Avenged Sevenfold: Mike Portnoy revela o que trouxe de diferente em Nightmare

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Igor Miranda
Enviar Correções  

O baterista Mike Portnoy relembrou de sua passagem pelo Avenged Sevenfold em um vídeo no seu canal de YouTube. O músico gravou o álbum "Nightmare" (2010) com a banda e fez a turnê de divulgação, ocupando a vaga de James "The Rev" Sullivan, falecido em 2009.

WatchMojo: os 10 guitarristas mais subestimados de todos os tempos

Avril Lavigne: Aprenda com Rihanna como fazer um meet & greet

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Portnoy citou que sente muito orgulho de "Nightmare". "É um álbum muito emocional e me senti honrado em dar vida às linhas de bateria feitas por The Rev", disse, inicialmente, conforme transcrito pelo Ultimate Guitar.

Em seguida, o músico revelou como fez o trabalho em "Nightmare". Conforme já citado pelo próprio, as linhas de bateria já estavam compostas, mas houve espaço para acrescentar um pouco de sua pegada própria no material.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Ele já tinha feito todas as demos, tocando em um kit de bateria eletrônica. Meu trabalho foi, basicamente, dar vida a tudo que ele já havia feito nas demos. Todos os grooves, os fraseados e afins. Porém, eles me deram espaço para dar minhas pitadas próprias", afirmou.

Por fim, Portnoy citou algumas ocasiões em que trouxe ideias próprias e destacou a "mistura" de ideias. "O uso de condução na música 'Nightmare' é um bom exemplo, assim como a introdução de 'Welcome to the Family'. Então, há várias coisas minhas misturadas com o que The Rev queria ter feito. Foi um álbum importante para mim e para os caras", concluiu.

Confira o vídeo na íntegra (em inglês, sem legendas) a seguir:

Por que Mike Portnoy tocou com o Avenged Sevenfold

Sempre citado por The Rev como uma de suas grandes influências, Mike Portnoy explicou por que aceitou o convite para tocar com o Avenged Sevenfold. A decisão parecia estranha na época, já que ele havia acabado de deixar o Dream Theater.

Avenged Sevenfold: Mike Portnoy não queria sair da bandaAvenged Sevenfold
"Mike Portnoy não queria sair da banda"

"Acho que o Avenged traz um público diferente. Nem todos vão entender. A mesma coisa com o Twisted Sister. É um público diferente. Sou um fã de música e não gosto de estereotipar certas coisas. Muitos se surpreendem por eu ter gostado de Twisted Sister quando mais novo ou respeitar uma banda como Avenged Sevenfold", disse, em entrevista à Loud Magazine, em 2017.

Comente: O que você achou da curta passagem de Mike Portnoy pelo Avenged Sevenfold?




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


WatchMojo: os 10 guitarristas mais subestimados de todos os temposWatchMojo
Os 10 guitarristas mais subestimados de todos os tempos

Avril Lavigne: Aprenda com Rihanna como fazer um meet & greetAvril Lavigne
Aprenda com Rihanna como fazer um meet & greet


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

Cli336x280 CliIL Cli336x280 CliInline WhipDin