Led Zeppelin: diretor de "Coringa" compara filme à música "Stairway To Heaven"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Igor Miranda, Fonte: Comicbook
Enviar correções  |  Ver Acessos

O novo filme "Coringa", que conta a origem do icônico vilão da DC Comics, será como "Stairway To Heaven", música histórica do Led Zeppelin. Ao menos, é o que diz o diretor Todd Phillips, em entrevista ao site Comicbook.

Led Zeppelin: Robert Plant diz que não pode se relacionar com "Stairway to Heaven"Momentos bizarros: histórias de Ozzy, Stones, Who e outros

O longa, que estreia na próxima quinta-feira (3), foi descrito por Phillips como "uma grande música de rock and roll, como 'Stairway To Heaven' ou algo do tipo". "Esse tipo de construção lenta... o filme é lento e se desenvolve a algo. A mesma forma como as grandes músicas antigas de rock - todas da mesma época, aliás - eram construídas", afirmou.

O cineasta disse que usou essa construção mais lenta de forma intencional em seu filme. "Sim, foi de propósito. Você sabe que o filme é intencionalmente perturbador e esse deve ser o ritmo - algo que é muito importante e sempre construído com intenção", declarou.

Assim como algumas grandes bandas de rock em seus primórdios, "Coringa" também tem causado polêmica. Embora esteja sendo elogiado pela crítica especializada, o filme tem sido acusado de promover o comportamento incel ("involuntary celibates", ou "celibatas involuntários"), uma subcultura definida como "incapaz de encontrar parceiro romântico/sexual, apesar de desejar", composta de forma majoritária por homens heterossexuais que, por vezes, propagam discursos de ódio contra mulheres e misoginia nas redes sociais.

Além disso, o tom violento do filme e a suposta glorificação a um vilão fez com que familiares de vítimas do tiroteio de um cinema de Aurora, no Colorado (Estados Unidos), ocorrido em 2012, enviassem uma carta à produtora Warner Bros para pedir que o longa não fosse exibido por lá. Veículos de imprensa americanos têm publicado que as autoridades de segurança estão em alerta para coibir outros eventos trágicos em salas que exibirem o longa pelo país.

A situação fez com que a Warner divulgasse uma nota dizendo que "Coringa" não apoia a violência. "A Warner Bros. acredita que uma das funções da narrativa é provocar conversas difíceis sobre questões complexas. Não se engane: nem o personagem fictício Coringa, nem o filme formam um apoio a qualquer tipo de violência no mundo real. Não é a intenção do filme, dos cineastas ou do estúdio manter esse personagem como um herói", afirma.

Veja, abaixo, um teaser de "Coringa" e a sinopse.

"Para sempre sozinho no meio da multidão, Arthur Fleck busca conexão. No entanto, enquanto caminha pelas ruas de Gotham City e percorre os trilhos grafitados do transporte público de uma cidade hostil repleta de divisão e insatisfação, Arthur usa duas máscaras. Seu dia de trabalho como palhaço, e uma outra que ele nunca pode remover; é o disfarce que ele projeta em uma tentativa fútil de sentir que faz parte do mundo ao seu redor, e não o homem incompreendido que a vida está repetidamente derrotando. Sem pai e com uma mãe frágil, indiscutivelmente sua melhor amiga, que o apelidou de Happy, um apelido que dá a Arthur um sorriso que esconde a dor do seu coração. Mas quando é intimidado por adolescentes nas ruas, insultado no metrô ou simplesmente provocado por palhaços colegas de trabalho, esse desvio social só fica ainda mais fora de sincronia com todos ao seu redor.

Dirigido, co-escrito e produzido por Todd Phillips, Coringa é a visão original do cineasta para o infame vilão da DC, uma história de origem repleta de, ainda que um pouco distante, referências à mitologia mais tradicional do personagem. A exploração de Arthur Fleck por Phillips, que é indelevelmente interpretado por Joaquin Phoenix, é um homem que luta para encontrar seu caminho na sociedade fracassada de Gotham. Desejando que qualquer luz brilhe sobre ele, ele tenta trabalhar com stand-up comedy, mas descobre que a piada sempre parece estar nele. Preso em uma existência cíclica entre apatia e crueldade e, em última análise, traição, Arthur toma uma decisão ruim após outra que provoca uma reação em cadeia de eventos crescentes neste estudo corajoso e alegórico de personagem."




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Led Zeppelin"


Led Zeppelin: Robert Plant diz que não pode se relacionar com Stairway to HeavenLed Zeppelin
Robert Plant diz que não pode se relacionar com "Stairway to Heaven"

Led Zeppelin: Paul Stanley diz que nunca viu nada que fosse tão perfeitoLed Zeppelin
Paul Stanley diz que nunca viu nada que fosse tão perfeito

Led Zeppelin: décadas depois, o que Robert Plant pensa sobre o álbum IVLed Zeppelin
Décadas depois, o que Robert Plant pensa sobre o álbum IV

Led Zeppelin: ouça Nirvana e mais artistas que registraram suas cançõesGrandes covers: cinco versões para "Black Dog", do Led Zeppelin

Cinema: 5 filmes clássicos do Rock e seus títulos em versão brasileiraCinema
5 filmes clássicos do Rock e seus títulos em "versão brasileira"

Steve Albini: "eu não curtia Led Zeppelin quando era adolescente"

Rush: A busca por um timbre é o objetivo de todo guitarristaRush
"A busca por um timbre é o objetivo de todo guitarrista"

Led Zeppelin: Page comenta quando tocou com pedal que poderia ligar e desligar com o péLed Zeppelin
Page comenta quando tocou com pedal que poderia ligar e desligar com o pé

Grandes covers: cinco versões para a inesquecível Stairway To HeavenGrandes covers
Cinco versões para a inesquecível "Stairway To Heaven"

Em 25/09/1980: morria o inesquecível e genial John BonhamEm 25/09/1980
Morria o inesquecível e genial John Bonham

Led Zeppelin: acusação de plágio contra Stairway To Heaven volta ao tribunalLed Zeppelin
Acusação de plágio contra "Stairway To Heaven" volta ao tribunal

Led Zeppelin: por que Robert Plant não gosta de cantar Stairway to Heaven?Led Zeppelin
Por que Robert Plant não gosta de cantar "Stairway to Heaven"?

Jimmy Page: Por que o Led Zeppelin foi a melhor banda do mundo?Jimmy Page
Por que o Led Zeppelin foi a melhor banda do mundo?

Lez Zeppelin: ouça "Immigrant Song" do EP de banda feminina de tributo ao Led

Led Zeppelin: plágios, homenagens ou mera coincidência?Led Zeppelin
Plágios, homenagens ou mera coincidência?

Led Zeppelin: biografia revela profissões de PlantLed Zeppelin
Biografia revela profissões de Plant

Greta Van Fleet: a banda é uma cópia mal feita do Led Zeppelin? (vídeo)Greta Van Fleet
A banda é uma cópia mal feita do Led Zeppelin? (vídeo)


Momentos bizarros: histórias de Ozzy, Stones, Who e outrosMomentos bizarros
Histórias de Ozzy, Stones, Who e outros

Como batizar a criança: os nomes de bandas mais estúpidosComo batizar a criança
Os nomes de bandas mais estúpidos

Deuses do Rock: o tempo passa para (quase) todos elesDeuses do Rock
O tempo passa para (quase) todos eles

Bonnie Rotten: estrela pornô fala do amor ao MetalBonnie Rotten
Estrela pornô fala do amor ao Metal

Kiss: Perguntas, respostas e curiosidades diversasKiss
Perguntas, respostas e curiosidades diversas

Thor versus Cronos: foto-novela hilária de 1984Thor versus Cronos
Foto-novela hilária de 1984

Metallica: as 10 melhores versões covers de Enter SandmanMetallica
As 10 melhores versões covers de "Enter Sandman"


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e apaixonado por rock há mais de uma década. Começou a escrever sobre música em 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Atualmente, é redator-chefe da área editorial do site Cifras e mantém um site próprio (www.IgorMiranda.com.br). Também co-fundou o site Van do Halen, para o qual trabalhou até 2013.

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336