Matérias Mais Lidas

imagemO grave problema do refrão de "Eagle Fly Free", segundo Fabio Lione

imagemEngenheiros do Hawaii e as tretas com Titãs, Lulu Santos, Lobão e outros

imagemA bizarra exigência de Ace Frehley para participar da última turnê do Kiss

imagemGregório Duvivier: "Perto de Chico Buarque, Bob Dylan é uma espécie de Renato Russo!"

imagemEdu Falaschi descobriu que seu primo famoso tem mais seguidores que ele no Instagram

imagemIggor Cavalera diz que reunião da formação clássica do Sepultura seria incrível, mas...

imagemLobão explica porquê todo sertanejo gostaria, no fundo, de ser roqueiro

imagemRádio canadense está tocando uma música do Rage Against The Machine sem parar

imagemDave Mustaine cutuca Kiss e bandas "preguiçosas" que usam playbacks

imagemA categórica opinião de Dave Mustaine sobre religião "abusiva e falsa" de sua mãe

imagemJoão Gordo diz que não torce pela seleção brasileira de futebol

imagemQuando Jimi Hendrix chamou Eric Clapton para subir no palco e afinar sua guitarra

imagemRush: Geddy Lee comenta as dificuldades da gravação de "Hemispheres"

imagemDave Mustaine, eufórico, compara James LoMenzo com Cliff Burton

imagemTravis Barker, do Blink-182, é hospitalizado às pressas e filha pede orações


Airbourne 2022

Morthur: Entrevista com a banda de Erechim/RS

Por Patrick Rafael de Souza
Fonte: Sangue Frio Produções
Em 24/06/16

Press-release - Clique para divulgar gratuitamente sua banda ou projeto.

Morthur é uma banda de Death Metal que vai além das características tradicionais do estilo, tocando riffs bem construídos com qualidade, peso e obscuridade, gerando imersão na atmosfera criada pela banda. Hoje conversaremos um pouco com a Morthur, banda de Death Metal oriunda de Erechim, Rio Grande do Sul. Confira.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Antes de mais nada poderia nos contar como surgiu a banda?

Morthur: A Morthur surgiu em 2013 no intuito de tocar algumas músicas criadas ao longo de 2011 e 2012, ainda sem uma proposta definida. Aos poucos foi tomando forma e em 2014 fizemos nossa primeira apresentação no 1º "En" Carna Rock Metal Fest em Erechim/RS. Em 2015 fechamos uma parceria com a Sangue Frio Produções e logo tivemos a troca do baixista, o que ajudou a definir os caminhos que a Morthur vem seguindo até agora.

Como surgiu a ideia de formar uma banda de Death Metal em uma cidade que, até poucos anos atrás, não oferecia tantas oportunidades para bandas desse estilo?

Morthur:Surgiu de forma gradativa, os integrantes já tocavam em bandas de metal, então não foi novidade. Queríamos fortalecer a cena, transmitir nossas ideias e gerar oportunidade para outras bandas e artistas do underground, então, decidimos seguir o que fazemos de melhor: DEATH METAL!

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Qual o processo de composição da banda? Existe alguém especificamente responsável pelas letras e/ou pelos arranjos ou cada um contribui livremente?

Morthur: O processo é totalmente livre, toda ideia é levada em consideração e aplicada, se possível. Normalmente começamos com a gravação de riffs de guitarra, vamos aplicando outros instrumentos, texturas e camadas e então trabalhamos em cima da letra e como ela vai encaixar na música… Mas a criatividade é uma terra sem lei, o processo pode variar em mil formas diferentes.

Vamos falar sobre o álbum "Between The Existence And The End" em processo de idealização e criação do disco? E qual está sendo o papel de cada integrante, além do trabalho em seus respectivos instrumentos?

Morthur: O nosso álbum de estreia está em processo de produção, apesar de já termos anunciado o lançamento dele algumas vezes, decidimos não lançar para manter a qualidade do trabalho. Como estamos fazendo de forma totalmente independente, o processo se torna lento, mas, com certeza, aprendemos muito nesse meio tempo e garantimos que o resultado final será muito melhor do que pretendíamos lançar anteriormente. A ideia do disco é compilar tudo que já foi feito até o momento, e então, partir para novas composições e experimentações. Como não moramos na mesma cidade, cada um grava o seu instrumento separadamente (André - Bateria, Marco - Baixo, Jeferson - Guitarra/Vocal) quando podemos nos encontrar, e discutimos a mixagem via internet.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Quais são suas principais influências atualmente? Vocês têm planos de experimentar novas sonoridades no futuro?

Morthur: Falar de influências é bastante complicado, pois, além de cada integrante ter suas predileções musicais, conhecemos coisas novas todos os dias, tanto sons quanto ideias, conceitos e etc… Estamos em constante evolução e absorção do conteúdo que nos rodeia.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Morthur: Para fazer uma base de influência, podemos citar algumas bandas como Krisiun, Nile, Behemoth, Sulphur Aeon, Dissection, Rotting Christ… Nos inspiramos nos timbres, riffs e mixagens destas bandas mas sempre procuramos fazer algo com a cara da Morthur.

Morthur: Certamente pretendemos experimentar novos sons, novas formas de transmitir peso e obscuridade, sempre nos reinventando sem perder a linha mestra do death metal.

Antes dos shows a banda costuma ter algum tipo de preparação ou apenas buscam relaxar e manterem-se no clima para a apresentação em seguida?

Morthur: Nós procuramos relaxar, pois assim tudo flui melhor. Mentalizamos o que deve ser feito e repassamos o show passo a passo, sempre focando no equilíbrio para que o resultado seja satisfatório.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Mudando um pouco de assunto, como vocês lidam com o download ilegal?

Morthur: A polêmica deste assunto nunca acabará (risos). Acreditamos que, apesar de ilegal, essa prática leva a música para lugares que possivelmente nunca chegaria de outra forma, ainda mais para bandas brasileiras que não tem incentivo e valorização necessária para levar o seu trabalho além das fronteiras.

Qual tem sido a relação da banda com os fãs, de maneira geral? Existe alguma dificuldade de divulgação hoje em dia, ou as novas tecnologias e redes sociais facilitam a divulgação do trabalho do artista e o contato direto com os fãs?

Morthur: Dizer que temos fãs é muita pretensão (risos), por enquanto, mas temos amigos que curtem o nosso som, não só no Brasil, mas também no exterior, como Bélgica, Finlândia, Noruega, Suécia, Alemanha, Estados Unidos, por exemplo. Mantemos contatos via redes sociais, que hoje é a forma de comunicação mais utilizada, e, com certeza, somos gratos a todas as pessoas que ouviram e colocaram nosso som em suas "playlists".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Morthur: Quanto à divulgação, com o intermédio das redes sociais, ficou muito mais fácil, mas o público ficou mais exigente. As redes sociais tornaram as bandas globalizadas, exigindo que bandas pequenas se equiparem a bandas de grande porte, o que é um desafio, especialmente aqui no Brasil onde o acesso a equipamentos de qualidade vem com taxas absurdas acrescidas no valor.

Os temas presentes nas letras são variados, ou vocês escolhem sempre a mesma linha de raciocínio?

Morthur: Os temas variam bastante nesse álbum de estreia, que representa nossa busca por um caminho a seguir, musicalmente e filosoficamente, contendo também algumas ideias do antigo baixista. Nossa intenção é definir temáticas mais específica nos próximos trabalhos, mas antes disso, precisamos terminar o que começamos.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Morthur, muito obrigado pela entrevista! Sinta-se à vontade para deixar algumas palavras para os fãs.

Morthur: Nós é que agradecemos este espaço, que é de total importância para qualquer banda, seja ela iniciante ou consolidada, onde podemos esclarecer algumas questões e falar sobre o que está acontecendo com a banda atualmente.

Morthur: Gostaríamos de agradecer a todos que apoiam, não só a Morthur, mas o underground como um todo. Este apoio é essencial para mantermos o metal livre de fronteiras e ativo eternamente. Muito obrigado!

Site relacionado:
http://morthur.com/

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Garimpeiro das Galáxias: Beldades globais e sua paixão pelo rock