Slayer: Gary Holt ainda tenta deixar Jeff Hanneman orgulhoso

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Fernando Portelada, Fonte: Bravewords, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 02/03/16. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

O guitarrista do SLAYER, Gary Holt, falou com o IndyWeek.com sobre substituir o falecido Jeff Hanneman, lidar com os haters na plateia, e a diferença entre trabalhar com o SLAYER e com o EXODUS. Um trecho está disponível abaixo:

1922 acessosSlayer: moshpit proibido em show nas Filipinas5000 acessosLGBT: confira alguns músicos que não são heterossexuais

Você estava no SLAYER antes do falecimento de Jeff. O quão estranho foi isso?

Holt: "Sim, eu estava substituindo, mas ainda era sua banda. E ainda é sua banda agora. Eu ainda subo no palco tentando deixar Jeff orgulhoso. Ele sempre será uma parte do SLAYER. Ele faleceu, mas não significa que não é mais sua banda. Ele estará na banda para sempre."

Quando você toca músicas antigas do SLAYER, você está simplesmente tentando tocar as partes de Jeff ou reimaginá-las como sendo suas?

Holt: "Eu tento ser eu mesmo e a banda nunca me pediu nada a não ser eu mesmo. Em algumas das músicas mais antigas, Jeff tinha várias partes melódicas em seu solo e eu tento mantê-las lá. Eu não acho que estaria fazendo justiça a ele ou a mim mesmo se tentasse sair e tocar os solos de Jeff. Nós somos pessoas totalmente diferentes. O que eu tento fazer é imitar a energia - se ele estava tocando algo totalmente caótico e rápido, eu serei caótico e rápido. Não vou ser um substituto completo, eu vou colocar algo nos lugares onde ele fazia algo completamente aleatório."

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 03 de março de 2016


SlayerSlayer
Moshpit proibido em show nas Filipinas

32 acessosEm 22/10/1991: Slayer lança o álbum ao-vivo Decade of Aggression527 acessosEm 07/10/1986: Slayer lança o álbum Reign In Blood1184 acessosSlayer: em vídeo, uma compilação das risadas de Tom Araya0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Slayer"

Kerry KingKerry King
Se continuar assim, serei obrigado a calar a boca

SlayerSlayer
O insistente uso de "Satan" e "Hell" por Tom Araya

SlayerSlayer
O que acontece quando tentam tocar com um violão?

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Slayer"0 acessosTodas as matérias sobre "Exodus"


LGBTLGBT
Confira alguns músicos que não são heterossexuais

Guns N RosesGuns N' Roses
Axl desafina guitarra de Slash e pede desculpas

GuitarraGuitarra
Os melhores solos da história segundo a Guitar World

5000 acessosSlash: "Sweet Child" é a coisa mais gay que alguém poderia compor5000 acessosComo Conservar e Recuperar Cordas de Baixo5000 acessosManowar: o dia em que a banda arregou pro Twisted Sister4758 acessosCarlinhos Brown: "Aceitei as garrafas, foi meu momento mais roqueiro"5000 acessosMetallica: e se a banda usasse uma afinação mais baixa?5000 acessosCâncer na língua: Os músicos que sofreram deste mal

Sobre Fernando Portelada

25 anos, Blogger, Podcaster, Gamer, Leitor de Quadrinhos, Ouvinte de Rock, Jornalista, e chato acima de tudo. Ouviu Imaginations From The Other Side do Blind Guardian aos 13 anos, emprestado por um amigo de escola. Ainda é um de seus álbuns preferidos.

Mais matérias de Fernando Portelada no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online