Bruce Dickinson: Por que ele deixou o Iron Maiden na década de 90?

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por João Paulo Andrade, Fonte: Blabbermouth
Enviar correções  |  Ver Acessos

Leia abaixo alguns trechos da entrevista de Bruce Dickinson a Tom Bedell da Q104 Radio em Halifax, sobre a bio "What Does This Button Do?". Os trechos foram transcritos pelo BLABBERMOUTH.NET.

Kiss: Perguntas, respostas e curiosidades diversasExcessos: como os rockstars gastam os seus milhões

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre porque ele deixou para escrever uma auto-biografia agora:

"As pessoas ficaram me pedindo para fazer o livro por cerca de 15 anos e eu sempre recusei por dois motivos. Primeiro porque achava que ainda não estava pronto. O segundo motivo era que eu sabia o quanto de trabalho estaria envolvido na escrita de um livro porque eu não queria usar um ghostwriter, então eu ia fazer tudo sozinho. De qualquer forma, três anos atrás, fui diagnosticado com câncer de garganta, como a maioria das pessoas sabe. Mas, me curando disso e tendo pressionado o botão de restart no resto da minha vida, pensei: 'Na verdade, esse é um ótimo ponto para encerrar um livro'. Eu pensei que esse era um bom ponto final. Pensei: 'Bem, eu tenho um bom final e uma espécie de começo, meio e fim de uma história, então vamos fazer isso agora'."

Sobre se ele deixou muitas coisas fora do livro:

"Bem, você tem que deixar muita coisa fora. Quando você faz um livro, estou citando algo muito óbvio, o livro deve ser divertido. Caso contrário, as pessoas não vão comprá-lo. Se não for divertido, é apenas um exercício sobre narcisismo e sobre sentir pena de si mesmo ou do que quer que seja. O livro deve, resumidamente, contar uma história, contar às pessoas coisas que talvez não soubessem, talvez ensinar algumas coisas que ainda não soubessem e queriam saber e, espero, fazê-los rir um pouco ou fazê-los chorar também. Eu percebi que eu não tinha material para um desses livros sobre coisas depravadas e irresponsáveis. Inclusive poderia ser um pouco chato. Se você viu [This Is] Spinal Tap e você viu Se Beber Não Case, você viu tudo, certo? Eu não teria como superar aquilo. O que eu posso acrescentar de novo são histórias sobre aeronaves, sobre ser um esgrimista internacional, sobre como usar sua voz, sobre descobrir e vencer o câncer de garganta, sobre ir para zonas de guerra e, claro, muito sobre o IRON MAIDEN e como você consegue estar no IRON MAIDEN e como tudo isso funciona e como você começa a cantar. É uma mistura de todo tipo de coisas. Mas, acima de tudo, é uma celebração da vida. Se houver uma mensagem no livro, é que a vida é ótima e, por mais difícil que seja, é melhor do que a alternativa".

Sobre quando ele saiu do IRON MAIDEN nos anos 90:

"Eu escrevi uma música chamada Tears Of The Dragon, pouco antes disso. O verso que entrega tudo é 'Eu me jogo no mar, deixo a onda me lavar; encare o medo que um dia você sentiu.' Era tudo sobre sair do que era um regime bastante confortável. Trabalho duro, pessoal legal, relativamente seguro, bem gerenciado. Todas as coisas que as pessoas diriam 'Ei, esse é um emprego estável'. Essa foi a minha vida no IRON MAIDEN. Achei que não era suficiente. Sou muito jovem para me estabelecer. Li uma citação de Henry Miller, autor americano que diz: 'Todo crescimento é um salto desprotegido no escuro sem idéia de onde você vai pousar'. Pensei: 'Deus, eu acho que ele está certo'. Porque penso em todas as coisas que fiz, que não foram premeditadas, e algumas delas foram bastante estúpidas, mas não me arrependo de nenhuma delas porque o resultado delas estava no final, no final estava tudo bem. No final, se eu tivesse seguido a rota segura, não sei onde eu teria acabado".

Comente: O que leva um frontman a abandonar uma banda de sucesso no auge da carreira?




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Bruce Dickinson"Todas as matérias sobre "Iron Maiden"


Iron Maiden, o original: Harris sabia de nossa existênciaIron Maiden, o original
"Harris sabia de nossa existência"

Free: a paixão de Dave Murray por Paul KossoffFree
A paixão de Dave Murray por Paul Kossoff


Kiss: Perguntas, respostas e curiosidades diversasKiss
Perguntas, respostas e curiosidades diversas

Excessos: como os rockstars gastam os seus milhõesExcessos
Como os rockstars gastam os seus milhões


Sobre João Paulo Andrade

Sempre quis viver de Rock e/ou Heavy Metal. Tentou tocar baixo mas era tremendamente incompetente no instrumento. Em 1996 criou o site Whiplash.Net e hoje vive do seu sonho. :-)

Mais matérias de João Paulo Andrade no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor