Matérias Mais Lidas

imagemSlash explica porque o Guns N' Roses faz shows de 3 horas e meia

imagemO mega sucesso do Led Zeppelin que era pra ser uma piada mas se tornou um hino

imagemDave Mustaine perde a compostura e xinga membro da equipe do Judas Priest

imagemGuns N' Roses cancela show na Escócia por razões médicas

imagemA banda de hard rock dos anos 1970 que é a queridinha de Xande de Pilares

imagemGuitarrista original do Mercyful Fate solta os cachorros por ter ficado fora de reunião

imagem"Master Of Puppets" apareceu em comédia há 19 anos, muito antes de "Stranger Things"

imagemLed Zeppelin ou Pink Floyd, qual dos dois vendeu mais discos de estúdio?

imagemO que Lemmy Kilmister aprendeu trabalhando como roadie de Jimi Hendrix

imagem"Master Of Puppets" entra no top 30 global do Spotify depois de "Stranger Things"

imagemMetallica em "Stranger Things" deixa fãs preocupados com a "popularização" da banda

imagemDave Mustaine rasga elogios e fala sobre amizade com Ice-T, vocalista do Body Count

imagemMorre Patricia Kisser, esposa do guitarrista Andreas Kisser

imagemAngra: vídeos e setlist de show celebrando "Rebirth" em SP, com convidada especial

imagemGuns N' Roses: A crítica de Portnoy ao trabalho de Matt Sorum


Stamp

Iron Maiden: a reação de Steve Harris ao ouvir clássico de Bruce Dickinson

Por Mateus Ribeiro
Em 11/05/21

O IRON MAIDEN possui muitos clássicos em sua gigantesca discografia. Até mesmo álbuns que não são tão aclamados pelos fãs possuem grandes músicas. É o caso de "No Prayer For The Dying", oitavo trabalho de estúdio do grupo britânico, lançado em 1990, que marca a estreia do guitarrista Janick Gers.

Liny Oliveira
Liny Oliveira

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Apesar de não figurar entre os melhores trabalhos do IRON MAIDEN, "No Prayer For The Dying" apresenta uma das composições mais legais gravadas por Steve Harris e sua turma. A música em questão é "Bring Your Daughter...to The Slaughter", a penúltima faixa do disco e a única que realmente emplacou.

"Bring Your Daughter...to The Slaughter" poderia ser só mais uma entre tantas músicas de sucesso escritas pelo MAIDEN. Porém, a canção foi escrita por Bruce Dickinson no final dos anos 1980, para ser trilha do filme "A Nightmare on Elm Street 5: The Dream Child" (no Brasil, "A Hora do Pesadelo 5 – O Maior Horror de Freddie"). Tanto o filme quanto a música foram lançados em 1989.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Na época, o vocalista pensava em seguir carreira solo e Steve Harris, baixista e dono do IRON MAIDEN, aprovou a ideia, desde que isso não atrapalhasse os planos da banda, segundo matéria publicada no site da revista Kerrrang no dia 11 de maio. Aliás, esta mesma matéria traz a reação de Steve ao ouvir "Bring Your Daughter...to The Slaughter" pela primeira vez.

"Bruce tocou a música para mim e eu disse:‘ Seu bastardo, é uma música boa pra caralho! Poderíamos fazer uma versão incrível disso!’", afirmou o sorridente Steve Harris, que de fato, "tungou" a música do pobre vocalista.

O resultado, todos nós sabemos: "Bring Your Daughter...to The Slaughter" se tornou um dos maiores sucessos do IRON MAIDEN (foi o único single da banda a alcançar o primeiro lugar no Reino Unido).

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Quanto ao vocalista Bruce, ele seguiu carreira solo, lançando seu primeiro álbum, o ótimo "Tattooed Millionaire", em 1990. Porém, a "vida dupla" do cantor durou até 1993, quando ele saiu do MAIDEN para se concentrar em sua carreira solo. Aparentemente, nem ele nem a banda se deram muito bem após a separação e em 1999, Bruce voltou junto com Adrian Smith para o grupo, que se tornou um sexteto.

FONTE: Kerrang
https://www.kerrang.com/features/iron-maiden-the-story-of-fear-of-the-dark-and-bruce-dickinsons-departure-from-the-band/

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Airbourne 2022
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Chapado e pelado: quando Trivium tocou com o Maiden na Holanda e comeu bolo de maconha


Garimpeiro das Galáxias: Beldades globais e sua paixão pelo rock


Sobre Mateus Ribeiro

Fã de Ramones, In Flames e Soilwork. Ouve (quase) tudo, desde rock clássico até black metal.

Mais matérias de Mateus Ribeiro.