Lita Ford: rebatendo críticas à revelação sobre Tony Iommi

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Bruce William, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Lita Ford rebateu, em entrevista a Joel Gausten, as críticas recebidas à revelação, em seu livro, de que foi abusada fisicamente por Tony Iommi: "Em primeiro lugar, não leio estas idiotices, quem escreve não sabe o que aconteceu de fato a não ser que tenham lido ou livro ou estivessem lá pessoalmente... eu fui agredida violentamente, ele quase me matou. Mas muito disto foi por causa de seus problemas com drogas. Ele estava usando uma quantidade absurda, em um nível tipo Elvis Presley, gastava fortunas com cocaína e outras drogas. Há muitos tipos de abusos, as pessoas precisam entender isto. Há abuso sexual, mental e emocional - quando lhe dizem coisas realmente horríveis - e há ainda o abuso físico, quando você é simplesmente agredido. Tony abusava fisicamente de mim. Ele não me agredia verbal ou sexualmente, apenas de forma física. Não estou inventando nada, não seria capaz de mentir assim... ele me deixava inconsciente, esta é a verdade, acredite ou não. Tenho certeza que não fui a primeira mulher que ele agrediu, mas eu estava apaixonada por Tony, ele era tudo pra mim, meu ídolo, meu amante, eu queria me casar com ele. E eu não sabia nada sobre relações abusivas, nunca tinha vivido isto antes. Perguntei pra minha mãe, na verdade menti pra ela dizendo que tinha uma amiga que passava por isto, e minha mãe me disse que se o cara tinha feito isto uma vez, faria de novo. Tony já havia batido em mim mais de uma vez e eu sabia que seria questão de tempo pra acontecer de novo, eu precisava cair fora. Graças a Deus não éramos casados e não tínhamos filhos, então peguei as minhas coisas e fui embora. Lamento pelas pessoas que amam Tony, mas ninguém o amou mais que eu, e eu quem sofri aquilo tudo. Sofri stress pós-traumático pelo que ele me fez, aquilo me afetou profundamente. Ele não me deixava beber mas ele usava quantidades absurdas de drogas. Quando nos separamos passei um tempo bebendo bastante apenas porque ele me proibia de beber. Na biografia ele me dedica apenas uma página e meia, e estivemos juntos por dois anos, não sei como um tempo deste pode ser condensado em uma página e meia - provavelmente é por ele não se lembrar de metade do que aconteceu".

5000 acessosBlack Sabbath: show causou dor de cabeça ao time do São Paulo5000 acessosSepultura: Andreas Kisser comenta os primórdios da banda

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 30 de março de 2016


Black SabbathBlack Sabbath
Show causou dor de cabeça ao time do São Paulo

1913 acessosCypress Hill: "Alice in Chains fez igual ao AC/DC e Black Sabbath"1166 acessosLoudwire: em vídeo, dez bandas extintas que o mundo quer de volta47 acessosEm 20/10/1998: Black Sabbath lança o álbum ao-vivo Reunion0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Black Sabbath"

Geezer ButlerGeezer Butler
"Grande parte da minha vida se foi com Ronnie!"

UCRUCR
Top 10 músicas de Dio

Tony IommiTony Iommi
"Eu não faço música para ofender as pessoas"

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Lita Ford"0 acessosTodas as matérias sobre "Black Sabbath"


SepulturaSepultura
Andreas conta curiosidades sobre os primórdios da banda

Bruce DickinsonBruce Dickinson
Vocalista elege seus 5 álbuns preferidos

HistóriaHistória
A história do rock, dos primórdios aos anos 70

5000 acessosDeath Metal: as 10 melhores (ou piores?) capas do estilo5000 acessosDave Mustaine: a história por trás de "The Four Horsemen"5000 acessosWonder Years: O soundtrack do grande sucesso de público e crítica5000 acessosAngra: repórter fala sobre possuir mesmo nome que baixista5000 acessosSeparados no nascimento: Paul Stanley e Ronaldo Esper5000 acessosPorta dos Fundos: Andreas Kisser e a cobrança dos metaleiros

Sobre Bruce William

Bruce William pensava em ser um motoqueiro rebelde mas descobriu que é um Wieder Blutbad nerd apaixonado por uma Fuchsbau. Avy jorrāelan, CatW!

Mais matérias de Bruce William no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online