Matérias Mais Lidas

imagemA bizarra exigência de Ace Frehley para participar da última turnê do Kiss

imagemRegis Tadeu explica porque Ximbinha é um dos melhores guitarristas do Brasil

imagemMax Cavalera revela como "selou a paz" com Tom Araya, vocalista do Slayer

imagemEngenheiros do Hawaii e as tretas com Titãs, Lulu Santos, Lobão e outros

imagem"Stranger Things" traz cena com "Master of Puppets", do Metallica

imagemProdutor de "Temple of Shadows" conta problemas que teve com voz de Edu Falaschi

imagemO álbum do The Who que Roger Daltrey achou "uma m*rda completa

imagemLobão explica porquê todo sertanejo gostaria, no fundo, de ser roqueiro

imagemPink Floyd: Gilmour nega alegação de Waters sobre "A Momentary Lapse of Reason"

imagemGregório Duvivier: "Perto de Chico Buarque, Bob Dylan é uma espécie de Renato Russo!"

imagemAndreas Kisser conta quais os dez álbuns que mudaram a sua vida

imagemAndreas Kisser explica por que o Sepultura mistura Metal com música brasileira

imagemEdu Falaschi descobriu que seu primo famoso tem mais seguidores que ele no Instagram

imagemVital, o ex-Paralamas que virou nome de música e depois foi pro Heavy Metal

imagemO grave problema do refrão de "Eagle Fly Free", segundo Fabio Lione


Stamp

Metallica: por que Trujillo toca baixo com os dedos?

Por Fernando Portelada
Fonte: Bravewords
Em 17/11/15

O baixista do METALLICA, Robert Trujillo - que previamente tocou com Ozzy Osbourne, Suicidal Tendencies, Infectious Grooves, e Black Label Society, falou com o Ultimate-guitar.com sobre sua preferência de usar os dedos ao invés de uma palheta. Trechos estão disponíveis abaixo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"No METALLICA, nós vamos um pouco mais rápido e isso pode ser um desafio. Eu desenvolvi uma técnica de tocar com vários dedos quando eu entrei na banda e isso leva tempo! Isso depende da situação, porém. Quando eu me juntei ao SUICIDAL TENDENCIES, eu usava meu baixo bem no alto, como Mark King, porque ele era uma grande influência para mim, e eu tinha que ajustar minhas alças para não ficar com câimbras nos braços. Ficava sem circulação."

Ele continua: "Eu tento tocar com força, talvez com mais força que a maioria dos músicos, então eu tenho dedos razoavelmente fortes. Costumeiramente eu uso as unhas. Isso dá uma combinação de som de quando você bate com o dedo e tem a presença da unha também. Isso funciona para certas músicas, mas se estou tocando uma balada, não sinto que o som vá funcionar assim. [...] Está tudo na ponta dos dedos."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Airbourne 2022
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Satan: Brian Ross diz que o Metallica fez um ótimo trabalho ao defender Metal britânico


USA Today: as 20 maiores bandas de todos os tempos nos EUA


Câncer na língua: entenda a doença de Bruce Dickinson


Sobre Fernando Portelada

25 anos, Blogger, Podcaster, Gamer, Leitor de Quadrinhos, Ouvinte de Rock, Jornalista, e chato acima de tudo. Ouviu Imaginations From The Other Side do Blind Guardian aos 13 anos, emprestado por um amigo de escola. Ainda é um de seus álbuns preferidos.

Mais matérias de Fernando Portelada.