Slayer: Paul Bostaph cansado de ouvir a versão de Dave Lombardo

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Samuel Coutinho, Fonte: Metal da Ilha
Enviar correções  |  Ver Acessos

O baterista do SLAYER, Paul Bostaph, disse que está "um pouco cansado" de ouvir a versão de Dave Lombardo, de que o ex-baterista do Slayer contribuiu para o processo de composição para o próximo álbum da banda, explicando que "não viu Dave em nenhum lugar enquanto Paul estava trabalhando nas músicas" para o próximo CD.

Slayer: novo álbum e Blu-Ray ao vivo da turnê do Repentless é anunciadoKiss: a mais longa e reveladora entrevista de Eric Singer

Lombardo esteve no programa "Thrash Zone" em julho e disse que ele "trabalhou em todas as músicas que vão estar no novo álbum do Slayer, com Kerry (King, guitarra)". Ele acrescentou: "Eles estão trabalhando no álbum... que merda... há anos. 'Implode', seu novo hit, tem basicamente as faixas de guitarra que foram feitas durante a minha sessão, mas eles removeram minha bateria e acrescentaram a de Paul".

Perguntado pelo site AndrewHaug.com, da Austrália, sobre o progresso das sessões de gravação para o próximo CD do Slayer, Bostaph disse: "Está ficando muito bom. Eu estive fora (do estúdio). Eles estão trabalhando nos vocais agora. Mas eu finalmente recebi algumas faixas que têm as trilhas de guitarras e baixo, e eles ainda estão trabalhando nos vocais. Mas vai ser pesado. Infelizmente, não temos Jeff (Hanneman, falecido guitarrista do Slayer) mais entre nós, mas Kerry assumiu toda a responsabilidade, e vai ser um disco pesado. Ele ainda vai ser um disco do Slayer".

Bostaph também respondeu diretamente à afirmação de Lombardo, de que todas as partes de bateria para o próximo álbum do Slayer foram compostas antes de Paul entrar para o grupo. Bostaph disse: "Kerry tem uma maneira específica de escrever, e ele realmente não mudou ao longo dos anos. Isso é coisa do Kerry e, respeitosamente, do Jeff também. Eu sabia como eles escreviam. Tanto Kerry e Jeff têm idéias muito fortes de como tem que ser a bateria. Kerry, quando ele chega e ele mostra um arranjo, ele vai e diz, 'Eu quero esse tipo de batida aqui', ou 'esse tipo de batida ali', ou 'um bumbo duplo'. Depois de um tempo, você descobre isso e você descarta suas idéias, que são diferentes. De certa forma a bateria pode aparece em uma parte, ou talvez haja uma parte da música em que ele vem e diz, 'Eu realmente não sei se quero a bateria deste jeito, então, faça daquele outro jeito'".

Ele continuou: "É como uma daquelas coisas que eu escrevi com Kerry tantas vezes. A primeira vez que compus com ele foi no 'Divine Intervention', Kerry e eu na mesma sala. Então eu tinha que saber como ele fazia essas coisas ao longo dos anos. Então, quando Kerry mostra alguma coisa, eu sei o que se passa em sua mente, e o que ele quer. Então não há muito espaço para um baterista em fazer qualquer coisa nas músicas, mas você tem que saber como colorir. Mas, certamente, as músicas são trazidas em um formato muito intenso antes de você ter a chance de trabalhá-la. E talvez as regras podem mudar um pouco aqui ou ali, mas isso é daquele jeito, como quando você simplesmente entra em uma sala e trabalha naquilo.

"Como eu disse antes, eu sei como é a estrutura. E eu sei o que tem que mudar e o que não pode mudar.

"Eu não ligo por Dave ter dito 'o outro cara'. [Nota: Lombardo chamou Bostaph de 'o outro' em uma entrevista realizada em setembro de 2014, para o 'Lokaos Rock Show'.] Ele é o Dave. Ele é Dave Lombardo.

"As pessoas me dizem o tempo todo sobre, 'Hey, ele disse isso, 'Ele disse aquilo'. E é desse jeito, tipo...Depois de todo esse tempo, você conseguiu...

"Eu só quero tocar bateria, cara. Isso é tudo que quero fazer.

"Sobre o novo registro, ouvi dizer que Dave (disse que) escreveu todas as partes de bateria do novo disco. É engraçado que eu não o vi em nenhum lugar, quando eu estava trabalhando nas músicas. Portanto, é uma daquelas coisas, só porque eu peguei o lugar dele, mas cara, há dois lados para cada história, e eu estou ficando um pouco cansado da dele. Eu só vou deixar por isso mesmo, porque eu não levo isso para o pessoal".

Fonte original desta matéria:
http://www.blabbermouth.net/news/paul-bostaph-is-getting-a-l...

Por que destacamos matérias antigas?




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Slayer"Todas as matérias sobre "Dave Lombardo"Todas as matérias sobre "Paul Bostaph"


Slayer: novo álbum e Blu-Ray ao vivo da turnê do Repentless é anunciado11 de Setembro: as tristes coincidências envolvendo Slayer e Dream TheaterHá 18 anos: Slayer lançava o polêmico God Hates Us AllRodz Online: 25 Anos de Philips Monsters of Rock 1994 (vídeo)Slayer: Rádio diz que show da banda no Chile ainda não está confirmado

Ídolos imortais: Jeff Hanneman, um demônio das seis cordasÍdolos imortais
Jeff Hanneman, um demônio das seis cordas

Slayer: Tom Araya dá adeus emocionado à EuropaSlayer
Tom Araya dá adeus emocionado à Europa

Max Cavalera: ele não entende como o Slayer consegue pensar em se aposentarMax Cavalera
Ele não entende como o Slayer consegue pensar em se aposentar

Regis Tadeu: Slayer e Iron Maiden se aposentando com dignidadeRegis Tadeu
Slayer e Iron Maiden se aposentando com dignidade

Rodz Online: Os 5 melhores Discos do Slayer (vídeo)

Slayer: banda vira tema de carro da NASCARSlayer
Banda vira tema de carro da NASCAR

Slayer: Nergal achou muito barulhento e rejeitou a banda a princípioSlayer
Nergal achou muito barulhento e rejeitou a banda a princípio

Slayer: Charlie Benante mostra banda se despedindo dos fãs na EuropaSlayer: show em São Paulo terá Claustrofobia como banda de abertura

O lado b do Big 4: músicas subestimadas do quartetoO lado b do Big 4
Músicas "subestimadas" do quarteto

Heavy Metal: Loudwire elege 11 melhores álbuns dos 80sHeavy Metal
Loudwire elege 11 melhores álbuns dos 80s

O lado b do Big 4: músicas subestimadas do quartetoO lado b do Big 4
Músicas "subestimadas" do quarteto

Kerry King: Dio era um dos caras mais legais no ramo.Kerry King
"Dio era um dos caras mais legais no ramo".


Kiss: a mais longa e reveladora entrevista de Eric SingerKiss
A mais longa e reveladora entrevista de Eric Singer

Slipknot: Ana Maria Braga surpreende em abertura do Mais VocêSlipknot
Ana Maria Braga surpreende em abertura do Mais Você

Slipknot: Ozzy quis entrar pra banda segundo Corey TaylorSlipknot
Ozzy quis entrar pra banda segundo Corey Taylor

Lita Ford: cantora admite suruba com Bon Jovi e Richie SamboraRock Progressivo: Você sabe que está ouvindo demais quando...Dave Mustaine: o que ele acha da declaração de Kirk Hammett sobre sua saída?James Hetfield: os dez mandamentos para o sucesso

Sobre Samuel Coutinho

Nascido no interior de SP no dia 15/12/1986, em uma cidade chamada Ilha Solteira, Samuel Coutinho se entregou ao heavy metal logo na adolescência. Seu forte sempre foi o heavy metal melódico, variando desde o prog-metal até ao power-metal.

Mais matérias de Samuel Coutinho no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336