Marty Friedman: Por que ele largou o Megadeth para tocar J-Pop?

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Marii Franco, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

Marty Friedman, ex guitarrista do Megadeth, está trabalhando numa autobiografia que deverá ser lançada no final de 2015. Marty disse: "Surpreende-me como tudo é claro como cristal. Na verdade, eu me lembro de tudo nos mínimos detalhes eu estou animado sobre isso.. será um livro suculento, sem dúvida."

Grandes covers: cinco versões para "Holy Wars... The Punishment Due"Deep Purple: a contestada entrevista na Globo em 2006

Friedman falou também sobre sua decisão de deixar o Megadeth em 1999, a fim de fazer o tipo de música que ele estava apaixonado: música pop japonesa, ou J-Pop, que Friedman descreve como "embaraçosamente feliz."

"Eu me vi em turnê com o Megadeth, e meu quarto de hotel estava quase explodindo com música japonesa o tempo todo. Que há de errado com isso?", disse.

Como seu interesse em J-pop cresceu, Friedman começou a se desinteressar cada vez mais pelo Megadeth. "Eu pensei que estava fazendo a mim mesmo um desserviço apenas tocando as mesmas coisas antigas e não gostando mais", disse ele. "Ganhar dinheiro dos fãs que querem vê-lo tocar quando você não está realmente sentindo-se bem consigo mesmo."

De acordo com Marty, ele simplesmente superou o metal, explicando que a música do Megadeth começou a aborrecê-lo. Ele destacou a popular balada "A Tout Le Monde" como um exemplo.

"A melodia de como duh duh duh duh, duh duh duh duh. É meio a mesma coisa uma e outra vez", disse. "Eu ia tocar à noite com o Megadeth e era como, você sabe, o som que tenho ouvindo é tão mais emocionante do que o que eu estou tocando nos meus shows."

Friedman então disse a seus companheiros de banda do Megadeth que ele deixaria o grupo ao final de uma de longa turnê de 16 meses, mas "só ficou mais três meses." Ele explicou: "Eu sou o tipo de cara que não consegue fingir que estou bem se não estou. Eu simplesmente não podia mais continuar"

Centrando-se no gênero de J-Pop, Friedman observou que ir para o oposto do metal era o ponto central de sua vida.

"Não há muita música feliz rolando por aí", disse. "Especialmente no mundo do heavy metal, onde todo mundo está apenas tentando devorar o outro, você sabe, com a escuridão, monstros e porcarias como essa."




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Marty Friedman"Todas as matérias sobre "Megadeth"


Grandes covers: cinco versões para "Holy Wars... The Punishment Due"

Megadeth: por que a banda vai abrir para o Five Finger Death PunchMegadeth
Por que a banda vai abrir para o Five Finger Death Punch

Grandes covers: cinco versões para a excelente "Tornado Of Souls"

Megadeth: David Ellefson fala sobre Risk, vinte anos depoisMegadeth
David Ellefson fala sobre Risk, vinte anos depois

Desencontro com Kiko Loureiro: as frustrações de um Guitar Hero (vídeo)Desencontro com Kiko Loureiro
As frustrações de um Guitar Hero (vídeo)

Megadeth: Mustaine está indo bem na batalha contra o câncer, afirma EllefsonMegadeth
Mustaine está indo bem na batalha contra o câncer, afirma Ellefson

Megadeth: cinco curiosidades sobre o clássico Rust In PeaceMegadeth
Cinco curiosidades sobre o clássico Rust In Peace

Megadeth: Mustaine talvez não esteja presente no Megacruise, afirma EllefsonMegadeth
Mustaine talvez não esteja presente no Megacruise, afirma Ellefson

Em 24/09/1990: Megadeth lançava Rust In Peace, o magnum opus da bandaEm 24/09/1990
Megadeth lançava Rust In Peace, o magnum opus da banda

Megadeth: Dave Mustaine está indo bem contra o câncer, diz EllefsonMegadeth
Dave Mustaine está "indo bem" contra o câncer, diz Ellefson

Em 23/09/1990: Megadeth lançava o single "Holy Wars... The Punishment Due"

Megadeth: um passeio de ida e volta pelo Hangar 18Megadeth
Um passeio de ida e volta pelo Hangar 18

Em 19/09/1986: Megadeth lançava Peace Sells... But Whos's Buying?

Judas Priest: K.K. Downing, Tim Owens e Les Binks tocarão músicas da banda em concertoJudas Priest
K.K. Downing, Tim Owens e Les Binks tocarão músicas da banda em concerto

Megadeth: Ouça dez ótimas versões para músicas da bandaMegadeth
Ouça dez ótimas versões para músicas da banda

Megadeth: quando Marty Friedman chorou e acabou saindo da bandaMegadeth
Quando Marty Friedman chorou e acabou saindo da banda

Exportação: músicos brasileiros que passaram por bandas gringasExportação
Músicos brasileiros que passaram por bandas gringas

Megadeth: Mustaine relembra fãs jogando xixi em Lobão no RIRMegadeth
Mustaine relembra fãs jogando xixi em Lobão no RIR


Deep Purple: a contestada entrevista na Globo em 2006Deep Purple
A contestada entrevista na Globo em 2006

Guns N' Roses: Perguntas e respostas e curiosidades diversasGuns N' Roses
Perguntas e respostas e curiosidades diversas

Covers: quando bandas de Heavy e Power Metal prestam tributoCovers
Quando bandas de Heavy e Power Metal prestam tributo

Black Metal: o lado mais negro da cena brasileiraBlack Metal
O lado mais negro da cena brasileira

Slipknot: Joey Jordison foi demitido por telegrama cantado?Slipknot
Joey Jordison foi demitido por telegrama cantado?

Alter Bridge: comparações com Creed ajudaram, diz TremontiAlter Bridge
Comparações com Creed ajudaram, diz Tremonti

Metal: adolescentes que ouvem o gênero fazem mais sexo?Metal
Adolescentes que ouvem o gênero fazem mais sexo?


Sobre Marii Franco

Marii Franco, já passou dos 30 anos, coleciona palhetas, ama gatos e Ramones! Cresceu lendo e escrevendo para a Rock Brigade e sente muita falta da década de 90, para ela, uma das décadas mais divertidas do rock n'roll!

Mais matérias de Marii Franco no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336