AC/DC: caso de assassinato de agente é reaberto na Austrália

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Fernando Portelada, Fonte: Hennemusic, Tradução
Enviar Correções  

A polícia australiana reabriu a investigação de um assassinato de 1993, do agente de longa data do AC/DC, Crispin Dye.

O The Sidney Morning Herald reporta que o governo de New South Wales anunciou uma recompensa de $100.000 para quem oferecer informações que levem à prisão e condenação daqueles responsáveis por esta morte não resolvida, de mais de 20 anos atrás.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ele também era um cantor-compositor e estava fora celebrando o lançamento de seu próprio CD, "A Heart Like Mine", em Surry Hills, na noite em que três jovens foram vistos sobre ele na Little Oxford Street, às 4:30 AM, em 23 de dezembro de 1993.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Dye tinha sido espancado, roubado e deixado inconsciente. Ele morreu dois dias depois, no Natal de 1993, em um hospital em Sidney. Uma autópsia foi feita em 1995, mas nenhuma acusação foi feita.

"Há pessoas aí fora responsáveis pela morte do Sr. Dye e nós esperamos que esta recompensa possa favorecer seu encontro com a polícia" disse o detetive e superintendente Mick Willing, do esquadrão de homicídio.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal


Goo336 Cli336 Goo336