto da dupla estampada. "Não há melhor momento do que agora para criar uma grande linha de guitarras colecionáveis; considerando especialmente que 18 estados já legalizaram a maconha para uso médico, e dois para fins recreativos", afirma Allen Steelgrave, diretor de relações de marketing da Schecter Guitars. As guitarras estarão disponíveis para venda a partir do verão desse ano.

Nuno Bettencourt: Rihanna canta muito, mas ele não quer mais tocar com elaOops!: 10 erros eternizados em gravações de clássicos

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A dupla ficou conhecida por conta dos discos de comédia lançados nos anos 70 com canções que sempre abordavam a contra cultura hippie e o uso recreativo (abusivo, melhor dizendo) de maconha, num ritmo de hard rock, funk e soul. Músicas como "Earache My Eye", "Basketball Jones" e "Santa Claus and His Old Lady" se tornaram conhecidas e o grupo estrelou o seu primeiro filme em 1978, "Queimando Tudo", um clássico da comédia.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Cheech & Chong"


Nuno Bettencourt: Rihanna canta muito, mas ele não quer mais tocar com elaNuno Bettencourt
Rihanna canta muito, mas ele não quer mais tocar com ela

Oops!: 10 erros eternizados em gravações de clássicosOops!
10 erros eternizados em gravações de clássicos


Sobre Jonathan Silva

Jonathan Silva, freak de nascença, é um aspirante medíocre a jornalista e interessado em literatura marginal e vídeo games violentos. Começou a ouvir na infância bandas do mainstream do rock nacional até o momento em que descobriu o Iron Maiden. Daí, começou uma miscelânea de estilos, que vai desde o jazz erudito até o mais barulhento das bandas de grindcore, passando por várias esquisitices sonoras. EM pleno séc. XXI, ainda é um comprador de CDs e DVDs, só que gasta com isso um valor bem menor do que gostaria.

Mais matérias de Jonathan Silva no Whiplash.Net.

adGoo336