Matérias Mais Lidas

imagemLady Gaga: "o Iron Maiden mudou a minha vida!"

imagemSummer Breeze Open Air Brasil acontece em abril de 2023 em São Paulo

imagemA bizarra exigência de Ace Frehley para participar da última turnê do Kiss

imagemAlice Cooper diz que em sua equipe "todo mundo é tratado como a banda"

imagemEngenheiros do Hawaii e as tretas com Titãs, Lulu Santos, Lobão e outros

imagemMax Cavalera revela como "selou a paz" com Tom Araya, vocalista do Slayer

imagemPink Floyd: Suas 10 músicas mais subvalorizadas, segundo a What Culture

imagem"Stranger Things" traz cena com "Master of Puppets", do Metallica

imagemO álbum do The Who que Roger Daltrey achou "uma m*rda completa

imagemPink Floyd: Gilmour nega alegação de Waters sobre "A Momentary Lapse of Reason"

imagemVital, o ex-Paralamas que virou nome de música e depois foi pro Heavy Metal

imagemMax Cavalera diz quais foram os dois discos mais difíceis que já gravou

imagemO grave problema do refrão de "Eagle Fly Free", segundo Fabio Lione

imagemDavid Bowie recusou (mais de um) convite para produzir o Red Hot Chili Peppers

imagemA opinião de Arnaldo Antunes sobre a competição interna que havia nos Titãs


Airbourne 2022

Kiko Loureiro explica a regra "quem sabe faz ao vivo" do Megadeth

Por Emanuel Seagal
Em 11/02/22

Kiko Loureiro (ex-Angra), guitarrista do Megadeth, respondeu algumas perguntas dos fãs em recente vídeo no seu canal oficial no YouTube, e citou uma regra bem clara do Megadeth.

Ifusha Kalina
Ifusha Kalina

Um fã da Índia questionou o músico se nos shows o Megadeth utiliza backing tracks, as trilhas com instrumentos pré-gravados. "Ótima pergunta. Há uma regra quanto a isso. Nós não temos nenhuma backing track de instrumentos que temos no palco. Então não temos guitarras extras, violões extras, qualquer backing vocal, bateria ou percussão. Se podemos tocar, nós o fazemos ao vivo, mas temos orquestrações. Músicas como 'Trust' tem orquestrações, então usamos backing track ali. Temos intros, a música 'Dystopia', a 'The Threat is Real', elas têm intros, então temos backing track para essas intros, basicamente isso", respondeu.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ele acrescentou que o grupo, no entanto, utiliza click track (metrônomo), para poderem tocar em sincronia com vídeos e outros elementos do show, e que músicas com orquestrações, instrumentos extras ou intros precisam das backing tracks "para criar a atmosfera como no álbum."

imagemDave Mustaine critica "desonestidade" de músicos e mágicas de estúdio

Confira no player abaixo o vídeo completo de perguntas e respostas do Kiko Loureiro.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp



Câncer na língua: entenda a doença de Bruce Dickinson


Sobre Emanuel Seagal

Descobriu o metal com Iron Maiden e Black Sabbath até chegar ao metal extremo e se apaixonar pelo doom metal. Considera Empyrium e X Japan as melhores bandas do mundo, Foi um dos coordenadores do finado SkyHell Webzine, escreveu para outros veículos no Brasil e exterior, e sempre esteve envolvido com metal, seja com eventos, bandas, gravadoras ou imprensa. Escreve para o Whiplash! desde 2005 mas ainda não entendeu a birra dos leitores com as notícias do Metallica. @emanuel_seagal no Instagram.

Mais informações sobre

Mais matérias de Emanuel Seagal.