Matérias Mais Lidas

imagemDave Mustaine perde a compostura e xinga membro da equipe do Judas Priest

imagemO mega sucesso do Led Zeppelin que era pra ser uma piada mas se tornou um hino

imagemA banda de hard rock dos anos 1970 que é a queridinha de Xande de Pilares

imagemO que Lemmy Kilmister aprendeu trabalhando como roadie de Jimi Hendrix

imagem"Master Of Puppets" entra no top 30 global do Spotify depois de "Stranger Things"

imagemMetallica em "Stranger Things" deixa fãs preocupados com a "popularização" da banda

imagemAngra: vídeos e setlist de show celebrando "Rebirth" em SP, com convidada especial

imagemLed Zeppelin ou Pink Floyd, qual dos dois vendeu mais discos de estúdio?

imagemGuitarrista original do Mercyful Fate solta os cachorros por ter ficado fora de reunião

imagemMorre Patricia Kisser, esposa do guitarrista Andreas Kisser

imagemGuns N' Roses: A crítica de Portnoy ao trabalho de Matt Sorum

imagemFilho de Trujillo fez guitarra na "Master of Puppets" que toca em Stranger Things

imagemAxl Rose teria sofrido ataque de ansiedade antes de show, diz jornal

imagemSlash explica porque o Guns N' Roses faz shows de 3 horas e meia

imagemAerosmith: Steven Tyler deixa reabilitação e morre esposa de Joey Kramer


Stamp

Van Halen: Yngwie Malmsteen explica que não era somente a técnica

Por Bruce William
Em 24/02/21

Yngwie Malmsteen falou para a Guitar World sobre o imenso impacto que o Van Halen teve em sua vida.

"Quando eu tinha 8 ou 8 anos na Suécia, ouvia o 'Made in Japan' do Deep Purple e coisas assim, era fissurado naquele tipo de guitarra", começa Yngwie. "Quando fiz 12 estava ouvindo violino clássico e já tinha uma visão clara do que queria fazer. Daí surgiu o Van Halen, não prestei muita atenção naquilo. Mas em 1978 eu tocava numa banda chamada Powerhouse, e um dia o baterista veio e trouxe um disco. Eu não tinha interesse, mas ele pôs pra rodar e eu não acreditava no que estava ouvindo. Fiquei totalmente maluco com aquilo", conta Yngwie, explicando que, diferentemente das pessoas que passam a tentar imitar algo novo quando surge, ele não é assim, mas tenta absorver aquilo de alguma forma.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Depois ele prossegue dizendo que em 1978 ninguém havia ouvido algo assim antes, e embora Eddie usasse inclusive técnicas que já existiam, ninguém até então havia feito as coisas daquele jeito. "E o que me nocauteou foi a energia e a atitude de 'foda-se, não estou nem aí' que toda a banda mostrava, era essencialmente um power trio tocando ao vivo", explica.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Daí Malmsteen elogia todos os álbuns do Van Halen, principalmente os dois primeiros - "soam como se fosse parte 1 e parte 1" - fala da incrível performance de toda a banda e cita uma música em especial do segundo álbum, "Outta Love Again", feita em um único take e que é "absurdamente boa". "Mas minha música favorita provavelmente é 'Ain't Talkin' 'Bout Love', usei durante anos como uma espécie de objetivo a atingir, eu pensava que se pudesse fazer algo que soasse tão bom assim, eu estaria fazendo uma coisa muito boa. E o riff era absolutamente ridíulo, mas ela trazia toda aquela coisa de 'cale a boca e vamos nessa' que me atraía em Eddie. O impacto daquilo em mim foi inacreditável. Em todos nós. Era muito louco".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Por fim, o guitarrista comenta: "Lembre-se também que eu morava num país socialista onde tudo era basicamente 'não pode fazer isso, não pode fazer aquilo'. Tudo era na base do 'não, não, não, não, não'. E então surge o Van Halen dizendo 'Fodam-se todos!' Amei aquilo intensamente, ainda amo tudo aquilo até hoje".

FONTE: Guitar World
https://www.guitarworld.com/features/yngwie-malmsteen-pays-tribute-to-eddie-van-halen-i-couldnt-believe-what-i-was-hearing-i-was-so-fking-blown-away

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Airbourne 2022


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Sobre Bruce William

Bruce William pensava em ser um motoqueiro rebelde mas descobriu que é um Wieder Blutbad nerd apaixonado por uma Fuchsbau. Avy jorrāelan, CatW!

Mais matérias de Bruce William.