Matérias Mais Lidas

imagemTitãs: traído, o baterista destruiu o quarto; Paulo Ricardo viu na TV a traição

imagemCinco discos de heavy metal para ouvir sem pular nenhuma faixa

imagemPaulo Ricardo e a loucura em hotel nos anos 1980: "Eu já tinha perdido o pudor!"

imagemO maior álbum de todos os tempos, na opinião do saudoso Ronnie James Dio

imagemWandinha, da Netflix, resgata banda icônica do Rock em canção com letra sacana

imagemMetallica: se você achou caro o pacote do Titãs, fuja dos preços da turnê de Hetfield & Cia

imagemO curioso ritual do Fleetwood Mac antes de subir ao palco, revelado por Christine McVie

imagemCinco músicos que nunca voltarão para as bandas que os consagraram

imagemGene Simmons relembra como passagem pelo Brasil levantou o Kiss em 1983

imagemMarko Hietala anuncia retorno ao mundo da música e fãs pedem volta ao Nightwish

imagemBandas de rock que lançaram poucos discos, mas continuam fazendo muito sucesso

imagemPor que Bono é odiado por muitos mas sobrevive a tanto hate? Regis Tadeu analisa

imagemMatt Sorum: ex-baterista do Guns N' Roses conta porque não deseja voltar à banda

imagemA bonita homenagem que Angra fará a Andre Matos em novo álbum, segundo Fabio Lione

imagemIggor Cavalera diz que o metal às vezes é muito conservador


Summer Breeze
Samael Hypocrisy

Os motivos que levaram Jairo Guedz a sair do Sepultura na época do "Schizophrenia"

Por Gustavo Maiato
Postado em 28 de setembro de 2022

O guitarrista Jairo Guedz esteve presente no início do Sepultura e gravou os clássicos "Bestial Devastation" e "Morbid Visions". Mas o que teria feito o músico deixar a banda em franca ascensão?

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Em entrevista ao Avesso podcast, Jairo explicou que estava passando por problemas familiares e precisou sair antes que a banda tomasse proporções ainda maiores.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Na época em que saí do Sepultura, já tinha um relacionamento. Fui morar com uma garota de programa aos 16 anos. Ela tinha 24 anos. Meu pai não apoiou essa ideia. Ela era de uma boate de Belo Horizonte. Minha vida já estava feita, casado, com casa. Ela tinha dois filhos já. Virei um senhor e fazia rango para o Max e Iggor. Eles não fritavam nem ovo [risos]. Precisei sair da banda por motivos familiares. Pirei um pouco a cabeça e saí. Vi que estávamos construindo algo bacana. As coisas estavam melhorando. Nos shows dava para ver. O produtor local botava o Sepultura como headliner sempre. Sabia que eu ia ser uma pedra no sapato. Resolvi sair antes de lançar mais um disco", afirmou.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em seguida, Jairo explicou que foi trabalhar como gerente de imobiliária depois de sua saída e que logo em seguida entrou na banda The Mist.

"Quando saí do Sepultura, fui trampar honesto como gerente de imobiliária. Vestia social e tudo. Fiquei uns 3 anos e não aguentei. É meu único emprego na carteira de trabalho. Uma vez, li comentários gringos achando que eu tinha morrido! Eu dei uma sumida mesmo. Depois, fui para o The Mist. A banda era muito boa, gostava do primeiro disco. Tem uma atmosfera que juntava o thrash com o dark ou gótico, tipo The Sisters of Mercy. Não havia expectativa de estourar. O Sepultura já estava imenso. Não tinha aquela correria. Eu tinha uma vida paralela, com filho e tudo mais", concluiu.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Siga Whiplash.Net: Facebook | Instagram | Twitter | YouTube

Receba as novidades do Whiplash.Net por WhatsApp


Stamp


[an error occurred while processing this directive]
[an error occurred while processing this directive]
[an error occurred while processing this directive]

Iggor Cavalera diz que o metal às vezes é muito conservador

Bandas de heavy metal que lançaram discos em cinco décadas diferentes

Sepultura e Nightwish fizeram sucesso no Metal pelo mesmo motivo, afirma Regis Tadeu

Troops of Doom: Jairo Guedz conta como faz para transitar entre Sepultura e irmãos Cavalera

Trintões: 10 discos de heavy metal que completarão 30 anos em 2023

The Troops of Doom: Jairo Guedz escolhe seus três álbuns favoritos do Iron Maiden.

Jovens, mas nem tanto: 10 discos de heavy metal que completarão 20 anos em 2023

Alex Meister: "Brasil ouvia Barão Vermelho e pulava para Sepultura, sem ouvir hard rock"

A importância da gravadora do Sepultura ter acolhido Pato Fu para impulsionar a banda

Jean Dolabella é o novo baterista de banda da cantora Pitty

Cinco separações entre bandas e músicos que foram muito marcantes

Gloria Cavalera afirma que pediu para Max continuar no Sepultura em 1996

Max Cavalera explica porque o Sepultura nunca seria como o Metallica

Produtor que vive nos EUA explica como Angra e Sepultura são percebidos por americanos

Jairo Guedz ensina Rafael Bittencourt a tocar riffs de death metal

Andreas Kisser explica por que o Sepultura mistura Metal com música brasileira

O Sepultura honrou nossos ancestrais bem antes do pessoal da Noruega lembrar dos vikings

Max Cavalera: ele diz ser "mais Metal" que seu irmão Igor

Históricas: Fotos de encontros inusitados entre rockstars

Raul Seixas: O clássico inspirado em Dylan que driblou censura e criticou Roberto Carlos


Sobre Gustavo Maiato

Jornalista, fotógrafo de shows, youtuber e escritor. Ama todos os subgêneros do rock e do heavy metal na mesma medida que ama escrever sobre isso.

Mais matérias de Gustavo Maiato.