Matérias Mais Lidas

Kiko Loureiro: a música que ele mais sofreu para aprender a tocar na guitarraKiko Loureiro
A música que ele mais sofreu para aprender a tocar na guitarra

Krisiun: Vocal do Satyricon é um cuzão, racista, me seguraram pra não bater neleKrisiun
"Vocal do Satyricon é um cuzão, racista, me seguraram pra não bater nele"

Helloween: Weikath fez as pazes com Andre Matos, que os achava escrotos e arrogantesHelloween
Weikath fez as pazes com Andre Matos, que os achava "escrotos e arrogantes"

Guns N' Roses: em 1988, as críticas de Axl Rose a bandas como Kiss e Iron MaidenGuns N' Roses
Em 1988, as críticas de Axl Rose a bandas como Kiss e Iron Maiden

Jon Bon Jovi: filho do cantor estaria namorando atriz que faz Eleven em Stranger ThingsJon Bon Jovi
Filho do cantor estaria namorando atriz que faz Eleven em Stranger Things

Judas Priest: por que eles não fizeram o mesmo sucesso que o Iron Maiden, segundo K.K.Judas Priest
Por que eles não fizeram o mesmo sucesso que o Iron Maiden, segundo K.K.

Deep Purple: a reação impagável de Joe Satriani ao ser chamado para tocar com elesDeep Purple
A reação impagável de Joe Satriani ao ser chamado para tocar com eles

AC/DC: Axl Rose atrasava para os shows com a banda? Chris Slade respondeAC/DC
Axl Rose atrasava para os shows com a banda? Chris Slade responde

Kiss: sem dinheiro, nada feito; por que Peter Criss não se envolveu no documentário?Kiss
Sem dinheiro, nada feito; por que Peter Criss não se envolveu no documentário?

Rock in Rio: Os cachês e exigências dos artistas na edição de 1991Rock in Rio
Os cachês e exigências dos artistas na edição de 1991

Jeff Beck: a inveja de Eric Clapton e o talento de Jimi HendrixJeff Beck
A inveja de Eric Clapton e o talento de Jimi Hendrix

Sepultura: por que voltas de Max e Iggor não fariam sentido hoje, segundo EloySepultura
Por que voltas de Max e Iggor não fariam sentido hoje, segundo Eloy

Skid Row: Bach critica o relançamento de Slave to The Grind em vinil..Skid Row
Bach critica o relançamento de "Slave to The Grind" em vinil..

Sepultura: garotada com vocalista de 9 anos grava Roots Bloody RootsSepultura
Garotada com vocalista de 9 anos grava "Roots Bloody Roots"

1994: 15 grandes trabalhos lançados por bandas de rock e metal no ano do tetra1994
15 grandes trabalhos lançados por bandas de rock e metal no "ano do tetra"


Roça N Roll
Stamp
Pentral

Dire Straits: Que tal investir grana na banda?

Por Durr Campos
Fonte: The Guardian
Em 22/09/18

Você não leu errado, os britânicos lançaram uma modalidade financeira permitindo que pessoas físicas, investidores de alto risco e outros comprem ações referentes a direitos autorais.

Não se trata de algo inédito, pois David Bowie já havia feito o mesmo em 1997, dando aos fãs a chance de investir no seu multimilionário e vasto catálogo de canções.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Quem investir irá receber uma parte de tudo o que for comprado fisicamente, baixado legalmente - incluindo serviços de streaming tipo Spotify - ou tocado em rádios.

O empreendimento, oriundo da Royalty Exchange, uma empresa americana especializada em comprar e vender 'royalties', confirma o que Bowie e outros perceberam há algum tempo: clássicos não são apenas a trilha sonora da vida das pessoas - elas também são "ativos" potencialmente lucrativos, os quais podem ser empacotados e vendidos a investidores ricos - por mais que essa ideia possa horrorizar alguns apreciadores da boa música.

Ironias para o canto, o portfólio inclui o maior sucesso do Dire Straits, 'Money for Nothing', tema que abordou astros do rock ganhando rios de dinheiro aparentemente fazendo pouco mais do que tocar guitarra ou batucar tambores. Relembre o vídeo abaixo.

Apenas aqueles com bolsos, digamos, mais profundos, podem participar da brincadeira, no entanto. Para serem aceitos no esquema, os investidores devem ter mais de 1 milhão de dólares de ativos investíveis além de seus países ou uma renda anual acima de 200 mil dólares, ou ainda uma receita conjunta que supere U$ 300 mil.

O apogeu do Dire Straits deu-se durante a década de 1980, creio que disto ninguém discorde. Pois bem, Mark Knopfler e sua banda resolveram encerrar atividades no já distante ano de 1995, mas, segundo a própria Royalty Exchange, os lucros de seu catálogo "não estão apenas crescendo, mas superando o da indústria musical. Grande parte disso deve-se ao boom de streaming de música, responsável por introduzir o patrimônio do rock às novas gerações e levar muitos admiradores mais antigos a revisitar as bandas de sua juventude."

A empresa comentou que a fatia do catálogo do Dire Straits disponível para venda "rendeu cerca de 296 mil dólares nos últimos 12 meses, mas ganhou por direitos autorais desde 1978, ano de seu debut. Ainda acrescentou que, enquanto a indústria da música cresceu 14% de 2015 para 2017, o lucro do catálogo Straits progrediu 60% nesse mesmo período."

A oferta de investimento surgiu porque o ex-empresário do grupo, Ed Bicknell, está vendendo sua parte dos royalties de gravação gerados pelo catálogo completo da banda, juntamente com lançamentos solo dos membros da banda Mark Knopfler e John Illsley. Isso inclui todos os seis álbuns de estúdio, incluindo "Brothers in Arms" [1985], o oitavo disco mais vendido de todos os tempos no Reino Unido, além de sucessos como 'Sultans of Swing' e 'Walk of Life', videoclipes, registros ao vivo e quaisquer futuras compilações.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Para ler a matéria completa, em inglês, acesse este link.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Arte Musical
Monolito 2
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Dire Straits: Luiz Caldas faz ótima versão acústica para Sultans of Swing e viralizaDire Straits
Luiz Caldas faz ótima versão acústica para "Sultans of Swing" e viraliza

Dire Straits: Mark Knopfler revela pra Brian Johnson quem são os Sultões do SwingDire Straits
Mark Knopfler revela pra Brian Johnson quem são os "Sultões do Swing"


Dire Straits: uma versão pesada de Money for Nothing por Leo MoracchioliDire Straits
Uma versão pesada de "Money for Nothing" por Leo Moracchioli

Dire Straits: Luiz Caldas faz ótima versão acústica para Sultans of Swing e viralizaDire Straits
Luiz Caldas faz ótima versão acústica para "Sultans of Swing" e viraliza

Dire Straits: Mark Knopfler revela pra Brian Johnson quem são os Sultões do SwingDire Straits
Mark Knopfler revela pra Brian Johnson quem são os "Sultões do Swing"


Slipknot: como são os membros da banda sem as máscaras?Slipknot
Como são os membros da banda sem as máscaras?

Steven Tyler: primeira vez aos 7 anos, com duas gêmeasSteven Tyler
Primeira vez aos 7 anos, com duas gêmeas


Sobre Durr Campos

Graduado em Jornalismo, o autor já atuou em diversos segmentos de sua área, mas a paixão pela música que tanto ama sempre falou mais alto e lá foi ele se aventurar pela Europa, onde reside atualmente e possui família. Lendo seus diversos artigos, reviews e traduções publicados aqui no site, pode-se ter uma ideia do leque de estilos que fazem sua cabeça. Como costuma dizer, não vê problema algum em colocar para tocar Napalm Death, seguido de algo do New Order ou Depeche Mode, daí viajar com Deep Purple, bailar com Journey, dar um tapa na Bay Area e finalizar o dia com alguma coisa do ABBA ou Impetigo.

Mais matérias de Durr Campos.