Corey Taylor: iniciativa contra bullying e depressão infantil

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Fernando Portelada, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

O vocalista do SLIPKNOT e STONE SOUR, Corey Taylor, recentemente fez uma parceria com a The You Rock Foundation para falar sobre depressão e suicídio. Ele falou sobre suas batalhas pessoais com a doença, assim como detalhou suas tentativas de suicídio - mas também sobre como ele superou essa fase de sua vida com o poder da música e da escrita.

Filmes sobre rock: A história do gênero no cinemaKiss: as 10 músicas mais "demoníacas" da banda

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Eu gravei o vídeo um tempo atrás e eles acabaram de postar, e a reação tem sido fantástica", Taylor falou a Tina Smash da rádio 105.5 da Carolina do Norte. "Estou feliz que as pessoas responderam bem a isso."

"Eu realmente não tive intenção de fazer um vídeo tão sentimental, eu só queria ser honesto. Eu sabia que a mensagem iria ser para garotos que lutam contra depressão e pensamentos suicidas."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ele continua: "Quer as pessoas gostem ou não, muitos adolescentes lidam com isso, mesmo se não estão depressivos, eles não sofrem de depressão, mas é só um tempo muito difícil em suas vidas. É o limiar entre a infância e a vida adulta. E tem muita coisa acontecendo e eles não sabem como encarar isso. Então, para mim, eu sabia que para conseguir alcança-los, eu teria que ser completamente honesto. E com essas coisas que eu na verdade nunca tinha falado antes. Mas ao mesmo tempo, se você quer que as pessoas ouçam o que você tem a dizer, você não pode se tornar muito doce ou sentimental, você não pode soar falso. Você tem que oferecer esse tipo de honestidade, especialmente nessa época que vivemos. E as pessoas que acham que podem fazer somente esses anúncios melosos estão tristemente enganadas. As pessoas querem honestidade, porque todos sentem como se estivéssemos mentindo para elas esses dias."

Taylor adiciona: "Eu sou o pior mentiroso do mundo, e minha esposa pode lhe dizer isso na lata. Eu não consigo nem esconder as surpresas dela. Eu sou o pior. Mas essa é a forma que eu vivo, é a única forma que eu sei me comunicar."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Eu li estatísticas recentemente, que o nível de empatia que as pessoas mostram uns para os outros é na verdade 20 pontos menor do que mostravam as mesmas pesquisas em 1986. Então, o fato de que as pessoas não conseguem mostrar empatia com os próximos é uma das razões do bullying estar prevalecendo, uma das razões do que eles chamam na Internet de "Trollagem" estar prevalecendo - as pessoas não conseguem se relacionar com outros. E eu acho que é um dos efeitos colaterais desta alta tecnologia que nós temos. As pessoas estão em casulos dentro dessas caixas eletrônicas e acham que não existem consequências para suas ações, eles estão destruindo sentimentos, especialmente de pessoas com difíceis percepções da realidade, porque eles são muito jovens. Não é justo com eles. E não é justo com as outras pessoas. Foi por isso que decidi que vou me dedicar a lutar o mais duro possível para ter certeza de que se ninguém está ao seu lado, eu vou estar ao seu lado, porque, você sabe, você quer fazer bullying com alguém? Tente fazer Bullying comigo. Vá eu frente. Eu vou te partir em pedaços."




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Depressão"Todas as matérias sobre "Slipknot"Todas as matérias sobre "Stone Sour"Todas as matérias sobre "Corey Taylor"


Deicide: Slipknot não forneceu a ajuda de que eles não precisavamDeicide
Slipknot não forneceu a ajuda de que eles não precisavam

Jim Root: o Stone Sour quer ser uma banda de pop rockJim Root
O Stone Sour quer ser uma banda de pop rock


Filmes sobre rock: A história do gênero no cinemaFilmes sobre rock
A história do gênero no cinema

Kiss: as 10 músicas mais demoníacas da bandaKiss
As 10 músicas mais "demoníacas" da banda


Sobre Fernando Portelada

25 anos, Blogger, Podcaster, Gamer, Leitor de Quadrinhos, Ouvinte de Rock, Jornalista, e chato acima de tudo. Ouviu Imaginations From The Other Side do Blind Guardian aos 13 anos, emprestado por um amigo de escola. Ainda é um de seus álbuns preferidos.

Mais matérias de Fernando Portelada no Whiplash.Net.

adGoo336