Kerry King: o surreal dia em que Jeff Hanneman morreu

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Bruce William, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Kerry King conversou recentemente com o Spotify Metal Talks. Na pauta, dentre outros assuntos, o dia da morte de Jeff Hanneman, confira a seguir o relato do guitarrista:

3746 acessosKerry King: as músicas do Slayer que ele odeia5000 acessosBon Jovi: Larissa Riquelme dançando com os seios de fora

"O dia que Jeff morreu foi estranho e muito surreal. Sabia que ele estava no hospital, sabia que ele estava mal, mas ninguém esperava que ele partisse tão rapidamente. E naquele dia fui ensaiar. Chegando ao estúdio o telefone tocou, era meu gerente de turnê me chamando. Atendi e ele disse 'Jeff se foi'. Compreendi imediatamente, pois não era uma pergunta, entendi exatamente o que ele quis dizer. E fiquei passado, me pegou de surpresa - fiquei horrivelmente chocado. Mas no fim das contas eu sabia que aquilo aconteceria; só não sabia que seria tão rápido. Larguei o telefone e entrei pra sala de ensaios. Estávamos eu e Paul Bostaph ensaiando naquele dia. Eu disse 'hey cara, tenho que te contar uma coisa. Jeff não está mais conosco. Disse de um jeito que ele nem entendeu, e perguntou 'o que você quer dizer com isto?'. Respondi, 'Jeff partiu'. Foi assim que tudo aconteceu. E ensaiamos, pois levamos isto a sério, tínhamos que ensaiar algumas coisas".

"Naquela noite eu tinha que ir para o Revolver Golden Gods Awards em Hollywood. Eu estava escalado para apresentar uma premiação junto com Zakk Wylde. E eu não sabia o que fazer. 'Devo ir ou não?', pensava. Daí me decidi 'Não posso falhar com Zakk. Jeff iria querer que eu estivesse lá'. Então eu fui. Estive lá com Zakk, sei que existe um registro do que fizemos no YouTube (vídeo abaixo). Pensei sobre o assunto enquanto ia de minha casa até Hollywood, coisa de uma hora de viagem. 'O que vou dizer?'. Não queria tornar a coisa depressiva, a tendência já era de tristeza pelo acontecido. Eu queria passar a ideia de algo que agradasse a Jeff. Eu sabia que ele não iria querer um minuto de silêncio ou coisa assim, não era o estilo dele. Então pensei... 'Jeff gostaria de um minuto de barulho'. E foi por isto que pedi que fizessem aquilo. Alguns amaram, outros odiaram. No fim das contas, acho que foi a melhor coisa que poderia ter feito. Não me arrependo. E pedi para erguerem um brinde, não importa se você bebe ou não. Não lembro exatamente o que falei, mas foi algo tipo 'levante suas mãos e saúdem nosso irmão que partiu'. Não fez com que aquele se tornasse um bom dia, mas ao menos contribuiu para que ficasse um pouquinho melhor'.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 08 de outubro de 2015

Kerry KingKerry King
As músicas do Slayer que ele odeia

1753 acessosHeavy Metal: os 10 melhores riffs dos anos noventa423 acessosTudo no Shuffle: Thrash Metal, 10 Grandes Riffs0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Slayer"

Tom ArayaTom Araya
Araya: "Nós somos nossos piores críticos!"

Metal InjectionMetal Injection
Os dez melhores gifs animados do Slayer

SlayerSlayer
A pizza mais true do mundo é vendida em Minneapolis

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Slayer"

Bon JoviBon Jovi
Larissa Riquelme dança música com os seios de fora

Capas polêmicasCapas polêmicas
Slayer, Megadeth, Dream Theater, Carcass...

Há quem gosteHá quem goste
As 10 bandas mais odiadas do universo

5000 acessosBruce: "Olhei para Di'Anno e pensei que deveria estar lá!"5000 acessosEmos: 23 músicas que já estiveram na sua playlist5000 acessosHeavy Metal: "cristãos podem aprender muito com o gênero"5000 acessosGuns N' Roses: Axl sempre soube o valor da banda5000 acessosDizzy Reed: "Essa formação do GN'R é a melhor de todas"5000 acessosRob Halford: "Talvez eu seja o único Gay vocalista de Metal"

Sobre Bruce William

Bruce William pensava em ser um motoqueiro rebelde mas descobriu que é um Wieder Blutbad nerd apaixonado por uma Fuchsbau. Avy jorrāelan, CatW!

Mais matérias de Bruce William no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online