Nightwish: Elize Ryd diz que ser cotada para substituir Tarja Turunen a motivou

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Igor Miranda
Enviar Correções  

A vocalista Elize Ryd, do Amaranthe, falou sobre a possibilidade de ter entrado para o Nightwish em entrevista a Diogo Ferreira, da Metal Hammer Portugal. Ela foi cotada para a vaga deixada por Tarja Turunen, que saiu da banda em 2005, mas Anette Olzon foi a escolhida.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A reportagem aponta que a idade de Elize Ryd pode ter sido determinante para que ela não ficasse com a vaga. Na época, a cantora tinha pouco mais de 20 anos - e o trabalho de ocupar o posto deixado por Tarja demandava alguém com um pouco mais de experiência.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Durante a entrevista, Elize Ryd é bem clara ao dizer: "Se tivesse ido para Nightwish, não haveria Amaranthe. Tudo acontece por uma razão. Acredito no destino (risos)".

A cantora afirmou que a situação a deixou motivada para dar sequência em sua carreira. "Acho que me deu um empurrão e tive a confirmação de que a minha voz era boa o suficiente para entrar em uma grande banda como Nightwish. Deu-me mais confiança", comentou.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ela também celebrou a liberdade criativa que tem no Amaranthe - algo que, certamente, não teria no Nightwish, já que o tecladista Tuomas Holopainen assume a composição de todo o material. "Penso que, no fim das contas, uma vez que componho letras e melodias vocais, isso é algo que não troco por nada, porque tanto gosto do processo de composição como de cantar - se calhar, até mais, porque posso me expandir criativamente", afirmou.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Por fim, Elize reconhece que, sim, seria interessante entrar para o Nightwish, mas que é sempre importante olhar para o lado positivo das coisas. "Mas adoro Nightwish, e penso no que podia ter sido se fizesse parte da banda. As pessoas não devem ver um fracasso como um fracasso, porque pode ser o início de algo novo que se adeque mais a você. As pessoas deveriam relaxar mais (risos)", concluiu.

publicidade

Amaranthe: Elize Ryd diz que foi testada pelo Nightwish em 2006Amaranthe
Elize Ryd diz que foi testada pelo Nightwish em 2006




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Metallica: a regressão técnica de Lars UlrichMetallica
A regressão técnica de Lars Ulrich

Megadeth: Mustaine abre o jogo sobre convite a Pepeu GomesMegadeth
Mustaine abre o jogo sobre convite a Pepeu Gomes


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

Cli336 Goo336 Goo336 Cli336 WhiFin