Dream Theater: Petrucci entendeu recepção dividida a The Astonishing

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Igor Miranda, Fonte: Eddie Trunk / Blabbermouth
Enviar correções  |  Ver Acessos

O guitarrista John Petrucci disse, em entrevista ao jornalista Eddie Trunk transcrita pelo Blabbermouth, que o álbum anterior do Dream Theater, "The Astonishing", teve uma recepção dividida entre os fãs. O músico destacou que alguns admiradores da banda criticaram a proposta do álbum - que é duplo, conceitual e tem mais de duas horas de play - é "exagerado" e muito "autoindulgente".

Em 04/10/1994: Dream Theater lançava o ótimo álbum AwakeLuís Mariutti para Nando Moura: "Estádio não se lota com views ou likes"

"A recepção foi muito dividida. Sinceramente, eu esperava isso. Todo o projeto nos tomou três anos. Só o show ao vivo demorou um ano em produção. Foi corajoso de nossa parte tocá-lo na íntegra. Era muito tempo de música - duas horas e 10 ou 15 minutos - com uma orquestra completa e um coral. Foi baseado em uma história que escrevi. Um romance foi feito baseado nisso, assim como um videogame. Era tudo tão imerso à história que, sem dúvidas, algumas pessoas que não estivessem ligadas ficariam alienadas a isso", afirmou.

Petrucci destacou, ainda, que alguns fãs acharam todo o conceito por trás de "The Astonishing" a "coisa mais legal", enquanto outros não mergulharam na proposta e pediram pelo "Dream Theater" normal. "Eu entendo. Porém, criativamente, foi a coisa mais intensa e satisfatória que eu já fiz, assim como alguém que gosta de escrever, contar histórias e tocar música", disse.

O músico defendeu "The Astonishing", mas disse que mudaria um ponto no processo. "Eu teria lançado o romance primeiro, deixar as pessoas lerem o livro e entrarem na história para, só depois, fazer a turnê. O show era intenso e incrível, com muita produção e tudo o mais. Daí, tínhamos o CD na loja. Muitas pessoas disseram que o show era incrível, mas ouvir mais de duas horas de música, investir esse tempo todo, sem que o show tenha o contexto... é o que eu teria feito diferente", afirmou.

O próximo álbum do Dream Theater, "Distance Over Time", sucede "The Astonishing" com uma proposta mais direta. O álbum será lançado nesta sexta-feira (22), inclusive no Brasil, por meio da Hellion Records.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Dream Theater"


Em 04/10/1994: Dream Theater lançava o ótimo álbum AwakeDream Theater: James LaBrie espera lançar álbum solo em 2020Em 23/09/1997: Dream Theater lançava o álbum Falling Into Infinity

11 de Setembro: as tristes coincidências envolvendo Slayer e Dream Theater11 de Setembro
As tristes coincidências envolvendo Slayer e Dream Theater

Em 11/09/2001: Dream Theater lançava Live Scenes From New YorkLars Ulrich: e se ele tocasse em uma banda country?Dream Theater: em 1994, o Dream Theater cravava seu nome na cena

Solos de guitarra estendidos: os melhores feitos em shows ao vivoSolos de guitarra estendidos
Os melhores feitos em shows ao vivo

Dream Theater: banda lança vídeo animado de Barstool Warrior; assistaDream Theater
Banda lança vídeo animado de "Barstool Warrior"; assista

Dream Theater: com quem John Petrucci gostaria de ter aulas de guitarra?Dream Theater
Com quem John Petrucci gostaria de ter aulas de guitarra?

Metal Progressivo: os 25 melhores álbuns de todos os temposMetal Progressivo
Os 25 melhores álbuns de todos os tempos

Tatuagens: homenagens ao Dream Theater na pele dos fãsTatuagens
Homenagens ao Dream Theater na pele dos fãs


Luís Mariutti para Nando Moura: Estádio não se lota com views ou likesLuís Mariutti para Nando Moura
"Estádio não se lota com views ou likes"

Contra Costa Times: Os 25 melhores guitarristas da Bay AreaContra Costa Times
Os 25 melhores guitarristas da Bay Area

Bateristas: os dez músicos mais loucos de todos os temposBateristas
Os dez músicos mais loucos de todos os tempos

Axl Rose: como ele pegava todas as garotas que Slash conquistavaAxl Rose
Como ele pegava todas as garotas que Slash conquistava

Dinho Ouro Preto: É assustador ver todo o rock ficar de direitaDinho Ouro Preto
"É assustador ver todo o rock ficar de direita"

Megadeth: a diferença entre os investimentos das gravadorasMegadeth
A diferença entre os investimentos das gravadoras

Megadeth: As histórias por trás de algumas músicas de DystopiaMegadeth
As histórias por trás de algumas músicas de Dystopia


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e apaixonado por rock há mais de uma década. Começou a escrever sobre música em 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Atualmente, é redator-chefe da área editorial do site Cifras e mantém um site próprio (www.IgorMiranda.com.br). Também co-fundou o site Van do Halen, para o qual trabalhou até 2013.

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336