Matérias Mais Lidas

imagemO dia que Ivete Sangalo arrasou cantando Slayer com João Gordo na TV aberta

imagemO dia que Digão assistiu ensaio da Legião Urbana sem saber que era a banda

imagemOs curiosos dois significados da expressão "Eu quero ver o oco", segundo Digão

imagemOs Raimundos traíram os Titãs? Sérgio Britto comenta e conta a versão dele

imagemAerosmith cancela segundo show após Steven Tyler adoecer

imagemO impagável apelido que Andre Matos deu a Luis Mariutti por sua pontualidade

imagemA hilária crítica de Roberto Frejat contra fala cheia de "pretensão" do Bon Jovi

imagemGuitarrista Brian Ray conta como é ter Paul McCartney como patrão

imagemO Metallica não tem mais o que provar, muito menos algo novo para oferecer

imagemRegis Tadeu explica porque Sandy não deve cantar músicas do Metallica

imagemCinco discos de heavy metal para ouvir sem pular nenhuma faixa

imagemO malévolo King Diamond registra encontro com Michael Sweet, ícone do rock cristão

imagemTimo Tolkki diz que novo álbum do Stratovarius é o melhor da banda após sua saída

imagemA opinião de Rita Lee sobre a fenomenal Cássia Eller

imagem"Houve muita escuridão em minha vida", afirma James Hetfield


Samael Hypocrisy
Stamp

Sepultura: a banda vai seguir apostando em vocais limpos?

Por Igor Miranda
Fonte: Metal Wani
Postado em 12 de dezembro de 2017

O vocalista Derrick Green falou, em entrevista ao Metal Wani (transcrita pelo Blabbermouth), sobre o possível uso de vocais limpos nos próximos trabalhos do Sepultura. O recurso pouco aparece na discografia da banda, entretanto, foi o que marcou o último álbum, "Machine Messiah", lançado no início de 2017.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ao ser questionado se o Sepultura vai experimentar mais com os vocais limpos no próximo disco, Derrick respondeu: "Não sei. É difícil dizer. Senti isso no processo de composição desse último álbum. Foi uma das principais razões pelas quais optamos por trabalhar com Jens (Bogren, produtor), porque ele fez um ótimo trabalho com vocais limpos no passado".

Green sugeriu que, por ele, os vocais limpos continuariam. "Quero manter certas coisas no domínio onde me sinto confortável. E me senti realmente confortável fazendo muitas coisas limpas nesse nvo disco. Mas vamos ver, não sei. Posso estar com um pensamento diferente, mas quero ter a diversidade de vocais, onde não fica chato o tempo todo", afirmou.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Apesar disso, Derrick quer uma mistura, pois não quer que os discos sejam feitos somente com vocais limpos. "Quero sentir a agressão e a energia de por trás, de uma maneira pesada, tanto quanto com os gritos e tudo. Acho que dá para ser pesado novamente com vocais limpos, mas acho que há um equilíbrio", disse.

Já existem, inclusive, ideias para os próximos trabalhos do Sepultura, segundo Green. "Sei que Andreas (Kisser, guitarrista) tem algumas ideias sobre as quais ainda não conversamos, mas vamos conversar assim que voltarmos à estrada. Mas vejo isso como algo bem pesado. Especialmente tocando com Eloy Casagrande (baterista) - ele está mais confortável na banda e acho que você pode perceber isso no último álbum, então, quem sabe o que virá no próximo disco?", afirmou.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Confira a entrevista na íntegra no vídeo a seguir (em inglês e sem legendas).

Comente: Você acha que a banda deve seguir apostando em vocais limpos ocasionais? Ou voltar para os vocais típicos do Sepultura?

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Siga Whiplash.Net: Facebook | Instagram | Twitter | YouTube

Receba as novidades do Whiplash.Net por WhatsApp


Samael Hypocrisy


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A opinião de Dino Cazares sobre o insano álbum "Roots", clássico do Sepultura

Andreas Kisser opina sobre a reunião do Pantera, que começou nesse sábado

Iggor Cavalera diz que o metal às vezes é muito conservador

Bandas de heavy metal que lançaram discos em cinco décadas diferentes

Sepultura e Nightwish fizeram sucesso no Metal pelo mesmo motivo, afirma Regis Tadeu

Troops of Doom: Jairo Guedz conta como faz para transitar entre Sepultura e irmãos Cavalera

Trintões: 10 discos de heavy metal que completarão 30 anos em 2023

The Troops of Doom: Jairo Guedz escolhe seus três álbuns favoritos do Iron Maiden.

Jovens, mas nem tanto: 10 discos de heavy metal que completarão 20 anos em 2023

Alex Meister: "Brasil ouvia Barão Vermelho e pulava para Sepultura, sem ouvir hard rock"

A importância da gravadora do Sepultura ter acolhido Pato Fu para impulsionar a banda

Jean Dolabella é o novo baterista de banda da cantora Pitty

Cinco separações entre bandas e músicos que foram muito marcantes

Gloria Cavalera afirma que pediu para Max continuar no Sepultura em 1996

Max Cavalera explica porque o Sepultura nunca seria como o Metallica

Andreas Kisser: os álbuns que marcaram o guitarrista

Max Cavalera: morte de Dimebag influenciou reconciliação com Igor

Soulfly: em vídeo, arrasando em "Roots Bloody Roots" ao vivo

Punk Rock: os 25 melhores discos segundo o site IGN

Black Metal: cinco bandas do lado depressivo do satanismo


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda.