Miranda: curto vinil, mas a música é mais preciosa que o formato

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Bruce William, Fonte: Época
Enviar correções  |  Ver Acessos

Em entrevista para a Época, o produtor musical Carlos Eduardo Miranda diz achar que os CDs têm de ser um produto mais elaborado e caro, diz que o vinil voltou por causa do fetichismo - embora já tenha caido de quatro pela qualidade de som de um bolachão - que serviços de streaming representam o futuro da música e que as fitas cassete são "uma bosta"; veja abaixo um trecho:

Os vinis ressurgiram nos últimos anos. Isso pode ocorrer com outros formatos antigos de distribuição, como CDs e fitas K7?

Miranda - Eu não uso fita K7 porque não tenho mais toca-fita, mas ainda tenho muita fita guardada. Não que eu goste. Na verdade, acho o K7 uma bosta. De qualquer forma, a música é mais preciosa que o formato. Existe muito fetiche. Tem muita gente que paga R$ 60 numa camiseta de banda, mas não paga R$ 30 num CD com capinha vagabunda. Essa coisa do fetiche explica o ressurgimento do vinil. Eu sempre tive meu vinilzinho. Nunca deixei de ouvir, mas nunca fiquei "Ohhhh! Vinil, vinil!". Até o dia que eu coloquei um no meu som e caí de joelho com a qualidade. As novas materializações têm uma qualidade espetacular. Daí vale a pena pagar para ter essa experiência.

Leia a entrevista completa no link abaixo:

http://epoca.globo.com/ideias/noticia/2015/02/curto-um-vinil...




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Indústria Musical"


Indústria: Como as gravadoras fazem dinheiro hoje em diaIndústria
Como as gravadoras fazem dinheiro hoje em dia

Música: como as crianças de hoje reagem aos walkmansMúsica
Como as crianças de hoje reagem aos walkmans

Hi-Res Audio: Por que o público não liga para qualidade de som?Hi-Res Audio
Por que o público não liga para qualidade de som?


Roqueiro poser: 100 regras essenciais para se tornar umRoqueiro poser
100 regras essenciais para se tornar um

Andre Matos: confira o incrível alcance do vocalistaAndre Matos
Confira o incrível alcance do vocalista

Hit Parader: Os maiores vocais do Heavy Metal segundo a revistaHit Parader
Os maiores vocais do Heavy Metal segundo a revista

Rock In Rio: Freddie Mercury desdenhou dos artistas brasileiros em 1985Rock In Rio
Freddie Mercury desdenhou dos artistas brasileiros em 1985

Cenografia: os pedestais mais bizarros do Rock e MetalCenografia
Os pedestais mais bizarros do Rock e Metal

Steel Panther: a participação assustadora de um Zakk Wylde embriagadoSteel Panther
A participação assustadora de um Zakk Wylde embriagado

Bon Jovi: guitarrista lista três músicas da banda para o sexoBon Jovi
Guitarrista lista três músicas da banda para o sexo


Sobre Bruce William

Bruce William pensava em ser um motoqueiro rebelde mas descobriu que é um Wieder Blutbad nerd apaixonado por uma Fuchsbau. Avy jorrāelan, CatW!

Mais matérias de Bruce William no Whiplash.Net.

adGooILQ