Babymetal: Gary Holt ataca metaleiros puristas que ofendem a banda

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Bruce William
Enviar Correções  

Durante uma sessão de perguntas e respostas no instagram da Marshall Amplification, perguntaram a Gary Holt o que ele pensa sobre a Babymetal: "Por que não? As pessoas querem falar merda? Elas estão na estrada e tem mais energia do que muitas bandas de Metal que não gostam delas. E se isto serve pra transformar um monte de garotada em metalhead melhor ainda, certo?"

FaceApp: veja músicos e capas de discos com gênero trocado pelo aplicativo

Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1983

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Formado em 2010, o Babymetal é um projeto paralelo do grupo pop idol japonês Sakura Gakuin, que apresenta uma mescla de J-pop feito por jovens em idade escolar e heavy metal. As duas integrantes originais - Suzuka Nakamoto ("Su-Metal") e Moa Kikuchi ("Moametal") confessam que nunca escutaram metal antes de juntar ao grupo, e este é um dos motivos que faz com que bangers relutem em apoiar o Babymetal, que além das garotas traz também músicos pintados em corpse-paint.

Não é a primeira vez que a banda japonesa é defendida por músicos respeitados dentro do metal: em 2014, Jeff Walker e Bill Steer do Carcass não apenas saíram em fotos com as meninas como falaram sobre a banda durante a participação no festival Sonisphere: "Meu ponto alto foi tirar uma foto com o Babymetal. Estou começando a entender a ideia do que a Babymetal faz. Sabe, é divertido, na verdade é como o Ghost, pra ser honesto. Algumas pessoas se tornam muito reacionárias em relação a bandas como o Ghost ou Babymetal. Elas colocam um sorriso a cara das pessoas. A música é isso, não é? Divertir-se e não ser tão sério", disse Jeff, e em seguida Bill completou: "Claro que não vamos imitar isso, mas a diversão, o lado do entretenimento [na música], isso é importante".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Outro que também elogiu a banda foi Shane Embury, do Napalm Death: "Tem pessoas que vão aos nossos shows com filhos de oito ou nove anos e Babymetal é obviamente muito mais acessível do que o que nós fazemos. Eu não acho isso uma coisa ruim. Eu tenho uma filha de oito meses e se ela começar a dançar com Babymetal ou algo equivalente, eu vou gostar. Se você observar o Slipknot, eles levaram a guitarra pesada a uma audiência enorme. Você pode olhar para um fã de Slipknot e para um fã de Napalm Death, algumas vezes há coisas em comum entre eles, algumas vezes não. De qualquer forma, as pessoas estão se acostumando com a guitarra pesada e a bateria, tornando mais fácil conhecer outras bandas mais tarde. Da mesma forma, Babymetal vai passar pelos jovens os acostumando com o som pesado."

Em 2017, quem foi criticado por não apenas gostar mas também subir ao palco com elas foi ninguém menos que Rob Halford, do Judas Priest. Na época ele disse: "Foi fantástico (subir ao palco com elas). Mas muitas pessoas passaram a me odiar após aquilo o que é... bem, tanto faz. Minha filosofia de vida é 'faça tudo que você queira e não deixe ninguém tentar te impedir'. Pois a vida deve ser vivida pra si mesmo... isto pode ser um território perigoso no mundo da música, pois nossos fãs, que eu amo com todo meu coração, são como uma família. E quando se vive numa família sempre tem alguém opinando 'O que é isto que você está vestindo?', este tip de coisa. 'O que ele está fazendo com a Babymetal?' Eu apenas decidi subir ao palco por que elas me convidaram, e eu achei muito legal, e foi isso. Fim da história. Daí você vai ver online há coisa de 500 pessoas mandando você se fuder".

Veja também:

Babymetal: o que Slash, Ian Hill, Holt, Corey acham da banda?Babymetal
O que Slash, Ian Hill, Holt, Corey acham da banda?

Fonte: Blabbermouth
https://www.blabbermouth.net/news/exoduss-gary-holt-defends-...




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


FaceApp: veja músicos e capas de discos com gênero trocado pelo aplicativoFaceApp
Veja músicos e capas de discos com gênero trocado pelo aplicativo

Slayer: ex-guitarrista do In Flames homenageia Jeff Hanneman com tatuagemSlayer
Ex-guitarrista do In Flames homenageia Jeff Hanneman com tatuagem

Slayer: divulgada capa e tracklist do tributo só com bandas brasileirasSlayer
Divulgada capa e tracklist do tributo só com bandas brasileiras

Thrash metal: os 40 melhores discos de estreia segundo o LoudwireThrash metal
Os 40 melhores discos de estreia segundo o Loudwire

Slayer: Pelo que sei, foi o show final, diz Gary HoltSlayer
"Pelo que sei, foi o show final", diz Gary Holt

Lista: álbuns de metal extremo sem uma única música fracaLista
álbuns de metal extremo sem uma única música fraca

Slayer: Esposa de Tom Araya em polêmica envolvendo posts racistasSlayer
Esposa de Tom Araya em polêmica envolvendo posts racistas

Lista: os piores álbuns de 10 bandas brilhantesLista
Os piores álbuns de 10 bandas brilhantes

Lista: os 40 melhores álbuns de metal lançados em 1990 segundo o LoudwireLista
Os 40 melhores álbuns de metal lançados em 1990 segundo o Loudwire

Capas de discos: Iron Maiden, Slayer, Metallica e outros em versão SimpsonsCapas de discos
Iron Maiden, Slayer, Metallica e outros em versão Simpsons


Q: Revista elege vinte discos mais barulhentosQ
Revista elege "vinte discos mais barulhentos"

O Matador!: Don Dave Lombardo surra as peles em PainkillerO Matador!
"Don" Dave Lombardo surra as peles em "Painkiller"


Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1983Heavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados em 1983

G.G. Allin: o extremo dos extremosG.G. Allin
O extremo dos extremos


Sobre Bruce William

Bruce William pensava em ser um motoqueiro rebelde mas descobriu que é um Wieder Blutbad nerd apaixonado por uma Fuchsbau. Avy jorrāelan, CatW!

Mais matérias de Bruce William no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280