Matérias Mais Lidas

imagemO hit dos Engenheiros sobre Humberto não querer ser guru dos jovens igual Renato Russo

imagemBeatles: A música que Paul McCartney compôs para calar a boca de Pete Townshend

imagemRoger Waters sobre tocar Pink Floyd sem David Gilmour: "Não tenho problema algum"

imagemSons of Apollo une carisma e técnica em show no Rio com direito a piada de Mike Portnoy

imagemAs 10 músicas mais estranhas do Guns N' Roses, em lista do Ultimate Classic Rock

imagemAs obscuras músicas favoritas do Red Hot Chili Peppers de John Frusciante

imagemMaranhão Open Air anuncia line-up com 24 bandas em dois dias

imagemO hit do Engenheiros do Hawaii frequentemente confundido com confissão de aborto

imagemDream Theater: confira possível setlist dos shows da banda no Brasil

imagemAs 10 melhores músicas "lado b" da carreira solo de Dio, em lista do Metal Injection

imagemDez clássicos do thrash metal que não foram gravados pelo "Big Four" - Parte I

imagemJames Hetfield está se divorciando após 25 anos de casamento

imagemPrika Amaral esclarece por que contratou apenas mulheres europeias para a Nervosa

imagemBlaze achava que Bruce jamais voltaria para o Iron Maiden

imagemVocalista do Anvil afirma que Rob Halford e Ian Gillan são personagens


Dream Theater 2022

Gloria: a mágoa de Mi Vieira com Sepultura e Benjamin Back por situação do Rock in Rio

Por Igor Miranda
Em 17/07/21

O vocalista Mi Vieira, do Gloria, desabafou em entrevista ao podcast Falacadabra sobre as críticas que sua banda enfrentou ao apresentar-se no Palco Mundo do Rock in Rio 2011. Nas redes sociais, muitos internautas acusaram o grupo de supostamente "tirar" o espaço do Sepultura, que tocou no Palco Sunset no mesmo dia e horário que eles.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O cantor também relembrou de uma entrevista concedida pelo guitarrista Andreas Kisser e pelo baixista Paulo Jr a um programa do jornalista esportivo Benjamin Back, quando este ainda trabalhava para o Lance. Mi apontou que, na ocasião, foi criticado não só por Back, como, também pelos músicos do Sepultura.

Inicialmente, conforme transcrito pelo Whiplash.Net, Mi declarou: "Sofremos com a galera falando 'o Gloria tirou o Sepultura do Palco Mundo'. Primeiro que eu não tenho esse poder. O Rick Bonadio nunca pagou um jabá ferrado para tocarmos em algum lugar, porque o Gloria não era a receita da Arsenal Music, mas, sim, NX Zero e Fresno".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O frontman do Gloria ainda apontou que, durante esse período, ouviu "muita coisa" que o chateou. Para piorar, na época, o baterista de sua banda, Eloy Casagrande, entrou justamente para o Sepultura. "Ele ficou 8 meses no Gloria. Foi legal pra c***lho, gosto muito dele. Na época, fiquei com raiva (com a saída) - e passou muito rápido", disse.

Ainda de acordo com Mi, "depois do Rock in Rio é que foi a dor de cabeça". "Cada um da banda acabou tendo algum tipo de depressão, não por causa do Rock in Rio, mas é tanta pressão, velho", afirmou.

Fora todas as críticas enfrentadas por apresentar sua sonoridade, classificada por muitos como "emo", antes de shows de Motörhead, Slipknot e Metallica, o Gloria sentiu o baque por ser acusado de tirar o espaço do Sepultura no Palco Mundo. No entanto, a banda veterana de thrash metal tocou no Sunset porque fizeram uma performance colaborativa com o grupo percussivo Tambours do Bronx - e o espaço do Sunset era destinado a essas participações.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"A gente se ferrou muito com esse lance com o Sepultura. [...] Eu era muito fã do Sepultura. Não deixei de ser fã porque o Eloy entrou, mas porque vi o Andreas Kisser, o Paulo e uma galera falando certas coisas do Gloria que me machucaram demais. É f*da ter um ídolo, o ídolo sabe quem você é e o ídolo te criticar por ter um preconceito", afirmou.

Ele completou: "O Benja, que era do Fox Sports, destruiu o Gloria. Fiquei muito mal. Era um programa do Lance, um amigo meu trabalhava lá. Esse meu amigo chegou e falou: 'tenho que te mostrar um vídeo, você vai ficar chateado, mas é o Sepultura comentando do Gloria'. O Andreas até que se segurou um pouco, mas rolou muita coisa que me chateou. E eu era fã do Andreas Kisser. Quando fiz o 'Renascido', um dos discos mais aclamados do Gloria [...], a gente se baseou totalmente no Sepultura. Foi algo estudado, de pegar o 'Roots', 'Arise', 'Chaos A.D.' e estudar".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Minha ideia nunca foi fazer parte do metal"

Embora o Gloria tivesse agarrado a oportunidade de tocar em um dia do Rock in Rio destinado ao heavy metal, Mi Vieira apontou que sua banda não tinha a proposta de se vincular ao gênero. Para ele, uma oferta de show com a Fresno seria mais interessante do que com o Sepultura.

"Acabou rolando grandes decepções depois do Rock in Rio, que tivemos que aprender a lidar. A minha ideia nunca foi estar à frente do Sepultura. Isso nunca iria acontecer. O Sepultura é uma das maiores bandas de metal do mundo. E minha ideia nunca foi fazer parte do metal. Eu só toquei no dia do metal. Desculpa, mas não é do meu interesse fazer um show com o Sepultura. Meu interesse é fazer show com a Fresno. São meus amigos, cresci com os moleques, e é do meu movimento", afirmou.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O artista ainda comentou: "Meu sonho foi julgado por muitas pessoas e isso acabou dando uma desanimada. O Sepultura lançou um disco agora, achei do c***lho. O Derrick é um p*ta cara, o Andreas é um p*ta guitarrista, sabe vender a banda bem pra c***lho. O Eloy é um dos melhores bateristas do mundo. Já me criticaram por eu ter falado isso do Eloy, mas eu acho".

Sepultura não desmentiu

Kadu Pelegrini, vocalista do Kiara Rocks e um dos apresentadores do podcast ao qual Mi Vieira, concedia a entrevista, ressaltou que o Sepultura poderia ter se manifestado para negar que o Gloria tivesse tirado o espaço deles. A falta de atitude do grupo nesse sentido, de acordo com Kadu, deu a impressão de que "deixaram que falassem isso".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Muita gente está de fora, não tem a mínima ideia, e fala: 'o Gloria tirou o Sepultura do Palco Mundo'. Não, é coisa que o Rock in Rio decide. Não que eu esteja dizendo o que o Sepultura deve fazer, mas se o Sepultura ouve algo assim e sabe que não é verdade, cabe a eles dizer: 'não, estamos no Sunset por decisão do Rock in Rio'. Quando isso não acontece, parece que eles deixaram que falassem isso. Quando não desmentem, é isso", comentou Pelegrini.

Mi concordou e complementou: "Quem sou eu para falar o que o Benja tem que gostar? Esse cara para mim nunca existiu. Passou a existir quando o vi falar mal da minha banda. Beleza, se ele é roqueiro, ama o Iron... vive a vida dele. Isso é o que f*de o nosso rock do Brasil, pessoas com visão assim. A gente vive disso, cara".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A entrevista de Mi Vieira ao Falacadabra pode ser assistida, na íntegra, no player de vídeo a seguir.

O que disseram Sepultura e Benjamin Back

A entrevista citada por Mi Vieira foi concedida em 2011 por Andreas Kisser e Paulo Jr a um extinto quadro de Benjamin Back no veículo esportivo Lance. Hoje, o jornalista trabalha no SBT, depois de uma passagem pelo Fox Sports.

A filmagem está disponível no YouTube e traz Benja, como o jornalista popularmente é chamado, apontando que considerou injusto o Gloria ter se apresentado no Palco Mundo, enquanto o Sepultura tocou no Sunset, com uma estrutura menor.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Eu estava assistindo ao Rock in Rio. Dessa vez eu não fui, então, assisti na TV, quase tudo. Fiquei p*to demais. Com todo o respeito a algumas bandas, como Gloria, essas coisas... respeito. Não gosto, mas provavelmente tem um público. Mas eu não entendi como o Sepultura, com tantos anos na estrada, maior banda de heavy metal do Brasil, toca em um palco que passava a impressão de ser secundário, em vez de tocar naquele palco com Motörhead, Slipknot, Metallica?", perguntou Back.

Andreas Kisser, então, respondeu: "Legal você tocar nesse assunto, porque muita gente não entendeu. Mas do jeito que nos foi apresentado, se você analisar o que foi o Palco Sunset... o Gloria ainda não tem uma bagagem para estar em um palco como aquele (Sunset). Além do Sepultura, havia bandas e músicos como Milton Nascimento, Esperanza Spalding, Titãs, Ed Motta, Joss Stone, Mike Patton com orquestra... são bandas consagradas, com história, algo definido, e a intenção foi juntar bandas brasileiras com europeias e fazer algo novo, diferente. Um show único, que você não vê em lugar nenhum, só no Palco Sunset. É uma estrutura um pouco menor que a do Palco Mundo, mas sem perder importância. Muita gente foi só para ver aquele palco".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Benja, em seguida, perguntou: "Mas para a gente que vê como fã, não dá essa conotação?". Kisser declarou: "Dá, um pouco". Paulo Jr complementou: "Às vezes, foi uma falha da organização em não ter explicado. Você vê uma estrutura menor, automaticamente, você pensa que é o palco B. E não era o palco B".

Na visão de Benjamin Back, o público reagiu de formas diferentes aos shows do Sepultura e do Gloria. "Eu vi o show do Sepultura e a galera pirou... foi f*da. Quando vi o Gloria, a galera não curtiu muito, teve gente que vaiou. Dava a impressão", comentou.

O guitarrista, então, lembrou que Sepultura e Gloria acabaram por tocar no mesmo horário, devido a um atraso causado por problemas técnicos no equipamento de sua banda.

https://folha.uol.com.br/ilustrada/2011/09/980774-show-do-gloria-comeca-pontualmente-e-sepultura-atrasa-uma-hora.shtml

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"O problema foi ter os dois shows no mesmo horário. Tivemos problemas técnicos no palco, um P.A. queimou, a equipe teve que tirar leite de pedra para um excelente show. Mas a coisa não pode acontecer dessa forma. O horário precisa ser sagrado. Fazemos festivais em todos os lugares do mundo onde o horário é sagrado. [...] As duas bandas, ao mesmo tempo, independentemente do estilo, é algo muito ruim. Desrespeita o público", pontuou Kisser.

O vídeo da antiga entrevista está disponível abaixo.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Mi e ex-Fresno deixaram heavy metal para "músicos nerds"; "nunca vou tocar como o Angra"

Mi Vieira (Gloria) explica por que banda sempre "sofreu muito hate" na cena do metal

Andreas Kisser: "Eloy Casagrande talvez não seja humano"

O Suprassumo do Superestimado: os 11 mais (ou menos) nacionais

Iron Maiden: o vocal que quase substituiu Bruce Dickinson em 93


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda.