White Stripes: como "Seven Nation Army" se tornou um hino nos estádios

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ricardo Seelig, Fonte: Collectors Room
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade

Quem assistiu aos jogos da Copa do Mundo da Rússia, em 2018, percebeu algo curioso. Em todas as pertidas, as seleções entravam em campo ao som de "Seven Nation Army", maior clássico do The White Stripes. Mas por que isso aconteceu e quando começou a associação da música com o futebol?

Tragédia e dor: O Blues, o Rock e o Diabo"Cê tá de brincadeira, né?": quando grandes nomes vacilam

A composição, de autoria do vocalista e guitarrista Jack White, é a faixa de abertura do quarto álbum do White Stripes, "Elephant", lançado em 1 de abril de 2003. Considerado uma das grandes canções do rock dos anos 2000, a música é construída em cima de um riff simples de guitarra. "Seven Nation Army" é a mais conhecida e icônica canção do duo formado por Jack e Meg White e foi lançada como single principal de "Elephant", alcançando a primeira posição na parada indie inglesa e liderando os charts no Canadá, além de ter conseguido uma ótima performance nas paradas de diversos países europeus.

A origem de toda essa associação com o futebol e o clássico do The White Stripes está na Bélgica. Em 2003, os torcedores do Club Brugge começaram a cantar o riff em seu estádio, levando o costume para os jogos fora de casa cada vez que o seu time fazia um gol. Em 2006, a Roma começou a tocar "Seven Nation Army" dentro do seu estádio, e foi aí que se deu a ligação da canção com a seleção italiana campeã na Copa do Mundo da Alemanha, transformando "Seven Nation Army" em uma espécie de hino não-oficial da conquista da Copa do Mundo da Alemanha pela Itália naquele ano. Os torcedores italianos adotaram a composição de White e cantavam o riff nos estádios e nas ruas, dando os primeiros passos para eternizar o "po po-po-po po po-po" nos estádios. Já em 2008, na Eurocopa realizada na Áustria e Suíça, "Seven Nation Army" passou a ser tocada pela organização da competição na hora que as seleções entravam em campo. Isso se repetiu na Euro 2012, na Euro sub-21 em 2013 e na Euro 2016, onde inclusive a música era tocada sempre que um gol era marcado.

Atualmente, além da Copa do Mundo da Rússia, "Seven Nation Army" está presente em diversos estádios europeus e é um hino para as mais variadas torcidas. Times como Atlético de Madrid, Bayern de Munique, Real Madrid e a maioria da equipes do campeonato inglês usam a música como incentivo em seus estádios e como trilha para comemorar gols e momentos marcantes, contagiando suas torcidas.

"Seven Nation Army" extrapolou o futebol e é também muito popular em vários esportes norte-americanos, principalmente nas ligas universitárias de basquete, beisebol, hóckei e futebol americano. O Baltimore Ravens, da NFL, a usa desde 2011 como sua canção característica. O Miami Heat, da NBA, também possui uma ligação muito forte com a faixa, que tem o seu riff cantado pelos fãs em momentos marcantes dos jogos, como aconteceu na final de 2013 contra o San Antonio Spurs. O Los Angeles Dodgers, da MLB, também tem a cria de Jack White como uma de suas trilhas sonoras. A lista de eventos esportivos que utilizam "Seven Nation Army" como trilha é enorme e inclui desde a Fórmula 1 até o WrestleMania.

Um golaço de placa de Jack White, não é mesmo?




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "White Stripes"Todas as matérias sobre "Jack White"


Álbuns: os discos de vinil mais vendidos nos EUA em 2014Álbuns
Os discos de vinil mais vendidos nos EUA em 2014

Jess Greenberg: mais vídeos de covers em voz e violãoJess Greenberg
Mais vídeos de covers em voz e violão


Tragédia e dor: O Blues, o Rock e o DiaboTragédia e dor
O Blues, o Rock e o Diabo

Cê tá de brincadeira, né?: quando grandes nomes vacilam"Cê tá de brincadeira, né?"
Quando grandes nomes vacilam


Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.

Mais matérias de Ricardo Seelig no Whiplash.Net.

adGooILQ