Opera Queen: do Norte para o mundo, a genuína ópera do heavy metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Leonardo M. Brauna, Fonte: Brauna Music Press, Press-Release
Enviar correções  |  Ver Acessos

Press-release - Clique para divulgar gratuitamente sua banda ou projeto.

Em Belém do Pará, os músicos Roberto Yamato (guitarrista) e Luciana Cascardo (vocalista) se uniram em 2016 para iniciarem um trabalho cheio de personalidade e versatilidade. Especialista em diversas áreas musicais a dupla resolveu homogeneizar predicados do heavy metal, música clássica e ópera criando um universo rico em sonoridade e estética.

Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1982Edu Falaschi: os dez vocalistas brasileiros preferidos dele

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Opera Queen, como ficou chamado o grupo, foi intitulado por Roberto em referência a ala feminina da banda que, além de Luciana, hoje conta com com Amanda Alencar (violoncelista). Outra inspiração para a nomenclatura veio do Queen de Brian May, do qual os fundadores são fãs. A banda se completa com Leonardo Giller (vocalista), Luciano Giuseppe (baixista), Alison Jean (baterista) e Elísio Nazareno (tecladista).

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Após uma apresentação em um estúdio de Belém, a banda ganhou notoriedade e acumulou fãs locais. No início, a Opera Queen incluía em seu set list músicas de nomes como Nightwish, Epica, Xandria e Evanescense, mas no decorrer da carreira também abriu espaço para performances como o "Fantasma da Ópera" e "Nessun Dorma" da ópera Turandot. Esse tipo de peça atribuiu ao grupo certo diferencial rendendo-lhe mais seguidores e alcançando uma posição de destaque no cenário rockeiro. Ainda em 2016 a banda já era considerada uma das maiores representantes do estado do Pará em matéria de heavy metal, chegando até se apresentar em um evento produzido pela TV Liberal, filiada à Rede Globo.

Já com boa bagagem de público e recebendo convites para tocar fora da cena underground, como no lançamento do Amazônia Fashion Week, maior evento de moda da região Norte, a Opera Queen lança o single "Phantasmagoric Symphony" em 2017. A música que contou com participação de músicos da Orquestra do Teatro da Paz, instituto Carlos Gomes e Orquestra de Violoncelistas da Amazônia, foi inspirada na obra de Johann Sebastian Bach "Tocata e Fuga", e produzida por Kleber Chaar no Fábrika Studio, em Belém. Foi criado também um videoclipe para a música com produção de Eduardo Lobo e co-produção e edição de Alessandro Santos. Completaram a equipe os operadores Raoni Arraes e André Ferreira.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

No dia 30 de junho de 2018, a Opera Queen fará seu segundo show no Teatro Estação Gasômetro, em Belém. Apoiado pela secretaria de cultura da cidade, essa apresentação será gravada em vídeo para um possível lançamento em DVD, que ampliará a promoção do primeiro álbum "Phantasmagoric Symphony". O CD contará com dez faixas de músicas próprias e interpretações de clássicos imortais do patrimônio musical mundial.

Confira o videoclipe de "Phantasmagoric Symphony"

Contato:
www.facebook.com/OperaQueen




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Opera Queen"


Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1982Heavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados em 1982

Edu Falaschi: os dez vocalistas brasileiros preferidos deleEdu Falaschi
Os dez vocalistas brasileiros preferidos dele


Sobre Leonardo M. Brauna

Leonardo M. Brauna é cearense de Maracanaú e desde adolescente vive a cultura do Rock/Metal. Além do Whiplash, o redator escreve para a revista Roadie Crew e é assessor de imprensa da Roadie Metal. A sua dedicação se define na busca constante por boas novidades e tesouros ainda obscuros.

Mais matérias de Leonardo M. Brauna no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336