Robert Trujillo: baixista admite que banda relaxou na composição

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Fernando Portelada, Fonte: Team Rock, Tradução
Enviar Correções  

O baixista insiste de que tirar um tempo para compor o sucessor de "Death Magnetic" é melhor do que contratar compositores terceirizados.

O baixista admite que a banda ficou "relaxada" nessa abordagem de composição nos últimos anos.

Por mais que o interesse da banda em outros projetos esteja roubando tempo da composição de um novo álbum, ele acredita que manter os fãs esperando vale mais a pena do que confiar na contribuição de terceiros.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Trujillo disse ao Podcast No Treble: "Os membros do METALLICA estão curtindo a criatividade. Enquanto eles vão ficando um pouco mais velhos e se aprofundam em suas carreiras, eles ficam um pouco mais relaxados na hora de compor músicas."

"Você fica surpreso com a quantidade de bandas que começa a contratar compositores terceirizados, e coisas assim, e não estão mais compondo suas próprias músicas. Conosco é exatamente o oposto – nós temos muitas ideias de músicas, riffs, linhas de baixo, tanto faz, a coisa mais difícil é começar os cortes."

Ele descreve o material como algo a ser "nutrido", adicionando: "É orgulho. Você está trabalhando em uma obra de arte, é bom estar certo. E o que isso significa? Exploração."

"James Hetfield sempre tem um punhado de palavras para o lugar de uma possível palavra. Talvez essa palavra não funcione, vamos tentar essa. É muito trabalho e consome muito tempo. Mas ao mesmo tempo é importante e precisa ser feito dessa forma."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Megadeth: as 10 maiores tretas de Dave MustaineMegadeth
As 10 maiores tretas de Dave Mustaine

Cinco contra um?: Roqueiros comentam como a revista Playboy os marcouCinco contra um?
Roqueiros comentam como a revista Playboy os marcou


Sobre Fernando Portelada

25 anos, Blogger, Podcaster, Gamer, Leitor de Quadrinhos, Ouvinte de Rock, Jornalista, e chato acima de tudo. Ouviu Imaginations From The Other Side do Blind Guardian aos 13 anos, emprestado por um amigo de escola. Ainda é um de seus álbuns preferidos.

Mais matérias de Fernando Portelada no Whiplash.Net.

Goo336 GooInArt Cli336 Goo336